O time de Cuca de 2017 não será um clone do time de Cuca de 2016

Cuca e CuquinhaCuca chega amanhã à Academia de Futebol para começar a impor seu estilo ao elenco, teoricamente mais forte que o do ano passado. Seu desafio é remontar o time que entrava agredindo todos os adversários e, não raro, marcava o primeiro gol antes da marca dos 15 minutos, com muita solidez defensiva e intensidade máxima em toda a partida.

Os atacantes, sabemos, terão que voltar para marcar os adversários até a linha de fundo, se preciso. A saída será mais rápida. Mas diante das mudanças em relação ao elenco campeão brasileiro, dificilmente veremos um clone daquele esquadrão. Vejamos as alterações:

  • Vagner x Daniel Fuzato
  • João Pedro x Taylor
  • Roger Carvalho x Antônio Carlos + Luan
  • Rodrigo + Matheus Sales + Gabriel x Felipe Melo
  • Fabrício x Michel Bastos
  • Cleiton Xavier x Guerra
  • Allione x Raphael Veiga + Hyoran
  • Gabriel Jesus x Willian Bigode + Keno
  • Leandro Pereira + Barrios x Borja

A lateral esquerda é o primeiro problema a ser resolvido. Zé Roberto e Egídio vivem fases muito ruins e Michel Bastos vinha sendo unanimemente a solução. Ele seguirá na função? Caso a lateral volte para Zé Roberto, Michel vai ter problemas para disputar a posição numa linha de 3, cujos favoritos são Roger Guedes, Guerra e Dudu, com Willian e Keno como opções imediatas e Moisés em processo de recuperação.

Com Guerra fazendo o papel de Moisés, o time ganha em criatividade mas perde em movimentação e força na marcação – algo que pode ser compensado pela enorme presença de Felipe Melo, que terá Tchê Tchê jogando mais frequentemente a seu lado, abandonando o 4-1-4-1.

Na frente, Gabriel Jesus, mesmo quando jogava mais enfiado, voltava para marcar até a intermediária. Nosso menino de ouro não perdia performance por ser mais leve – Borja, bem mais pesado, conseguirá fazer o mesmo? Em caso negativo, Cuca precisará quebrar a cabeça para compensar essa falta – por outro lado, terá sempre um atacante mais bem posicionado para ligações rápidas.

Willian tem as características de jogo muito semelhantes às de Gabriel Jesus quando este jogava aberto e colocava Barrios ou Alecsandro como centroavante. Como Dudu e Roger Guedes têm a preferência do treinador para jogar pelas pontas, é de se supor que Willian fique mesmo na reserva, sendo aproveitado quando o jogo se mostrar favorável a ter alguém encostando mais em Borja. Keno segue sendo a opção para tornar o jogo sempre mais agudo pelo flanco esquerdo.

Cabe ao homem da calça vinho adaptar o esquema muito bem encaixado do ano passado à falta que faz Gabriel Jesus e aos reforços contratados na virada do ano. A imprensa já começou a criticar Cuca sem ele nem ter começado o trabalho. Que isso sirva de combustível para que todos, o mais rápido possível, encontrem a consistência perdida – até porque, acabou a molezinha do Paulistão e a partir de agora até o fim do ano, com Libertadores (9 jogos), Copa do Brasil (8 jogos) e Brasileirão (38 jogos) todas as partidas devem ser encaradas como decisões.

  • Gustavo Arthuzo

    É uma dor de cabeça boa pro Cuca. Com exceção do Gabriel Jesus (não por que o Borja é ruim, e sim porque o moleque era craque), o Cuca tem melhores opções em todas as posições. Acredito que ele consiga acha a solução para o time.

    Deveria pensar numa limpa também, temos jogadores como Rafael, Alecdonalds e Arouca que tão encostados, ganhando um bom dinheiro…

  • Wagner Cesar

    Confesso que fiquei com vontade de clicar no link mas quando vi que era direcionado pro UOL, cumpri meu papel de palmeirense e não dei clique de audiência pra esse chorume jornalístico. Fica o aviso pros colegas de comentários também.

    Quanto ao esquema, tenho certeza que o Cuca vai conseguir adaptar o time de acordo com os pontos fortes de cada jogador, mesmo que mude aquilo que era ano passado. Mas a confiança é total!

    PS: Tive uma aula de português com ‘unanimemente’. Escrevi errado a vida toda.

    • Júnior Duque

      Mandou bem dmais com a expressão “chorume jornalístico”! Também estou fazendo o mesmo Wagner Cesar! Quando vejo que alguma matéria, por mais interessante que seja, está vinculada à nojenta mídia clubista (ESPN é um grande exemplo) me recuso a abrir! Alguém pode dizer que um leitor a menos não vai fazer falta, que eles vão continuar tendo audiência, mas não me importo! A minha parte estou fazendo.

      • Carlos Maccari

        Tbm estou, já somos dois kkkkk

    • Galdino

      Não aguentei, abri e li. Fiquei até com dó do cara. Ele diz que não gosta do Cuca, mas quer nos puxar o saco dizendo que é do Cuca que gostamos, que agora vai e tal. Nunca vi tanta contradição em um texto só. Será que se o Cuca fosse para o time dele, ele diria a mesma coisa? Ô, dó…

  • Vctr81

    quanto ao borja é sim uma perda que tivemos, mas ninguem iria preencher o espaço que o jesus voltou…qdo ele jogava parecia q estavamos com 1 a mais. mas como o texto ja mostrou, teremos que compensar isso de outra forma, deixando o borja como um cara de referencia. tomara q ele corresponda
    sobre a lateral esquerda, vejo o michel como uma tentativa de desespero mesmo. nao da para contar com ele para o campeonato todo. ele com 33 anos tem um fisico ligeiramente superior ao do ze roberto, apenas. vamos continuar tomando bolas nas costas e sofrendo por ali com ele, nao adianta…temos que ir ao mercado. egidio acho que é a hora de liberar para outro time, acabou o ciclo.

  • Marco

    Ta claro que se pegar nosso elenco, ele é pra ganhar alguns titulos, pois são dois bons jogados pra cada posição, claro que dentro dele existe alguns que não estão em boa fase, como VHugo,Egidio, mas com o passar do tempo e o Cuca e grandes decisões eles vão voltar a jogar bem

  • Renato Sansão

    Vejo hoje somente 02 titulares absolutos >>>

    01. Fernando Prass
    02. Yerry Mina

    E mais 03 que se jogarem o que sabem são “insaíveis”, como diria o Parmerista >>>

    03. Jean
    04. Tchê Tchê
    05. Dudu

    Os outros 28 do elenco terão que entregar muito mais para fazer parte desse time, que deve voltar a rodar bem de acordo com o adversário.

    O acordo entre Cuca e Mattos prevê ainda 1 LE e 1 MD que provavelmente vêm para brigar forte pela titularidade – vamos aguardar as chegadas para começar a esboçar o time. Com tudo isso somado às voltas de Luan e Moisés, teremos um TIMAÇO – o que não é nem de longe garantia de títulos.

    De toda forma, confiante como não ficava há muitos anos.
    VAMOS, PALMEIRAS!!!!!

  • Júnior Duque

    Acredito que o Vitor Hugo vai voltar a jogar aquela bola redonda que a gente conhece, formando novamente uma grande dupla com o Mina! Não vamos, por conta de uma má fase, esquecer tudo que ele já jogou desde que chegou ao Palmeiras! Cara super profissional e comprometido.
    Ratificando o que já foi comentado, Alecsandro, Rafael Marques e Arouca estão claramente destoando nesse elenco! Mattos deve dar um jeito nisso, usando-os como moeda de troca ou simplesmente negociando.

    • Marcelo Faria

      E eu que cheguei a pensar que o Palmeiras nunca mais iria ter um time tão bom como os da década de 90, onde tínhamos elenco! Alecsandro, RM e Arouca que são jogadores pretendidos pelos rivais nem sequer são relacionados para as partidas do Palmeiras. Agora sim podemos afirmar que TEMOS ELENCO!

    • Júnior Duque

      Além dos 3, ainda tem o Erick, que também está encostado. Teve diversas chances ano passado, mas não conseguiu mostrar aquele bom futebol dos tempos de Goiás. Acho que o Palmeiras podia emprestá-lo pra outro time da série A pra ele pegar ritmo, e quem sabe conseguir uma boa venda! Vai ser difícil ele cavar uma vaga concorrendo com Dudu, Keno, Roger Guedes, Michel Bastos, e eventualmente o William, que também jogam abertos pelos lados.

    • Wagner Cesar

      Manda os 3 pro Botafogo mais um turú e trás o Sassá pra ser o reserva perfeito do Borja.
      Cara ta em fim de contrato, é a oportunidade de mercado que o Mittos adora

  • Penhaman

    Realmente, continuamos com um ótimo quebra cabeça, porém com peças diferentes. Mas tenho certeza que o Sr. das Calças Vinho vai saber montá-lo com sabedoria e rapidez como nenhum outro.

    Ele é O CARA.

  • Renato Zóio

    E arrisco dizer se mantivéssemos todos os jogadores ainda assim Cuca mudaria.

    Estou muito curioso para saber o que ele fará esse ano, ele nunca seguiu uma linha de trabalho, todos eles tiveram características próprias.

  • Paranoid

    Pra mim, os 3 adiantados deveriam ser dudu, william e borja e o primeiro substituto keno. Nada contra Roger Guedes, só acho que ele está atrás dos outros por potencial ou mérito.

  • Vinicius Rossini

    Acho que com os pontas voltando para marcar a vida dos laterias fique mais fácil, acredito que o Zé possa voltar a mostrar seu bom futebol e até mesmo Egídio, que tem um bom cruzamento (algo sub-utilizado no esquema do EB). Acho que Borja é de fato mais pesado que Jesus, porém é mais forte, fazer ele voltar até a intermediária pode dar maior consistência ao meio, sem falar que ele pode fazer pivô por ser um jogador grande, algo que o Cuca tentava com o Barrios, porém ele era muitoooo lerdo para o esquema.

  • Cássio Leonardo Carrara

    O que eu acho impressionante na discussão do “Cucabol” é os “comentaristas” acharem tão absurdo utilizar uma jogada morta e inofensiva no futebol – uma cobrança de lateral – de forma criativa e visando ao gol.

    Além disso, ninguém tem a capacidade de valorizar as jogadas ensaiadas, a compactação, as trocas rápidas de passe e outras virtudes do “Cucabol”. Para eles a única jogada do Palmeiras era bola na área na cobrança lateral. E mesmo que fosse, qual a diferença dela para uma cobrança de falta? Inteligente o técnico que usa isso a seu favor…

    • Rafael Capelini

      Engraçado que na Europa, principalmente na Premier League, tão exaltada e festejada por eles (especialmente pelo pulha mor que apregueja o Cucabol) quase todos os times se utilizam dessa arma de jogar o lateral na área. Já ví Leicester*, Chelsea, Juventus, Everton, Napoli, Sevilla, Tottenham,…, entre vários outros, todos usando.

      Mas pra eles, lá é bonito e moderno, no Palmeiras é um ‘atraso de vida’ (especialmente quando sai gol encima dos queridinhos deles né kkkk)

      *No Leicester tem um cara que joga lateral da intermediaria dentro da área

      • Marcelo Faria

        verdade…uns anos atrás quando eu acompanhava a PL, o Stoke City tinha acabado de voltar a 1ª divisão e os caras arremessavam bola na área direto, todo jogo, pro grandalhão do Peter Crouch desviar ou mandar direto pro gol e dava muito certo, os caras nunca mais foram rebaixados pra 2ª divisão…é claro que a base do time mudou muito desde que eles voltaram pra PL, mas a jogada de lateral salvou os caras em muitas partidas!

      • Cássio Leonardo Carrara

        É isso! E todo mundo exalta a importância da bola parada no futebol moderno. Arremesso de lateral é bola parada. Tem que saber usar!

        • bartolomeu f s neto

          Respeito todas opiniões mas pra mim bola parada não é futebol moderno, gostava dos times do Luxa, ganhava jogando bonito e não tinha esse de bola parada, mas se hj isso é futebol moderno, vamos lá, o importante é ganhar e ganhar jogando bem, e esse ano temos mais time do que o ano passado, então bora jogar bonito, dalhe verdão

          • Rafael Capelini

            Amigo,
            Não tinha bola parada??
            Um nome só já derruba essa teoria por terra (um tal de Djalminha, tá lembrado? hehe) e naquele time ainda tinha o Rivaldo e Junior e Cafú que levantavam a bola na área com maestria. No Supertime dele de 2003 no cruzeiro uma das jogadas mais mortais era bola parada do Alex. Em 93/94 tínhamos a patada atômica do Roberto Carlos, em toda falta além do meio-campo e ainda Zinho e Evair sempre levando perigo.

            Praticamente todos os maiores e mais vitoriosos esquadrões da história do Futebol tinham em seu repertório a bola parada como uma arma fatal. Pode pesquisar aí, acho difícil encontrar algum grande campeão que não tinha. Todas as nossas seleções campeãs… 58,62,70,94,2002 usaram bem essa arma, na aclamada por muitos como supra-sumo da técnica, seleção de 82, também era uma arma. Messi, Cristiano Ronaldo, Pelé, Garrincha, Maradonna,…, todos a tinham em seu arsenal.

            O que nunca foi muito comum foi usar os arremessos laterais também como arma, mas não é nenhuma novidade, na década de 80 o Palmeiras chegou até a reduzir as dimensões do gramado por causa de um lateral uruguaio que tínhamos que arremessava a bola direto pra área.

            Bola Parada como arma SEMPRE foi parte do futebol. Não é “Futebol Moderno”. O que torna a bola parada AINDA MAIS importante no futebol moderno, é que hoje em dia os espaços são raros, as marcações são cada vez mais eficientes,os defensores mais rápidos e organizados, o que torna outras formas de fazer gol cada vez mais difícil. Ai um time que quer se sobressair, tem que TAMBÉM ter uma bola parada como arma fatal, até pra facilitar dribles e tabelas, pois ai a marcação fica mais reticente em parar ataques com faltas, ‘afrouxando’ um pouco e dando milímetros preciosos a mais pros atacantes.

            Não caia nessa conversinha de ‘jornalistas’ almofadinha tentando desmerecer a bola parada. É UMA ARMA!!! E abrir mão dela não é nada inteligente!! Sun Tze se reviraria no túmulo!!

            Claro, concordo que não pode ser a ÚNICA arma (embora a história tenha vários exemplos de times campeões assim) mas TEM QUE TER também a bola parada como Arma Letal, quanto mais letal, melhor.

            E a propósito, ano passado o Palmeiras Campeão fez gol de tudo quanto é jeito, não foi só ‘Bola Parada’ isso é conversinha dos invejosos!!!

          • Cássio Leonardo Carrara

            Bonito ou não é o que garante muitas vitórias hoje em dia. Por isso, “futebol moderno”.

    • Vctr81

      hoje a grande maioria dos times do brasil mesmo ja copiaram isso e tb sempre fazem

  • Wilfrido Paredes

    Sem Moisés e Gabriel Jesus, perdemos muito do nosso poder defensivo. Gabriel Jesus ajudava muito na marcação pelo lado esquerdo de nossa defesa. Enquanto Moisés tinha uma força física que lhe permitia estar brigando pela bola em todo o campo.

    No ano passado Cuca deixava apenas Dudu sem muita obrigação de marcar. Os demais tinham uma obrigação maior de marcação e faziam bem este papel.

    Atualmente, tanto Guerra como Borja marcam bem menos do que Moisés e Gabriel Jesus faziam.

    Como temos grandes deficiências defensivas nas laterais e teremos no time titular 3 jogadores (Guerra, Dudu e Borja) que não fazem tão bem este papel de marcação, acredito que, enquanto o Moisés não voltar, seria mais prudente jogarmos com dois volantes que priorizam a marcação e que consigam cobrir as nossas laterais.

  • Gustavo Almeida

    Arrumar a defesa é o primeiro passo, ano passado Tchê Tchê ajudava muito revezando com Jean, esse ano EB estava posicionando ele pela esquerda e nitidamente o futebol dele sumiu. Então como o cara da calça vinho voltou, acredito que ele vá voltar para a direita da nossa meiuca.
    Do lado esquerdo eu colocaria o Michel no lugar do Guerra, pra cobrir o Egidio ou Zé, do lado esquerdo.

  • Carlos Maccari

    Competência ele tem de sobra, já provou isso, não vejo como não fazer esse time ainda mais letal que o do ano passado.

  • Ribeiro

    Agora começa a separação de homens e meninos.

  • Rafael Figueiredo

    Acho que nos treinamentos dessa semana inteira e para o jogo contra o Vasco já tem que jogar sem o Felipe Melo, pois o foco é a libertadores e até lá o time tem que estar habituado a jogar sem ele.

  • MonacoParmerista

    Mais do que me aventurar a especular formações e escalações, só quero manifestar a EXTREMA satisfação de saber que essas escolhas serão feitas por alguém do maior gabarito e que, de verdade, cuidará do time com o mesmo zelo que um de nós cuidaria; e que, a este zelo, adicionará profissionalismo, competência, “cascudez” e outras virtudes que o treinador da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS tem de ter.

    #ForzaCuca
    #AvantiPalmeiras

    • Galdino

      Fazia tempo que não nos identificávamos tanto assim com um técnico, né companheiro? Falou tudo: o cara nos representa!

  • Charles

    E este ano ele terá a vantagem de ter um elenco ainda mais versátil que do ano passado.
    Fugindo um pouco do tema, ontem finalmente conheci o Allianz Parque. Sou de Araraquara, e aproveitando o retorno de Santos, onde estava, passei por São Paulo para almoçar na Cantina Palestra e fazer o tour pela Arena. Realmente é sensacional, ficamos impressionados. Agora falta assistir a um jogo do Verdão, com a casa cheia para para conhecê-la em sua plenitude. Assistir aos shows do Paul e The Who também seria demais.

  • GustGiannella

    Na expectativa pra ver esse time com o Cuca. Embora saiba que a adaptação do time ao estilo dele possa ser um pouco demorada…

    Como bem disse o Conrado, o time está muito diferente em relação ao ano passado.

    O bom da volta do Cuca é que agora a torcida terá a confiança que não tinha no Eduardo. Ele vai poder trabalhar e oscilações no início serão toleradas. Mas logo o time irá encaixar e vamos levantar o caneco da Libertadores e do Brasileiro. Vamos, Palmeiras!

  • Old and Wise

    O Moises, do jeito que terminou o ano passado, não teria substituto à altura. De alguma forma acho que não é o Guerra que vai fazer a sua função (no mesmo esquema tatico). Aquela presença física e técnica que o Moises desempenhava no meio campo, quando cadenciava o jogo; parece a mim mais próximo do Felipe Melo que do Guerra. A dupla Moises e Tche-Tche pode ser substituida por Mello e Tche-Tche. Foram muitas e muitas vezes que o Cuca trouxe o Dudu para o meio já que não tínhamos o famigerado 10 -10 (que é o Guerra). Por fim acho que o William joga sim, à semelhança que jogava o Gabriel Jesus – pela ponta e voltando para marcar. O Borja vai ficar no banco e entrar como Barrios entrava (embora não correspondesse) e como entravam Alecsandro e ate mesmo Leandro Pereira. Aquilo que valia para o EB (que era não mexer demais) deveria valer para o Cuca também. Tenho medo de demorar demais, ou pior, não dar a famosa “liga”, como acontece algumas vezes, infelizmente!

  • Luciano – Apuca

    Muita expectativa em relação a volta do verdadeiro “Mestre Cuca”, é claro que vai ter muito trabalho, até pq o perfil do anterior era muito diferente, mas o grupo de jogadores na minha humilde opinião é até melhor do que do ano passado, ele não vai conseguir fazer funcionar o mesmo esquema exatamente pela falta do Moises (não tem nenhum jogador c/ perfil semelhante), mas vai com certeza ajustar c/ as ótimas opções que tem, chuto que nuns 30 dias o time vai estar começando a decolar, enquanto isso tem que ir na base da raça e qualidade do elenco. AVANTII VERDÂO!!! (Final do ano é só canecos!!!)

  • Igor Eugenio

    Tirando a “troca” do Gabriel Jesus, o elenco é em teoria até melhor do que o ano passado!

    • Marco

      sem duvida, é uma pena o Moises não estar pronto

  • Boboris

    Gostei da expressão facial do Cuca na apresentação. Parece sério, focado.

  • Carlos

    Agora é só deixar o homem trabalhar rs rs

  • Edinog

    A “imparcial” imprensa esportiva já está trabalhando, estão achando que o Cuca na apresentação estava muito carrancudo, ou seja, procurando chifre na cabeça de cavalo !!!!!!!!!!!.

  • Júlio Souza

    Alguma ideia de quanto tempo para a volta do Moisés?

    • Rafael Capelini

      A princípio seria em setembro.

  • Czar_SP

    Importante citar a rapidez e eficiência na troca de técnico.

    Imagino que tenha sido obra de A. Matos. Assim como também deve ter sido a decisão de contratar 20 seguranças para ir ao Uruguai.

    Misturei dois assuntos bem distintos porque eles tem algo em comum: o custo destas operações que, certamente, seriam bem menores se nada fora do “normal” tivesse sido feito.

    Se dependesse de Mustafá provavelmente nada disso teria sido levado adiante.

  • Renan Sulaiman

    Conrado e a matemática do brasileirão desse ano vai ter novamente? Ano passado deu sorte abraço!

  • Moisés Braga Ribeiro

    Estou assistindo a entrevista coletiva do Cuca (ainda não terminei) e uma coisa já chamou a atenção logo de cara.
    Vejam a diferença de técnico!

    “Se o Palmeiras passar de fase [na Copa do Brasil e na Libertadores] teremos um momento com 31 jogos seguidos, quarta e domingo.”

    O cara nem treinou, nem jogou, mas já tem o planejamento do ano inteiro na cabeça.
    Espetacular!!!