0
X
3

Cesar Greco

O Palmeiras fez um bom jogo em Caxias do Sul e venceu o Juventude por 3 a 0, chegando assim à segunda vitória no Brasileirão.

Depois de um primeiro tempo complicado, em que o time da casa se defendeu bem e fechou todas as saídas do Verdão, nosso time conseguiu abrir o placar numa jogada de bola parada, se defendeu bem quando foi preciso e ampliou a vantagem naturalmente. Até que enfim a bola entrou no gol de quem foi mais atacado!

Primeiro tempo

1'
Palmeiras

Deyverson rolou para Raphael Veiga na meia esquerda; o camisa 23 experimentou de meia distância e assustou Marcelo Carné, que viu a bola sair à direita do gol.

6'
Palmeiras

Willian fez jogada individual pela esquerda, entrou na área e cruzou buscando a altura de Deyverson na risca da pequena área; o camisa 16 subiu mas “furou” de cabeça e o goleiro ficou com a bola.

18'
Juventude

Guilherme Castilho bateu falta perigosa da meia esquerda, mas pegou mal na bola, que subiu demais.

19'
Palmeiras

Victor Luis apoiou e acionou Veiga, que tocou dentro da área buscando Deyverson; que amorteceu e girou para o gol; Carné fez boa defesa no canto direito e mandou a escanteio. Na batida ensaiada, Veiga bateu da meia-lua mas mandou por cima.

Victor Luis passou a apoiar com muita frequência; primeira linha passou a ser com 3.

26'

Luan deu lugar a Zé Rafael. Aparentemente, sentiu lesão. Felipe Melo virou zagueiro.

 

36'
Palmeiras

Renan apoiou e suspendeu na área, da intermediária; Deyverson testou da marca do pênalti mas mandou por cima, sem perigo.

47'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu falta da direita, com curva, em direção ao canto direito; ninguém raspou e Carné conseguiu ficar com ela sem sustos.

48'

O árbitro, sem maiores problemas, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Os dois times voltaram sem alterações para o segundo tempo.

7'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Gustavo Scarpa bateu escanteio da esquerda; Renan disputou a bola com William Matheus e o lateral acabou testando contra o próprio gol – Lei do Ex invertida!

13'
Juventude

Falha grosseira do setor defensivo: após falta marcada, Marcos Rocha ficou reclamando e não acompanhou; o Juventude bateu a falta com a bola rolando e na jogada rápida Elton chegou na cara de Jailson e tocou; nosso goleiro explodiu na frente do adversário e impediu o gol fazendo uma enorme intervenção.

16'
Palmeiras

Bom cruzamento de Gabriel Menino da direita; Michel Macedo raspou de cabeça e tirou de Willian; Victor Luis chegou no segundo pau para escorar mas não alcançou.

17'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Gustavo Scarpa bateu o escanteio e zaga afastou; na segunda bola Scarpa recebeu com liberdade do lado esquerdo e cruzou com precisão; Deyverson escorou de cabeça com muita competência e ampliou para o Verdão.

23'
Juventude

Triangulação entre Chico, Wescley e Marcos Vinicios, que girou e tentou acertar o canto direito de Jailson, que cobriu o ângulo e viu a bola roçar na rede pelo lado de fora.

25'
Juventude

Paulinho Bóia tentou a jogada individual pela esquerda e bateu da risca da área, mas mandou por cima.

28'

Mayke e Breno Lopes entraram nos lugares de Willian e Gabriel Menino.

30'
Juventude

Após escanteio da esquerda, Rafael Forster subiu depois de empurrar Felipe Melo pelas costas e testou para o gol, mas a arbitragem já havia apitado a falta antes do arremate.

36'
Juventude

Castilho levantou falta da direita; após desvio de Veiga no primeiro pau Forster testou firme no ângulo direito; Jailson fez a ponte e salvou o Verdão.

42'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Veiga fez o lançamento longo para Mayke na direita; ele tocou curto para Gustavo Scarpa que rolou para a chegada de Breno Lopes, que tocou de chapa, com estilo, da meia-lua para o Ângulo esquerdo do Juventude. Lei do Ex!

49'

Depois de acertar em duas marcações polêmicas, o árbitro encerrou a partida.



Ficha Técnica

Juventude

Marcelo Carné
Michel Macedo
Vítor Mendes
Rafael Forster
Alyson
William Matheus
Elton
Guilherme Castilho
Chico
Paulinho Boia
Wescley
Bruninho
Capixaba
Fernando Pacheco
Marcos Vinicios
Matheus Peixoto
Marquinhos Santos
TÉCNICO


Fim de jogo

Foi um bom jogo do Palmeiras, ainda mais considerando a quantidade de desfalques. Nosso time foi superior ao Juventude em praticamente toda a partida e, desta vez, conseguiu transformar essa superioridade em vantagem, ao contrário das partidas contra o CRB e SCCP.

Contra uma defesa compacta, mas simples, o Palmeiras tentou atacar pelos flancos no primeiro tempo, sobretudo usando o apoio de Victor Luis; Deyverson foi o homem das jogadas aéreas que não tivemos por muito tempo, mas a bola seguiu não entrando.

É verdade que o Palmeiras não martelou tanto assim, mas na forma que Abel enxerga o futebol, por ter imprimido superioridade e criado mais que o adversário (que não criou nenhuma chance), nossa estratégia era satisfatória e o gol era questão de tempo.

Desta vez, foi mesmo. O Verdão chegou ao gol aos 7 minutos do segundo tempo, de bola parada. Abel não fez nenhuma alteração no intervalo, mesmo com Gabriel Menino praticamente implorando para ser substituído, tamanha a sua inoperância.

Com o gol, o Juventude afrouxou naturalmente o ferrolho e os outros saíram na sequência – não sem antes o Palmeiras precisar de um pequeno milagre de Jailson, após vacilo de Marcos Rocha em cobrança de falta rápida no meio do campo.

Felipe Melo foi bem alternando de 5 para 3; Zé Rafael entrou bem de 5; Veiga e Scarpa estão se entrosando cada vez mais. Willian entrando em diagonal faz sua melhor função e ter um homem alto como referência dá outra perspectiva aos ataques pelos flancos.

O jogo foi longe de ser o melhor que o Palmeiras já fez, mas este é o futebol equilibrando a balança da injustiça: quantas vezes jogamos muito melhor e não fomos recompensados no placar?

E de qualquer maneira, merecemos a vitória. Um a zero ou três a zero valem os mesmos três pontos.

O time volta da viagem a Caxias com um belo saldo: três pontos ganhos, três gols marcados, nenhum sofrido, um belo encontro com Felipão e com todos vacinados. Faltou alguma coisa?

Então que venha o América e VAMOS PALMEIRAS!





  • O Juventude é bem frágil, com ctz vai brigar pra não cair, ou vai cair mesmo, mas contra essas molezas não tem outra, tem que vencer mesmo, tem que golear e somar 3 pontos é a obrigação, fazer saldo, o próximo compromisso é contra o América no Allianz e tbm tem que somar 3 pontos, jogos assim tem que sobrar, independente de como jogar e de quem jogar, depois que essa Copa América acabar e tivermos as voltas de Gomez, Viña e Weverton, e mas o retorno do Dudu, que foi anunciado aos quatro cantos pelo Palmeiras a tendência é o time ficar azeitado.

  • Não é questão de ser corneta, mas torço para que essa formação tenha sido ocasionada pelas ausências.
    Atuando ao mesmo tempo, Marcos Rocha, Felipe Melo e Zé Rafael tornam nosso time MUITO lento na transição…só deu certo ontem porque o Juventude é fraquíssimo.

  • Agora outra vitória sobre o América para acalmar as cornetas.
    Estamos sem 5 titulares Weverton, Gomes, Viña, Patrick e Danilo precisamos pontuar.
    Logo chegam Dudu e Borja dando mais opções ao Abel.

  • Ontem o CRB jogou fora de casa contra um time de verde e branco (isso lembra alguma coisa, né?) e…. perdeu melancolicamente.

    O outro time era o simplório Goiás, que aliás está até sem patrocínio. Na verdade, nem o próprio CRB tem patrocínio atualmente.

    São coisas do futebol. Que faaaaase….

  • Olha a lei do ex aí! 1×0, gol de Breno Lopes pra começar a afastar qualquer graça que tentem fazer pra desestabilizar nosso time.