1
X
1

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Grêmio

Na noite desta sexta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe o Grêmio, em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As duas equipes, que ainda lutam pelo título Brasileiro, também são finalistas da Copa do Brasil e os treinadores podem poupar jogadores, visando garantir a integridade física do elenco para partidas mais importantes.


Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Luan Silva, Gustavo Gómez, Gabriel Veron e Wesley
Transição física: Felipe Melo
Suspenso: Gabriel Menino

Pendurados: Marcos Rocha, Gustavo Scarpa, Wesley, Rony, Mayke, Emerson Santos, Luiz Adriano e Raphael Veiga

O grande desafio de Abel Ferreira é escalar um time competitivo, dosar as energias do elenco, visando manter o time forte para a sequência da temporada e para os jogos seguintes, também importantíssimos – tem Derby na segunda-feira.

É bastante provável que atletas como Marcos Rocha, Luan, Viña, Patrick de Paula, Rony e Luiz Adriano sequer apareçam no banco de reservas. Meninos do sub-20, como Pedro Acácio, Renan, Pedro Bicalho, Fabrício e Ramon Cesar completaram o treino na véspera e devem compor o banco de reservas.

Assim, um time provável para entrar em campo esta noite, considerando bastante a minutagem das últimas partidas, pode ser Weverton; Mayke, Emerson Santos, Kuscevic e Gustavo Scarpa; Danilo, Zé Rafael, Lucas Lima e Rafael Veiga; Breno Lopes e Willian.


Grêmio

GrêmioO calendário do Grêmio está bem mais ameno; Renato Portaluppi poupou vários titulares no compromisso anterior, contra o Fortaleza, e deve vir com força máxima disponível para o Allianz Parque.

O maior desfalque segue sendo o zagueiro Pedro Geromel. Diego Churín sentiu um desconforto muscular na última hora e não veio para a capital paulista.

Renato poderá contar com os retornos de Maicon, recuperado de lesão muscular, e Luiz Fernando, após Covid-19. Os dois, entretanto, devem figurar apenas no banco e a provável escalação do time gaúcho é Vanderlei; Victor Ferraz, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique e Darlan; Alisson, Jean Pyerre e Pepê; Diego Souza.


Números

  • Após 98 confrontos, a vantagem do Palmeiras no retrospecto é gigante: 41 vitórias contra 21, mais 36 empates;
  • O Grêmio só venceu 4 jogos como visitante em 45 jogos. O Verdão venceu 28 jogos e permitiu 13 empates;
  • Em campeonatos brasileiros, foram 33 vitórias do Verdão, 24 empates e 15 vitórias gremistas;
  • O Palmeiras busca sua primeira vitória sobre o Grêmio no Allianz Parque: nos dois jogos anteriores, houve um empate e uma vitória do visitante;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

Mesmo devendo entrar com vários reservas, o Palmeiras é favorito, segundo os principais sites de aposta, que pagarão, em média, para cada real aplicado:

PalmeirasPalmeiras: R$ 2,30
Empate: R$ 3,10
GrêmioGrêmio: R$ 3,25


No calendário

O Palmeiras já disputou 9 jogos no dia 15 de janeiro e venceu 6. Veja a lista completa clicando neste link.


Lei do Ex

Do lado de cá: ninguém
Do lado de lá:
Diogo Barbosa, David Braz, Robinho, Paulo Miranda e Diego Souza


Arbitragem

Bruno Arleu de AraújoÁrbitro Principal:
Bruno Arleu de Araújo

Rodrigo Nunes de SáVAR:
Rodrigo Nunes de Sá


Projeção de pontos

Chegamos ao último quartil, faltam nove rodadas para o fim do campeonato e está tudo embolado, com seis times com chances matemáticas reais de chegar ao título. Não há mais projeções a serem feitas com segurança.

A melhor forma de acompanhar as chances de conquista é com o velho simulador, presente em tantos portais por aí. É jogo a jogo, rodada a rodada. Por enquanto, estamos dentro!


Parpite

Com um time alternativo, uma igualdade pode ser considerado um bom resultado. O Grêmio, segundo seu desempenho no campeonato, adora um empate. É o que deve acontecer esta noite: 1 a 1, com gol de Raphael Veiga, voltando a marcar após oito jogos de jejum. VAMOS PALMEIRAS!


Transmissão

PFCPFC

Pós-Jogo

Palmeiras 1x1 GrêmioCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras empatou esta noite com o Grêmio no Allianz Parque por 1 a 1, gol de Raphael Veiga (vide parpite do pré-jogo), e desperdiçou mais uma chance de colar nos líderes na tabela.

O resultado não elimina as chances do Verdão para brigar pelo campeonato, mas nos faz lamentar muito pelo fato do time ter desperdiçado muitas chances claras de matar o jogo no primeiro tempo e por ter investido minutagens de jogadores importantes sem ter o retorno esperado: a vitória.

Primeiro tempo

1'
Palmeiras

Breno Lopes roubou no campo de ataque, tabelou com Rony, avançou, ficou de frente com Vanderlei mas teve uma pane mental e tocou fraquinho – nem chutou, nem passou para Rony que acompanhava ao lado, mas estava impedido.

9'

Em nove minutos o árbitro deixou de marcar duas faltas claras para o Palmeiras no campo de ataque, e marcou duas bem menos claras para o Grêmio.

11'
Palmeiras

Marcos Rocha apoiou, tabelou com Breno Lopes, entrou na área e cruzou rente ao gol, complicando a vida de Vanderlei, que rebateu para fora da área com o pé.

13'
Palmeiras

Emerson Santos tentou arriscar de fora mas pegou mal na bola; Rony interceptou a bola na meia-lua e bateu rápido, mas também chutou mal e Vanderlei pegou fácil.

16'
Palmeiras

Marcos Rocha fez o passe longo por elevação; Rony matou no peito já dentro da área e emendou de sem-pulo, obrigando Vanderlei a fazer boa defesa.

22'
Palmeiras

Breno Lopes foi lançado em profundidade, entrou na área e rolou para Rony, livre, na risca da pequena área – ele tirou de Vanderlei mas acabou acertando a trave, de forma inacreditável.

23'
Palmeiras

Willian recebeu no bico da área, ajeitou e bateu de curva, buscando o ângulo esquerdo de Vanderlei – a bola foi de novo na trave, no mesmo lugar que a bola do lance anterior.

25'
Palmeiras

Breno Lopes recebeu de Marcos Rocha e cruzou no segundo pau; Viña ajeitou e bateu cruzado – Vanderlei estava batido mas Rodrigues, bem colocado, cortou a trajetória da bola.

27'
Grêmio

Diego Souza fez a jogada pela direita e cruzou bem, a zaga cortou e Pepê tentou aproveitar o rebote da meia-lua, mas bateu fraquinho, recuando para Weverton.

29'
Palmeiras

Jean Pyerre saiu jogando errado; Raphael Veiga recolheu e bateu rápido – a bola saiu perto do ângulo direito de Vanderei.

30'
Palmeiras

Luan armou o ataque e tocou para Willian, que enfiou no meio para a entrada de Veiga; ele fez o corta-luz e deixou para Breno Lopes, que bateu de dentro da área, livre – a bola foi de novo no mesmo ponto d a trave.

33'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Viña abriu para Willian que brigou muito pela bola, levou a melhor e devolveu para Viña, dentro da área; o uruguaio tocou para dentro, para a chegada de Rony, que mais uma vez estava livre e soltou a perna, mas furou espetacularmente; a bola sobrou ainda para Veiga, que tocou na saída de Vanderlei – o goleiro roçou na bola, que rolou de mansinho na junção da trave com a rede. Sofrido!

35'
Palmeiras

Zé Rafael enfiou o passe longo por baixo; Rony deu um lindo passe de letra para a entrada de Veiga, que invadiu a área pela direita e bateu cruzado, rasteiro – Vanderlei fez excelente defesa.

37'
Grêmio

Alisson fez jogada individual pela direita e bateu de fora; Weverton defendeu por baixo, colocando a escanteio.

39'
Palmeiras

Depois de longa troca de passes, Alan Empereur tentou o chute de fora mas pegou mal na bola, mandando por cima.

47'
Grêmio

Depois de jogada de Pepê, Alisson bateu da frente da meia-lua, rasteiro, mas sem direção.

47'

Bruno Arleu, sem critério, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Os dois times voltaram sem alterações dos vestiários.

6'
Grêmio

Pepê recebeu de Jean Pyerre e bateu de frente, Weverton rebateu e Emerson Santos evitou o rebote de Alisson colocando a escanteio.

19'
Palmeiras

Viña apoiou pela esquerda, cruzou no segundo pau; Rony se esforçou e evitou que ela saísse pela linha de fundo e puxou do jeito que deu; Willian fechou na marca do pênalti e emendou um voleio espetacular; Vanderlei fez uma defesa impressionante.

21'
Palmeiras

Willian emendou mais um sem-pulo, desta vez do bico da área – Vanderlei pegou mais uma vez.

23'

Kuscevic entrou no lugar de Alan Empereur; Luiz Adriano entrou no lugar de Rony.

29'
Palmeiras

Willian e Zé Rafael brigaram pela bola com Pinares; o camisa 8 ficou com a bola e bateu de chapa, mas a bola saiu sobre o travessão.

32'
Grêmio

Jean Pyerre bateu falta frontal; a bola bateu na barreira, foi no contrapé de Weverton e saiu a um palmo da trave esquerda de Weverton.

35'

Lucas Lima entrou no lugar de Raphael Veiga; Gustavo Scarpa no de Willian.

37'
Grêmio

Scarpa saiu jogando errado; Pinares tabelou com Diego Souza e bateu forte; a bola explodiu na zaga e saiu em escanteio. Na batida do chileno, Diego Souza testou no canto direito e Weverton foi buscar.

41'

Mayke entrou no lugar de Marcos Rocha.

41'
Grêmio

Diego Souza recebeu dentro da área, livre, e encheu o pé; Weverton fechou o ângulo e evitou o empate

43'
Grêmio

Gol do Grêmio – Tabela entre Maicon e Luiz Fernando; o cruzamento achou Diego Souza vindo de trás e a cabeçada foi mortal.

47'
Grêmio

Diego Souza bateu falta frontal cometida por Lucas Lima, colocadinha, ela ia na última gaveta mas Weverton fez uma defesa gigantesca.

49'

Fim de jogo no Allianz Parque.





Fim de jogo

O Verdão brincou demais com as armadilhas do futebol ao permitir que o Grêmio tivesse tanto a bola e o domínio do meio-campo no segundo tempo. Depois de fazer um primeiro tempo que só não foi perfeito porque as chances de gol não foram convertidas, nosso time permitiu ao adversário que ditasse o ritmo do segundo tempo, tomou o empate e até flertou com a derrota.

A iniciativa de marcar a saída de bola do Grêmio no primeiro tempo foi executada com perfeição e o que se viu foi um massacre alviverde. Muita rapidez nos toques, muita movimentação, e nossos jogadores saindo na cara de Vanderlei quase que instantaneamente após os roubos de bola.

Má pontaria, um pouco de falta de sorte, e nosso time levou para os vestiários uma vantagem muito menor do que a merecida – e pagou o preço no segundo tempo.

Renato inverteu Matheus Henrique com Jean Pyerre, direcionou os ataque para o lado direito e a estratégia funcionou, com nosso meio-campo assistindo placidamente.

Mesmo sendo dominado, o Palmeiras teve a chance de decidir o jogo numa pintura de Willian, aproveitando a esperteza de Rony na puxeta que evitou a saída da bola. Seria sem sombra de dúvidas o gol mais lindo do campeonato.

O gol sofrido no fim foi aquele que conseguimos evitar na terça-feira. E o gol evitado na falta de Diego Souza, na gaveta, que seria o da virada, teria sido um castigo um pouco além da conta.

Seguimos secando. O Derby, sabemos, vale mais que três pontos, como sempre. Nosso time tem dois dias para virar a página deste frustrante empate, focar no inimigo e traçar o plano para vencê-los de novo e seguir na briga.

Tudo isso, tentando esquecer que daqui a duas semanas jogaremos a final da Libertadores. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Grêmio

Vanderlei
Victor Ferraz
Rodrigues
Kannemann
Diogo Barbosa
Matheus Henrique
Maicon
Thaciano
Pinares
Alisson
Luiz Fernando
Jean Pyerre
Pepê
Diego Souza
Renato Portaluppi
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Não há mais dúvidas: é o melhor goleiro em atividade neste país e quem discorda é clubista.
9.5
Marcos Rocha
Soube o que fazer em todos os lances, e executou bem.
8
Mayke
Voltando de Covid, sem ritmo, deixa pra lá...
s/n
Luan
Partida comum, sem maior destaque.
6
Alan Empereur
Mais exigido que o parceiro de zaga, saiu-se bem.
6.5
Kuscevic
Manteve o nível do titular.
6
Viña
Bem no apoio no primeiro tempo, com participação no gol; teve mais trabalho na marcação no segundo.
7
Emerson Santos
Encaixou muito bem a marcação no primeiro tempo, ficou boiando na parte final e o Grêmio deitou.
6
Zé Rafael
Conseguiu equilibrar as ações de defesa e ataque com perfeição até o início do segundo tempo.
7.5
Breno Lopes
Apesar do lance da pane mental no início do jogo, vai se encaixando bem no time e parece faltar apenas o gol para deslanchar.
7.5
Raphael Veiga
Jogando mais próximo do gol, voltou a render como em sua melhor fase.
8
Lucas Lima
Entrou para tomar o cartão amarelo protocolar.
s/n
Willian
Duas jogadaças - a origem do gol e o voleio de cinema que Vanderlei espalmou. Valeriam o ingresso.
7.5
Gustavo Scarpa
Dormindo, lento, sem iniciativa, horrível.
3
Rony
As duas finalizações grotescas contrastaram com a movimentação e as ótimas jogadas de pivô, além da dedicação infinita.
7
Luiz Adriano
Muita classe e consciência tática. E a cada arrancada, uma oração.
7.5
Abel Ferreira
Abel Ferreira
A iniciativa de assumir o risco em busca da vitória é louvável. O nó tático do primeiro tempo também. Aí, no segundo, ficou para trás e não conseguiu frear a reação do time de Renato.
6.5





  • Preocupa demais o desgaste do elenco e só nos resta confiar que o DT sabe o que está fazendo ao não poupar jogadores chave para as finais. Não podemos nos dar ao luxo de perder atletas como Vina e LA, por exemplo, que não têm reservas imediatos…

  • Acho que o mais importante hoje foi time ter jogado muito bem perante o último jogo, não demostrou abalo mental, criou chances, foi superior, o que frusta é ter tomado o empate no final. Dia 30 está cada vez mais próximo , nesse dia não podemos vacilar assim.

  • O empate era um placar esperado, tanto é que o próprio Verdazzo deu esse parpite de 1×1, mas devido as circunstâncias do jogo eu fiquei meio puto, poderia ter saído hoje com a uma bela vitória.

  • Uma pena o resultado, era para ter ficado 3 a 0 tranquilo no 1º tempo, é aquela máxima se fez presente e fomos punidos no fim. Lado bom, time jogou bem, no 1º tempo muito bem, alguns jogadores mostraram uma certa recuperação como o Veiga, isso é ótimo. Para a pontuação foi ruim, mas acontece. Temos que ganhar dos gambás para dar um moral a mais. Agora o Rony precisa melhorar muito a finalização, pq vai perder gol feito assim lá longe rs. Mas no geral valeu pela postura após um jogo péssimo e desgastante. Sobre o Brasileiro, ainda temos chance, porém melhor ir levando jogo a jogo e vendo como fica a situação. Segunda é guerra!!!

  • Se não fosse o monte de gol desperdiçado sairíamos com a vitória. Fico com aquela sensação de derrota. Pq levar gol aos 42 do segundo tempo eh brincadeira.
    É só cruzar na área do Palmeiras que faz gol. Não tem zagueiro não???
    Se ganha esse jogo eh 6 ptos das biba. Com 1 jogo a menos e com jogo direto.
    Paciência viu. Torcer pra essa rodada todo mundo embolar e ninguém disparar.
    Td bem que estamos na final em 2 copa. Mas se da pra ganhar o BR vamos em busca tbem.

  • Posso quebrar a cara e tenho todo o direito, mas eu tô com a sensação de que até o Brasileiro nós vamos beliscar…

  • Que a sorte de campeão nos acompanhe hoje e nós dê mais 3 pontos rumo ao título do brasileirão.

  • Passado algum tempo da classificação, tenho algumas ponderações:

    1 – Por incrível que pareça, ter vencido o primeiro jogo por 3×0 fora jogou muita pressão psicológica nos jogadores. Tinham obrigação de passar de fase, caso contrário seria vexame (o que não é verdade) e do outro lado tinha o River. A torcida tentou ajudar, mas o corredor alviverde, o mosaico, a festa, jogaram mais pressão pra cima dos jogadores. Não culpo ninguém, acho que todos tentaram fazer o melhor possível, mas teria sido mais tranquilo se fosse um jogo mais protocolar, sem pressão. Repito: isso seria impossível, portanto compreensível a pressão que os jogadores sentiram.

    2 – Os acontecimentos do jogo também subiram a pressão. O Palmeiras teve a chance clara de fazer o primeiro gol com o Rony ou de empatar com o Zé Rafael. Em qualquer dos casos, a chave viraria e o fator psicológico seria estabilizado. Ao contrário: o River Plate fez 2×0 e aumentou sua moral, jogando a moral dos jogadores do Palmeiras ainda mais pra baixo.

    3 – O River Plate, atualmente, tem um time muito superior ao time do Palmeiras. Começaram jogando melhor na Argentina e só desabaram psicologicamente lá pq o Weverton fez uma defesa espetacular e o Palmeiras abriu o marcador, tendo um gol anulado por impedimento milimétrico em seguida. O gol no início do segundo tempo acabou de derrubar o River lá, e poderíamos ter feito, tranquilamente, 4, 5 gols em Avellaneda.

    3 – Em condições normais, o River teria passado. Entretanto, houve o abalo psicológico deles lá na Argentina, que nos proporcionou fazer 4, 5 gols. Fizemos 3. Aqui no Allianz Parque, houve nosso abalo psicológico, que proporcionou ao River fazer 4, 5 gols. Fizeram 2. Os lances anulados pelo VAR foram corretíssimos. A classificação do Palmeiras foi justa.

    4 – O Abel Ferreira e os jogadores precisam fazer essa avaliação. Não somos o bicho papão da competição, mas não somos horríveis como o último jogo fez parecer. A classificação deve ser comemorada, mas os pés devem ser fincados no chão, inclusive sobre a absoluta igualdade de condições contra o Santos.

    5 – Temos que poupar forças para a final. Por mais que o Campeonato Brasileiro esteja ao alcance e só estejamos dependendo de nós mesmos, sem precisar secar, acho difícil a conquista, por conta do físico. Vamos poupando jogadores, tentando ganhar, mas com a consciência de que tentar ganhar tudo de forma tranquila e absoluta é impossível.

    6 – Mesmo que as coisas não deem certo e o Palmeiras não conquiste nenhum título ao final dessa temporada 2020/2021, devemos dar continuidade e consistência a esse trabalho, independentemente do resultado de agora e de eventuais turbulências futuras. Podemos perceber o que o River conseguiu com a continuidade do trabalho do Galhardo. E que nossas revelações sejam vendidas daqui a alguns anos. A renovação e o início de um bom trabalho passa pela manutenção de Danilo, Patrick de Paula, Gabriel Menino e Veron.

    • Concordo em gênero, número e grau, uma das análises mais sensatas e objetivas que li nos últimos tempos.
      Complementando, to gostando de ver a mídia dando o título como ganho pras sardinhas.

    • Ah! Se todos os palmeirenses tivessem essa visão sensata e conseguissem analisar objetivamente como você fez aqui…

  • Espero que o Veiga volte a encontrar o bom futebol, depois que pegou o covid não voltou a apresentar o bom futebol que vinha fazendo sendo decisivo em vários jogos, o Veiga voltando a jogar bem pode ser uma carta na manga para dia 30 de janeiro, torço por ele hoje, espero uma vitória 2×1 Willian e Veiga

  • Não concordei com o risco assumido contra o Sport quanto a escalação, achei desnecessário escalar jogadores titulares e potenciais suplentes. O mesmo vale para o jogo de hoje, não queria estar na pele do Abel, porém “eu” que não sou técnico, jogaria com o time considerado titular apenas uma vez por semana até a final do dia 30. Mesmo nesta condição acredito que não sairíamos da briga do Brasileiro nas próximas 5 partidas. Avanti Palestra

    • Complementando: titulares apenas contra os Gambás e o Ceará. hoje ganhamos de 1×0, gol de Kuscevich

  • Acredito que os próximos 3 jogos serão definidores do que poderemos alcançar no Brasileirão. Se diminuirmos a diferença para o líder devemos pensar em título, se a diferença aumentar, o time titular da final deve ser poupado dos jogos contra Ceará e Vasco. Não arrisco mais palpite e nem escalação e Avanti, Palestra!

    • Vejo por aí tbm.
      Nos proximos 3 jogos:
      – Se fizer 7 ou 9 pontos – Tá na briga, independente do que os outros times fizerem nessas 2 rodadas
      – 5 ou 6 pontos – Tem que ver o desempenho dos outros
      – 4 pontos ou menos – começa a poupar bastante.