2
X
1

25/09/2021 - 19:00

Pré-Jogo

Pré-jogo SCCP x Palmeiras

Na noite deste sábado, a Sociedade Esportiva Palmeiras vai ao Itaquerão enfrentar o SCCP, em partida válida pela 22ª rodada do Brasileirão.

Às vésperas da partida mais importante da temporada até o momento, o Verdão vive o dilema de optar entre poupar os jogadores mais importantes ou de ir com força máxima para tentar preservar as modestas chances de vencer o Brasileirão pela 11ª vez. Tudo isso com o tempero mais do que picante de ser um DERBY.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Ninguém

Pendurados: Gabriel Menino, Patrick de Paula, Felipe Melo, Zé Rafael e Deyverson

Os treinos seguem fechados para a imprensa, mas há quem veja uma tendência de que Abel Ferreira escale força máxima, mesmo tendo uma decisão pela frente na terça-feira. Wesley e Felipe Melo têm dado força à equipe e podem ser opções.

Como não tem desfalques por lesão ou suspensão, nosso treinador, caso resolva de fato não poupar ninguém, pode escalar Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Danilo (Felipe Melo) e Zé Rafael; Dudu, Raphael Veiga e Rony (Wesley); Luiz Adriano.

SCCP

sccpNo SCCP, o técnico Sylvinho não poderá contar com Gabriel, suspenso – o colombiano Cantillo deve ser seu substituto. Os desfalques seguem sendo Adson, Roni e Ruan Oliveira.

O time que deve entrar em campo esta noite no Itaquerão é Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo, Renato Augusto e Giuliano; Willian, Roger Guedes e Gabriel Pereira.

Números

  • A vantagem no confronto geral, todos sabem, é do Palmeiras: o clássico já foi disputado 380 vezes, com 134 vitórias do Verdão contra 130 do adversário, mais 116 empates;
  • Apesar do equilíbrio nos resultados, damos um banho nos gols marcados: 536 a 490;
  • Em campeonatos brasileiros, os dois rivais já se enfrentaram 63 vezes: 23 vitórias do Verdão, 23 empates e 17 do SCCP;
  • Nos últimos 4 jogos no Itaquerão, vencemos 2 e empatamos 2;
  • Nos últimos seis confrontos, vencemos 3 e empatamos 4 – um deles, uma piedosa goleada por 4 a 0 (podia ter sido de mais);
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

O mercado considera o Palmeiras favorito, mesmo no Itaquerão. Os principais sites de aposta pagarão, em média, para cada real aplicado:

sccpSCCP: R$ 2,95
Empate: R$ 2,95
PalmeirasPalmeiras: R$ 2,60

No calendário

O Palmeiras já disputou 16 jogos no dia 25 de setembro e venceu 6. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

Róger Guedes nos enfrentará pela primeira vez – isso não tiver uma indisposição mental causada por pesadelos com Felipe Melo.

Arbitragem

Raphael ClausÁrbitro Principal:
Raphael Claus

José Claudio Rocha Filho

VAR:
José Claudio Rocha Filho

Projeção de pontos

De acordo com a projeção de pontos ajustada ao fim do segundo quartil, o Palmeiras está três pontos abaixo do sarrafo para atingir 83 ao final do campeonato. A projeção foi ajustada para permitir um empate esta noite, diante da decisão na Libertadores. Assim, uma vitória nos deixaria a apenas um ponto da meta.

Parpite

Vai ser impossível tirar o Mineirão da cabeça dos nossos jogadores e isso pode atrapalhar um pouco. Mesmo assim, é perfeitamente possível sair do Itaquerão com um bom resultado. Vai depender da estratégia de Abel, que deve permitir que o time saia um pouco mais para o jogo.

Dá Verdão: 1 a 0, com gol de Felipe Melo, que vai tirar uma casquinha do platinado na comemoração. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

PFCPFC

Pós-Jogo

SCCP 2x1 PalmeirasCesar Greco

O Palmeiras foi derrotado no Itaquerão pelo SCCP por 2 a 1 e perdeu mais uma chance de se aproximar do Atlético, líder do campeonato.

O irônico é que o Verdão jamais entrou no jogo completamente e pareceu ser exatamente porque só tem na cabeça… o Atlético, adversário na terça-feira contra quem o time decide uma vaga na fina da Libertadores.

Primeiro tempo

6'
Palmeiras

Gustavo Scarpa recebeu de Dudu pelo meio, deu dois passos e disparou a  canhota; Cássio pegou por baixo.

10'
SCCP

Willian enfiou para Gabriel Pereira na direita no buraco deixado por Patrick de Paula; o cruzamento veio por baixo, Luan tentou cortar mas jogou contra o gol – Weverton estava atento.

16'
Palmeiras

Gabriel Menino bateu falta sofrida por Wesley na meia esquerda, a um passo da risca da área, mas a bola desviou na barreira e saiu a escanteio.

19'
SCCP

Gol do SCCP – Renato Augusto passou por Luan e Patrick na esquerda, jogou para a área na direção de Giuliano, que escorou para Róger Guedes que bateu cruzado, forte, no canto esquerdo de Weverton.

26'
SCCP

Willian recebeu na esquerda de Renato Augusto, cortou para dentro e bateu forte – a bola explodiu em Giuliano, que estava impedido.

31'
SCCP

Gabriel Pereira entra da direita para o meio; Gustavo Gómez colocou o corpo na frente esperando o bote de Danilo, que ficou olhando; Gabriel Pereira alcançou a bola e bateu cruzado, para fora, assustando Weverton.

37'
Palmeiras

Wesley costurou pela esquerda e tocou para Patrick de Paula, que bateu forte de canhota, mas sem nenhuma direção.

44'
SCCP

Willian puxou o contra-ataque, tocou para Róger Guedes, impedido – o atacante invadiu a área e tocou no canto direito de Weverton, mas o VAR confirmou a marcação do auxiliar, que assinalou o impedimento.

46'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Scarpa bateu escanteio da direita; Cantillo rebateu e Gabriel Menino pegou a sobra e bateu com força; Róger Guedes tentou cortar e desviou de Cássio, mandando a bola para o fundo das redes.

48'

Raphael Claus encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Patrick de Paula, amarelado, deu lugar a Zé Rafael.

2'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu falta da direita; Renan cabeceou pressionado por Gil e não conseguiu dar a melhor direção à bola.

5'
SCCP

Willian foi lançado em velocidade pela esquerda, cercado por Gustavo Scarpa e Luan; ele cortou para dentro e bateu cruzado; ela desviou na marcação e triscou no pé da trave direita de Weverton.

14'

Deyverson e Willian Bigode entraram nos lugares de Luiz Adriano e Dudu.

22'

Wesley deu lugar a Gabriel Veron.

27'
SCCP

Gustavo Mosquito recebeu passe de Willian no facão, entrou na área livre e bateu forte; Weverton fez grande defesa.

29'
Palmeiras

Zé Rafael apareceu de surpresa como centroavante, recebeu de Gustavo Scarpa, girou e bateu rasteiro, mas a bola saiu à esquerda de Cássio.

32'
Palmeiras

Gabriel Menino cruzou no segundo pau, por trás da zaga; Gabriel Veron testou mas Cássio pegou firme.

35'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu escanteio da direita; Deyverson tirou a casquinha no primeiro pau e Luan fechou na risca da pequena área mas escorou por cima.

36'
Palmeiras

Scarpa bateu escanteio da esquerda; Gil desviou e Veron pegou de primeira no bico da pequena área – a bola beijou a trave e a defesa afastou.

38'
SCCP

Gol do SCCP – Róger Guedes foi lançado aberto pela esquerda, passou pela marcação de Gabriel Menino e acertou um chute de rara felicidade, no ângulo esquerdo de Weverton.

42'

Jorge entrou no lugar de Renan.

45'
Palmeiras

Gabriel Veron suspendeu da esquerda; Willian Bigode cabeceou e Cássio defendeu sem rebote.

49'

Raphael Claus encerrou a partida.





Fim de jogo

A proposta de jogo parecia realmente boa. O time misto do Palmeiras iniciou o jogo pressionando a saída de bola do adversário e a cada roubo o time ameaçava uma boa jogada. Mas o time encontrou dificuldades na conexão com Luiz Adriano, que jogou bem afundado no meio dos zagueiros sem ninguém encostando.

Ter pouca gente pisando na área foi um dos problemas do time. O outro parece mesmo ter sido a falta de foco. Um Derby já não é mais capaz de fazer a cabeça dos nossos jogadores parar; o pensamento coletivo parecia, muitas vezes, voar para Belo Horizonte com três dias de antecedência.

Foi numa dessas viajadas que o time da casa abriu o placar, com Luan e Patrick indo para a jogada como se estivessem num treino, aos 19 minutos.

Ainda demorou cerca de dez minutos para o Palmeiras voltar para o jogo. Wesley parecia ser uma boa saída e Fagner foi amarelado. Mas não havia presença suficiente na área. O Palmeiras finalizava apenas em jogadas de bola parada, sempre perigosas nos pés de Gustavo Scarpa.

Os momentos de desligamento seguiam acontecendo e o adversário, quando recuperava a bola, tinha liberdade. Numa dessas, só não fez o segundo gol porque Róger Guedes estava meio corpo à frente de Luan e o impedimento foi marcado.

Já nos acréscimos, num escanteio, o Verdão chegou ao empate, que parecia merecido diante do volume de jogo dos dois times. Mas era nítido que o time precisava de ajustes.

A entrada de Zé Rafael deu mais vida ao meio-campo, mas nossa defesa era constantemente ameaçada pelos flancos. Willian, enquanto teve gás, fez a festa em Gabriel Menino; Gabriel Pereira, muito rápido, levava a melhor sobre Renan.

As mexidas de Abel – Deyverson, Willian e Veron – não surtiram muito efeito. O time seguia sem pisar na área e só levava perigo nas bolas paradas que conquistava tocando a bola “fora do bloco” do adversário.

Na fase final do jogo, o adversário cansou e o volume de jogo do Palmeiras cresceu. O gol da virada parecia que ia sair; Veron acertou a trave de Cássio. Mas Róger Guedes, deslocado para a esquerda após a entrada de Jô, fez mais uma jogada individual – em cima de Menino – e finalizou o placar.

Foi um jogo decidido nos detalhes; o Palmeiras, com um time misto, jamais tirou a sombra da Libertadores da frente; o adversário, focado, jogou em seu limite e conseguiu reescrever uma história muito comum nos Derbies: a de um time inferior que se supera diante do rival.

As cornetas inevitavelmente soarão no clube e mesmo na nada blindada Academia de Futebol. O Palmeiras segue lutando contra si próprio. As escalações do time vazam incontrolavelmente e o ambiente não parece tão tranquilo. É hora de todos darem seus máximos, já que o foco é na Libertadores – inclusive a parte da torcida que ainda consegue ser inteligente e só quer ver o time campeão.

Como diz o ditado: “muito ajuda, quem não atrapalha”. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

SCCP

Cássio
Fagner
João Victor
Gil
Fábio Santos
Cantillo
Vitinho
Willian
Giuliano
Xavier
Renato Augusto
Du Queiroz
Gabriel Pereira
Gustavo Mosquito
Róger Guedes
Sylvinho
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Há quem reclame que ele não fez os milagres de buscar as duas bolas na gaveta...
6.5
Luan
Falhou no primeiro gol, mas ao menos recuperou-se e foi o melhor da defesa no segundo tempo.
5.5
Gustavo Gómez
Tirou quase todas por cima.
6.5
Renan
Tomou um baile do tal de GP.
5
Jorge
Que noite para estrear...
s/n
Gabriel Menino
Só fez o gol - e ainda contou com o desvio.
5.5
Danilo
Cabeça na lua - ou melhor, em BH.
5.5
Patrick de Paula
Errou praticamente tudo o que tentou.
5
Zé Rafael
Deu um pouco de lucidez ao meio-campo.
6.5
Dudu
Com exceção do jogo contra o SPFC, o time desandou depois que virou titular.
5.5
Willian
Meia?
5.5
Gustavo Scarpa
Um perigo nas bolas paradas.
6.5
Wesley
Podia ter sido mais acionado para expulsar o Fagner.
6.5
Gabriel Veron
Vem reagindo, mas ainda parece faltar confiança.
6
Luiz Adriano
Isolado, teve poucas chances.
6
Deyverson
Ganhou uma ou duas bolas pelo alto.
6
Abel Ferreira
Abel Ferreira
A proposta inicial não parecia errada, mas as correções durante o jogo foram bem questionáveis. Faltou gente pisando na área.
5.5





  • Realmente é hora de apoiar e passar por cima de algumas coisas muito evidentes no time como um todo, às vésperas do jogo mais importante da temporada até então, seria burrice uma caça às bruxas, mas que tem muita coisa a ser consertada no time (em todas as esferas), isso tem com certeza. Avanti pra cima do Galo !!

  • Era nítido que nossos jogadores estavam se poupando, essa partida da libertadores vale muito e ninguém quer ficar de fora… Sacanagem foi deixar esse clássico numa semana decisiva dessa.

  • Se era guerra, os nossos jogadores entraram armados com flores. Jogo de quem faz alguns anos que está por aqui e não entendeu como é um Derby ainda. E que ainda ensinou errado como funciona pra quem tá chegando.

  • Palmeiras teve a bola do jogo naquele chute do Veron na trave, se entra virava o jogo e sairíamos com uma vitória de virada , agora é foco total na terça feira, vamos tentar digerir essa derrota pq terça é o jogo mais importante do ano até aqui, acho que o Brasileiro ficou muito difícil, vamos apoiar podemos chegar em mais uma final de libertadores.

    • A diferença entre o Verón e o Roger Guedes é que o gambá guardou, porém, creio que se ele estivesse do lado de cá, não guardaria. Ou seja, não é fácil jogar bem no Verdão.