0
X
1

Sport 0x1 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras venceu o Sport Recife esta noite na Ilha do Retiro e segue no comboio com os líderes no Brasileirão.

A vitória, conseguida com um gol de Willian no primeiro tempo, poderia ter sido mais fácil não fossem as chances desperdiçadas, principalmente no segundo tempo – e um lance confuso da arbitragem no final quase complicou a vitória do Verdão.

Primeiro tempo

6'
Sport

Thiago Neves bateu escanteio da esquerda; Rafael Thyere desviou no primeiro pau e Marquinhos não alcançou no segundo pau – o gol estava aberto.

7'
Palmeiras

Willian evitou a saída pela linha de fundo, trouxe pra dentro, rolou para Raphael Veiga que disparou para o gol; a bola quicou na frente de Luan Polli que desviou para escanteio.

13'
Sport

Patric aproveitou vacilo de Esteves e cruzou na marca do pênalti; Dalberto testou e obrigou Weverton a espalmar a escanteio.

17'
Palmeiras

Esteves cruzou da esquerda, do fundo; Júnior Tavares tirou de cabeça e Zé Rafael pegou a sobra na meia-lua e bateu colocado; Luan Polli espalmou a escanteio.

20'
Sport

Patric infiltrou por trás de Esteves, recebeu livre na área, rolou para o meio e Weverton se atirou para interceptar a bola no chão antes da chegada de Dalberto.

26'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Luan achou um excelente lançamento para Gabriel Veron, que matou a bola, já tirou do marcador e cruzou por baixo; Willian dominou e tocou por baixo do goleiro, abrindo o placar.

Após o gol, o Sport passou a fazer jogadas de forma mais afobada e facilitou os desarmes da bem posicionada defesa do Palmeiras, com uma linha de 5 atrás sem a bola.

41'
Sport

Depois de longa troca de passes, a bola ficou com Thiago Neves, que chutou com força e efeito; Weverton rebateu e a defesa aliviou.

42'
Palmeiras

Zé Rafael armou o contragolpe, conduziu, tinha Willian e Breno como opções mas preferiu soltar a bomba buscando o ângulo direito de Luan Polli, mas a bola subiu demais.

47'

Discreto, o árbitro encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

O Verdão voltou com Gabriel Menino no lugar de Gabriel Veron.

8'
Palmeiras

Zé Rafael iniciou a jogada, acionou Veiga que abriu para Gabriel Menino, ele ameaçou cruzar mas acabou batendo cruzado, forte – Luan Polli afastou o perigo.

10'
Sport

Boa triangulação pelo lado direito – Thiago Neves acionou  Dalberto, que tocou na área para Marquinhos, que rolou para a batida de Thyere, sem força, fácil para Weverton.

12'
Sport

Thiago Neves aproveitou cruzamento longo de Patric e testou da marca do pênalti, à direita de Weverton.

13'

Alan Empereur e Patrick de Paula entram nos lugares de Raphael Veiga, que saiu de maca, e de Zé Rafael.

15'
Palmeiras

Excelente contra-ataque em velocidade; Breno Lopes tabelou com Esteves, entrou na área e bateu cruzado; a bola bateu no pé da trave esquerda de Luan Polli.

18'
Palmeiras

Gabriel Menino cruzou da direita, a bola desviou e caiu para Willian, que deu de bico e mandou a bola rente à trave direita do Sport.

22'

Rony entrou no lugar de Lucas Lima.

24'

Danilo entrou no lugar de Esteves; Emerson Santos voltou para a zaga e Alan foi para o lado esquerdo.

28'
Palmeiras

Rony recebeu na esquerda, fez um carnaval e rolou para Patrick de Paula que bateu de primeira; a bola triscou no pé da trave esquerda de Luan Polli.

32'
Palmeiras

Bola alçada na área; Willian fez o pivô e Breno Lopes aproveitou bem de canhota, mandando uma bomba na gaveta esquerda de Luan Polli, que espalmou de mão trocada.

48'
Palmeiras

Rony foi acionado em mais um contra-ataque, cortou para dentro e bateu forte de direita, sem direção.

49'

Numa bola rebatida, a bola foi em direção a Rony, com o braço aberto.  O árbitro marcou o pênalti. Depois da checagem no VAR, no entanto, o pênalti foi anulado.

56'

Depois de um pequeno tumulto no final por causa da desmarcação do pênalti, o jogo foi encerrado.



Ficha Técnica

Sport

Luan Polli
Raul Prata
Jonatan Gómez
Rafael Thyere
Adryelson
Júnior Tavares
Sander
Marcão
Ewerton
Betinho
Ricardinho
Patric
Thiago Neves
Marquinhos
Hernane
Dalberto
Jair Ventura
TÉCNICO


Fim de jogo

Foi um jogo em que Abel analisou os riscos e os assumiu até certo ponto. o cálculo não poderia ter sido mais perfeito, com uma vitória no limite, em todos os sentido. Os três pontos chegam entre duas partidas semifinais de Libertadores, com os titulares preservados fisicamente.

A estratégia passou por usar os zagueiros como laterais no segundo tempo, mas também por usar Gabriel Veron como defensor, no primeiro, entre outros improvisos. Sem tempo suficiente para treinar tais variações, nosso treinador teve que confiar na inteligência dos atletas e na comunicação entre jogadores e treinador ter a sintonia necessária. Deu tudo certo.

Ou quase tudo. O meio-campo do primeiro tempo, bastante criativo, sofreu sem a bola, dando muito espaço para que o Sport dominasse o setor. A desentrosada linha de três zagueiros (Emerson Santos/Luan/Kuscevic) não estava em sintonia com os jovens alas (Veron e Esteves) e sofremos, principalmente na esquerda. Betinho aproveitava bem o espaço no meio e lançava com tranquilidade; Patric aproveitava a indecisão entre Esteves e Kuscevic e infiltrava por trás dos dois, levando perigo.

Aí é que entrou a diferença técnica entre os dois times. O Sport até teve chances de ser perigoso, mas falhava miseravelmente na execução. E isso faz parte do risco calculado.

Já o Verdão, numa das poucas chances que teve no primeiro tempo, abriu o placar com execuções perfeitas de Luan, Veron e Willian. Num futebol que privilegia cada vez mais a tática e o preparo físico, a técnica continua tendo vez.

No segundo tempo o Verdão teve mais domínio depois das mexidas promovidas pelo treinador. Os jogadores que entraram deram mais consistência em todos os setores e o Verdão só não ampliou o marcador por caprichos da bola.

O Sport pouco ou nada criou para tirar a desvantagem – e mesmo assim, por um desses lances fortuitos inacreditáveis, quase achou o empate num pênalti mal marcado que acabou anulado após a revisão no VAR.

O Palmeiras mereceu a vitória em todos os sentidos e agora pode virar a chavinha para ratificar a vaga na final da Libertadores. No Brasileirão, estamos a apenas um tropeço do líder de dependermos apenas de nossas forças, com 11 jogos por fazer. E seguiremos fazendo de tudo para continuar infernizando a vida do cidadão que faz o calendário da CBF. VAMOS PALMEIRAS!





  • Se o Atlético-MG perder para o Bragantino na segunda-feira, o Palmeiras vai depender somente de si para ser campeão, sem precisar torcer contra. Se o verdão vencer todas, somente Inter e SP poderiam igualar a pontuação e a decisão seria no Saldo de Gols. Estão deixando a gente sonhar…

  • Vitória importante que ainda nos faz sonhar com o título BR.
    Mas o que me deixa mais feliz, é que o Abel é um cara fenomenal. Com o elenco que tem, e a mentalidade que tem, ele quer ganhar tudo, e fez os jogadores acreditarem em tudo isso. É difícil, sim! Impossível? não!
    Pra ganhar a Libertadores são dois jogos!!!!
    Pra ganhar o CB 1 jogo.
    Pra ganhar o BR ganhar os jogos que ficou pra trás na tabela, fazer o feijão com arroz e torcer pras meninas do Jd Leonor cair na tabela.

  • Só de pensar que empatamos com o Goiás e perdemos pro Coritiba em casa, agora estaríamos a 4 pontos com um jogo a menos e confronto direto, mas não adianta lamentar, vamos fazer nossa parte e dar aquela secada marota neles, estamos numa final de Copa do Brasil e numa semi final de Libertadores com uma boa vantagem para o segundo jogo, as copas já são uma realidade, Avante Palestra !

  • Willian tem que fazer gol pra sair dessa fase , ele tá perdendo muito gol, precisa de confiança, 2×1 Willian e Veiga

  • Na boa? Esse era jogo pra colocar mais moleques e alguns do elenco principal que não fazem falta tipo Felipe Melo (se tiver condição), empereur, raphael veiga, zé rafael, mayke (se tiver condição), lucas lima, Jailson ( que é bem mas para poupar o weverton), Luan…

  • Vamos ganhar ! 3 x 0 mesmo com time alternativo. Veron, Bigode e Lucas Lima (ou Veiga para tirar a zica.)

  • Conrado. Seu trabalho é ótimo. É um bálsamo para tanta coisa ruim que vemos publicada sobre nosso time (Uol, G.E., Lance, R7, entre outros que são mais “populares”). Dica: pense em criar um app que possamos realizar o download via Playstore ou AppleStore.
    Um abraço

  • Weverton
    MR, Luan, GG, Viña
    Danilo, Menino, ZR
    Rony, LA, Scarpa
    Este deve ser o time a ser escalado, contra o River é claro .
    Eu pouparia todos acima, se for possível .
    O Brasileiro sempre deve ser prioridade, mas este ano o título já era.
    Arriscar colocando jogadores importantes hoje pode fazer muita falta na terça, ainda não ganhamos nada .

  • Não sei se seria uma boa escalação conforme o adversário, como Abel faz, mas, pouparia pra GANHAR do River na terça e acho que seria totalmente suficiente pra ganhar do XXport(ainda mais com os resultados da ultima rodada), gostaria de ver em campo: Weverton, Marcos Rocha(Menino), Alan, Kuscevic(Gomes), Scarpa; Patrick de Paula, Ze Rafael, Rafael Veiga, Lucas Lima; Breno Lopes e Bigode…. LL dividindo o meio com Veiga e os avanços na esquerda com Scarpa, e acho que Ze e Veiga no meio foi o melhor momento dos dois no time, PP tmb dividiu o meio com os dois em alguns jogos e foi bem. Danilo, Veron, Rony, Emerson, G silva, Esteves, Luan e os meninos da base pra suplentes.