Antônio Carlos, Thiago Martins e Borja: os primeiros movimentos no elenco

Thiago Martins

As primeiras notícias de movimentação no elenco do Palmeiras apontam para saídas. Os zagueiros Antônio Carlos e Thiago Martins, mais o atacante Borja, tiveram seus nomes ligados a negociações e não devem fazer parte do elenco do Verdão em 2020.

O caso de Borja ainda não está sacramentado, mas mesmo que a negociação fracasse, a tendência é que seu destino seja mesmo fora do Palmeiras a partir do próximo ano. Já os defensores tiveram seus destinos selados.

Antônio Carlos, que tem contrato até 2023, foi emprestado ao Orlando City, dos Estados Unidos.

Thiago Martins, que estava emprestado ao Yokohama Marinos desde o meio de 2018, teve seus direitos adquiridos pelo clube japonês em definitivo. Aos 24 anos, o prata-da-casa palmeirense fechou seu ciclo no Verdão com 65 partidas disputadas e cinco gols marcados.

Borja deve mesmo sair

O atacante Miguel Borja, que chegou ao Palmeiras no início de 2017 e até hoje é a contratação mais cara de nossa História, deve sair por empréstimo. Entrando no quarto ano de contrato, o colombiano nunca emplacou no Verdão e a diretoria acionou o plano de venda.

Isso passa necessariamente por uma valorização do atleta, que vem jogando pouco desde o ano passado. O presidente Maurício Galiotte revelou ontem à noite que existem negociações avançadas com o Olimpia, do Paraguai, neste sentido.

Mesmo que o negócio não se concretize, parece claro que o plano da diretoria palmeirense para o colombiano não é tê-lo no elenco de 2020 e seu destino parece mesmo ser em outro clube.

A ideia é reforçada diante de uma imagem que circulou pelas redes sociais há alguns dias, com Borja no aeroporto de Guarulhos com uma bagagem que já sugeria mudança.

Rascunho atualizado

Com essas movimentações, o rascunho atualizado do elenco de 2020 já deixa claro que teremos reforço na defesa. A aposentadoria de Edu Dracena, o empréstimo de Antonio Carlos e a venda de Thiago Martins deixam o Palmeiras com apenas quatro zagueiros para 2020: Gustavo Gómez, Vitor Hugo, Luan e Pedrão.

Vanderlei Luxemburgo, entretanto, pode alterar esse panorama se realmente decidir por deslocar Felipe Melo para a zaga, como sinalizou informalmente quando ainda estava desempregado.

A iminente saída de Borja também corrobora com uma das movimentações mais esperadas pela torcida para a próxima temporada.

O grande problema de se definir as saídas antes de conectar as reposições é que a pressão sobe e os substitutos ficam mais caros. Um erro que não cometemos nos últimos cinco anos.


O Verdazzo é um projeto de independência da mídia tradicional patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Conheça mais clicando aqui: https://www.catarse.me/verdazzo.

  • Pra zaga tem o Emerson Santos com contrato, eu acho que vale a pena testar no Paulista pra ver como se sai.

    Eu não contrataria muita gente agora não, testa a molecada no primeiro semestre e faz um pente fino no elenco, daí pontua as necessidades e contrata na janela do meio do ano, pois terá a parada da Copa América como teve em 2019 e dá pra treinar e entrosar o time.

  • Elenco 2020 (Projeção)

    Goleiros: Weverton, Jailson, Vinicius Silvestre
    Laterais direitos: Marcos Rocha, Myke
    Zagueiros: Gustavo Gomez, Victor Hugo, (Luan?), Pedrão
    Laterais esquerdos: (Diogo Barbosa?), (Victor luiz?), Esteves
    Volantes: Matheus Fernandes, Bruno Henrique, (Felipe Melo?), Ramires, Patrick De Paula, Gabriel Menino
    Meias: Gustavo Scarpa, Zé Rafael, (Alanzinho?)
    Atacantes: Dudu, Luiz Adriano, Willian, Veron, Angulo, Arthur, (Wesley?)

    Contratar:

    1 lateral direito
    1 zagueiro
    1 lateral esquerdo
    1 primero volante
    2 meias de armação
    2 Centroavantes

  • Sem dúvidas, um zagueiro a nível de titularidade é necessário. Tirando os riscos de lesões, temos um jogador ainda pouco confiável (Luan), um que ainda não desempenhou o que sabe (Vitor Hugo), um estrangeiro que é frequentemente convocado para a seleção e um garoto.

    Se não tivesse ido para o Rio, Gustavo Henrique seria ótimo para preencher a lacuna. Pior que não vejo grandes destaques no futebol brasileiro que sejam viáveis. Será que cabe repatriar alguém?

    A lateral esquerda é outro pepino. Porém o Luxemburgo parece ser um dos treinadores que melhor sabe aproveitar jogadores nessa posição; meio que confio nele para dar um jeito nisso.

    Ele fez com que Leandro “Bochecha”, Élder Granja, Pablo Armero e Figueroa rendessem bastante, e sem o Luxa o desempenho deles no Palmeiras caiu demais. Sim, eu sei que tivemos Jefferson e Fabinho Capixaba, mas estou falando apenas de jogadores de qualidade.

    Centroavante? Tá aí um problema ainda maior que os demais!

      • Seria o tipo de contratação que gera impacto, embora pareça difícil tirar esse jogador de lá. Já testar o Felipe Melo na zaga parece fazer sentido, mas só até chegarmos na parte disciplinar e no fato de que os árbitros o “perseguem”.

  • Time para o ano que vem: Vanderlei (Santos), Orejuela, Gomes, Victor Cuesta e Jorge, Jean Pierre, Matheus Fernandes, Scarpa, Dudu, Veron e Luiz Adriano.

  • Nosso glorioso presidente falou que não vai fazer loucuras. Agora o Profexô falou que vai aproveitar F Mello, Dayvinho etc.
    Meu Deus, como essa pseuda diretoria destruiu tudo o que o Nobre fez.

  • Se for para trazer titulares, jogadores de qualidade comprovadaa, não consideraria absurdo ficar sem contratar neste final/começo de ano para acertar o time titular no meio do ano. Assim testaríamos os meninos da base e teríamos mais recursos (será?) para as contratações.
    Se o Luxa acertar o time conseguimos classificar para o mata-mata da Libertadores com o elenco que temos.

  • Penso que temos um elenco vasto e com boa qualidade (falta mais opções de diferenciados) alguns realmente não deram certo aqui, mas tem valor de mercado. Palmeiras pode fazer uma reformulação no elenco saindo uns 12 jogadores (abrindo espaço financeiro em salário) tranquilamente, e contratando uns 5 aí pra ser titulares mesmo e o restante completando com a boa base.
    Penso que é o ideal tanto estrategica quanto financeiramente, e vai ter um material humano do mesmo nível para melhor. Aí é torcer pro pofexô estar afim de ralar.

  • Considerando a situação acima, precisamos de 1 zagueiro pela direita, um LE, um Meia e um 99 …. todos titulares absolutos .
    Dispensaria todos com tarja preta, além de Diogo Barbosa, Hyoran e Veiga .
    Acho que o pofexô consegue se virar muito bem com esta nova configuração .

  • Precisamos de laterais titulares. E chega de depender tanto do Dudu. Espero que Luxa veja essas questões com carinho.

    • Times do Luxa costumam ter laterais bons, que participam bastante do jogo. Gosto do Marcos Rocha, mas deixa a desejar em finais de partida e final de temporada. É a idade pesando. Já na esquerda, é preciso de reforço urgente.

  • Acho que o Palmeiras tem atletas para vender e fazer caixa também. Além dessas alocações por empréstimos visando futura venda, alguns jogadores podem render um poderio financeiro se negociados com sabedoria. Dá pra fazer boas vendas além dos empréstimos. Em janeiro o mercado chinês vem que vem voando, aí é hora de reforçar o caixa e depois como consequência o time.

  • Antônio Carlos parece que está no clube há um século e ainda tem contrato até 2023(entre outros). Essa é uma herança maldita do Mattos que vai assombrar o Anderson Barros por muitos anos.

  • Gostaria de ver o FM como zagueiro, já tinha pensado nisso há tempos atrás antes de o luxa comentar. Sobre reforços, se o FM for pra zaga pra mim não precisaria de ninguem a principio. O que me preocupa é a LE e centroavante, aí sim precisamos de peças. Se me lembro bem do luxa ele não vai queimar nenhum dos meias sem antes testá-los, e não duvido nada q consiga recuperar o futebol de algum deles principalmente o LL. Nesse panorama é trazer um LE e centroavante de ponta, para ser titular. Acabou as vacas gordas, agora é ser inteligente no mercado e não trazer uma bacia de jogadores duvidosos.
    PS: Conrado acho que aquele jogador que veio do Vitoria (Luan se nao me engano) faz partes dos planos da comissão e deve voltar de recuperação já no time titular, aguardemos.

  • Apesar da maior parte da torcida estar comemorando a saída do Borja, eu vejo com muita preocupação… Porque se ele está de saída é sinal que o Deyverson vai ficar. Duvido que o Palmeiras vai vender/emprestar os dois!

    Lamentável passar mais um ano aguentando o Deyverson!

  • Temos que esperar para ver o tipo de time que o Luxemburgo vai querer montar. Por outro lado, fica óbvio que a forma de negociação protagonista no mercado da época do Mattos não existe mais, além da grana estar bem mais curta. O Palmeiras já não é o principal “player” do Brasil e nem sequer o destino mais desejado em negociações. Teremos que baixar a bola e tentar compor elenco com menos empolgação e mais inteligência. A própria escolha do diretor de futebol e do treinador mostrou isso. Ainda não estamos negociando na “hora da xepa”, mas estamos mais perto disso do que do topo do mercado. Foi dito hoje por um diretor a previsão de investimento em torno de 35 milhões para 2020, o que é um patamar bem mais modesto do que o que foi prometido ao Sampaoli.

    • Isso só mostra o tamanho do buraco que iríamos entrar se contratassem o argentino. 2 milhões de salário/mês + 125 milhões de investimentos sem ter esse dinheiro. O negócio é colocar a casa em ordem, brigar por títulos com o que tem em mãos, reforçar uma ou outra posição e ano que vem tentar subir o sarrafo de novo. A revitalização do Avanti a preços mais justos e um equilíbrio entre casa cheia/renda é vital nesse processo. Sem isso, o futuro é uma incógnita.

      • Penso nesse sentido também, mas o que dói a alma é não ver ação nenhuma em revitalizar o avanti, veja quando o Galiotte é perguntado sobre o assunto, ele desconversa na mesma hora, nas poucas falas que tem sobre o assunto o tom que ele usa é como se tudo estivesse perfeito. Lamentável e revoltante.

  • Sei que não costumamos incluir finanças nas análises, porque não sabemos exatamente, mas no caso do Felipe Melo é meio que óbvio que o custo dele é altíssimo, com luvas deve passar dos 700k fácil.

    Me parece um absurdo pagar quase uma milha para um zagueiro improvisado e tão pouco confiável.

  • Não vejo o Gustavo Scarpa em momento melhor que o Lucas Lima. Pra esse setor, umas duas contratações de jogadores TITULARES (jogador pra chegar e vestir a camisa, como a diretoria do Cheirinho fez, e não jogador pra um dia gerar comissão pra “alguém” em uma possível negociação) seriam muito bem vindas.

    Além desses dois, mais um volante de altíssimo nível (o que o Ramires seria, na minha opinião, se não fossem as lesões), um LE também de altíssimo nível, e um centroavante nível A (Diego Costa ou Hulk, por exemplo), pra revezar com o Luiz Adriano no trajeto campo-DM, e teríamos um time pra brigar com os mulambos. Isso já imaginando o Felipe Melo realmente na zaga.

    Sim, claro que na prática não é tão simples. Mas o Luxemburgo, se hj não é exatamente um cara com pensamentos revolucionários, também é pica, e com um time titular quase no mesmo nível daqueles bostas, muito provavelmente conseguiria entregar algo de primeira linha.