Copa Mercosul 1998

Copa Mercosul 1998

A Copa Mercosul de 1998 foi disputada por 20 clubes entre julho e dezembro, em meio à disputa do Brasileirão, num dos anos mais puxados em termos de calendário da História do Palmeiras.

Os 5 grupos de 4 clubes classificaram os campeões de cada chave mais os 3 melhores segundos colocados.

Tendo a companhia de Nacional-URU, Independiente-ARG e Universidad de Chile no grupo B, o Verdão gabaritou, com 6 vitórias em 6 jogos.

A campanha espetacular teve direito a duas goleadas fora de casa: 3 a 0 no Independiente e 5 a 0 no Nacional. A imprensa sul-americana começava a olhar novamente o Palmeiras com o respeito devido.

As quartas-de-final foram contra o Boca Juniors-ARG e com uma boa vitória em casa por 3 a 1, o Verdão abriu vantagem. Na volta, foi só administrar o placar e o time de Felipão avançou com um empate por 1 a 1.

Nas semifinais o adversário foi o Olimpia-PAR e mais uma vez o Palmeiras abriu vantagem no jogo de ida: 2 a 0, com dois gols de Alex. Na volta, para não deixar dúvidas, o Palmeiras venceu de novo: 1 a 0, gol de Oséas.

A disputa contra o time paraguaio foi entremeada com a primeira partida de mata-mata contra o Cruzeiro pelo Brasileiro. Na sequência, mais duas partidas contra os mineiros, que acabaram levando a melhor, eliminando o Palmeiras.

Isso fez com que o Cruzeiro ainda ficasse com duas frentes de luta até o fim da temporada: o Brasileirão e a própria Mercosul, onde chegou à final ao eliminar o San Lorenzo-ARG.

O Brasileirão e a Mercosul previam a realização de um terceiro jogo no mata-mata em caso de igualdade em pontos após duas partidas. E o Cruzeiro penou, precisando do terceiro jogo contra o Palmeiras, Portuguesa e SCCP. O Verdão se concentrou apenas nas finais da Mercosul.

Contra um forte, mas cansado time cruzeirense, o Palmeiras disputou a primeira partida no Mineirão e perdeu por 2 a 1. O segundo jogo foi no dia 26 de dezembro, com o Cruzeiro já muito abatido pela perda do Brasileirão, e o Palmeiras executou: 3 a 1, com dois gols saindo das bolas paradas de Arce.

O jogo-desempate aconteceu no dia 29 de dezembro e foi muito complicado.  Ironicamente, o Verdão chegou à vitória depois de uma cobrança de falta, mas não de Arce: Júnior Baiano bateu com força, Dida deu rebote e Arce estava dentro da área par aproveitar o rebote e fazer o gol do título. O desenho do gol foi bem parecido ao do gol de Oséas na final da Copa do Brasil, meses antes, contra o próprio Cruzeiro.

Com a conquista da Mercosul o Palmeiras, além de levantar um título internacional, se mostrava prontíssimo para a disputa da Libertadores em 1999, grande objetivo do clube na segunda metade da década.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores