1
X
1

10/08/2021 - 21:30

SPFC 1x1 Palmeiras - LibertadoresCesar Greco

O Palmeiras arrancou um bom empate com o SPFC no Morumbi e deu um passo importante em direção às semifinais da Libertadores.

Após um mau resultado no final de semana; depois de ter saído atrás no placar mais uma vez, o time teve força para responder dentro de campo e não só conseguiu o empate, como deixou claro ter plenas condições de vencê-los – a virada não veio nos detalhes.

De qualquer forma, o jogo da volta, na semana que vem, no Allianz Parque, começa com o placar apontando o Palmeiras classificado.

Primeiro tempo

2'
SPFC

Após escanteio da esquerda, Weverton afastou de soco; Luan pegou a sobra da meia-lua e tentou dar um tapa colocado, mas a bola saiu à direita do gol.

14'
SPFC

Daniel Alves alçou na área; Gabriel Sara fechou de surpresa por trás da zaga, girou rápido de primeira; Weverton caiu no canto esquerdo e tocou a escanteio.

15'
SPFC

Após escanteio curto, Rigoni levantou na área em direção ao segundo pau; Weverton esperou a bola quicar e espalmou para o lado.

20'
Palmeiras

Dudu bateu escanteio da esquerda; Renan conseguiu a testada e a bola saiu lambendo a trave esquerda de Tiago Volpi.

21'
Palmeiras

Dudu puxou o contra-ataque, carregou a bola e acionou Breno Lopes, que entrou na área pela esquerda e tentou tocar na saída de Volpi, mas mandou para fora – Rony fechava completamente livre por dentro.

39'
Palmeiras

Dudu aproveitou roubada de bola e lançou Breno Lopes por trás de Daniel Alves; o camisa 19 pela segunda vez precisa enquadrar o corpo para bater de direita e finalizou muito mal.

40'
SPFC

Rodrigo Nestor tentou bater da meia esquerda, mas pegou mal na bola e mandou à esquerda de Weverton.

43'
Palmeiras

Raphael Veiga bateu falta da meia esquerda, com força, por cima do gol.

45'
Palmeiras

Dudu bateu escanteio da direita; Gustavo Gómez subiu muito, sem marcação, mas errou a cabeçada e a bola saiu à direita do gol.

47'

Néstor Pitana, que teve uma arbitragem OK, terminou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Abel trocou Breno Lopes por Wesley na ala esquerda.

7'
Palmeiras

Wesley fez um salseiro pela esquerda, levou Daniel Alves e Miranda e bateu cruzado; Wellington desviou e a bola saiu em escanteio.

8'
Palmeiras

O escanteio foi batido da direita; a bola atravessou a área e Danilo apareceu na corrida para encher o pé, mas a bola saiu por cima do gol.

9'
SPFC

Gol do SPFC – Após bola erguida em nossa área; Gustavo Gómez vacilou, Wesley escorregou e Rodrigo Nestor fuzilou Weverton, que fez uma enorme defesa; Nestor pegou o rebote, fuzilou de novo e Weverton mais uma vez fez o milagre, mas na terceira tentativa Luan escorou para o canto direito.

13'

Luiz Adriano entrou o lugar de Rony.

14'
Palmeiras

Wesley recebeu na esquerda, foi pro mano a mano com Miranda e bateu de direita; a bola desviou no zagueiro e saiu em escanteio.

16'
SPFC

Após passe errado de Danilo, Daniel Alves cruzou da direita e Liziero emendou de chapa da meia-lua, por cima do gol.

22'
SPFC

Gabriel Sara recebeu com espaço na meia esquerda e soltou a bomba; Weverton fez a ponte e espalmou para o lado.

23'

Patrick de Paula entrou no lugar de Zé Rafael.

28'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Patrick de Paula bateu falta da direita, de longe, cruzado – Tiago Volpi aceitou.

30'
Palmeiras

Luiz Adriano roubou, Wesley entrou pela esquerda e enfiou para a passagem de Raphael Veiga, que na hora de finalizar foi travado por Miranda e a bola saiu pela linha de fundo.

34'
Palmeiras

Dudu fez a jogada pela esquerda e rolou para a chegada de Patrick de Paula, que soltou um foguete; Luiz Adriano interceptou a bola e girou com a bola no ar – pegou em cheio na bola, mas muito embaixo, e ela quase saiu do estádio.

42'

Gabriel Veron entrou no lugar de Raphael Veiga.

45'
Palmeiras

Após escanteio da esquerda, Volpi socou a bola pra fora da área e Patrick emendou de canhota, tentando o tradicional gol de cobertura – a bola saiu por pouco.

O árbitro encerrou o jogo sem maiores polêmicas.



Ficha Técnica

SPFC

Tiago Volpi
Arboleda
Wellington
Reinaldo
Miranda
Léo Pelé
Daniel Alves
Rodrigo Nestor
Igor Gomes
Gabriel Sara
Luan
Liziero
Pablo
Rigoni
Hernán Crespo
TÉCNICO


Fim de jogo

A resposta foi dada – aos críticos e à ala desconfiada da torcida. O Palmeiras saiu de um grande buraco ao buscar o empate no segundo tempo, mostrando personalidade, impondo um bom volume de jogo e sendo superior ao adversário.

Depois de uma pequena pressão no começo, o Verdão encaixou no jogo e criou as melhores chances já no primeiro tempo: uma boa testada de Renan, duas chances claras com Breno Lopes e uma testada de Gustavo Gómez que passou longe – mas as condições do cabeceio foram ótimas e o paraguaio teve todas as condições de abrir o placar.

A nova formação em 3-4-2-1 melhorou a saída de bola do Palmeiras, já que deu mais opções de passes. Isso obrigava Crespo a subir mais um jogador para encaixar na pressão, mas para isso daria mais espaço para o lançamento longo. O argentino não caiu na arapuca, mas o Palmeiras ao menos conseguiu sair jogando, algo que não aconteceu nos confrontos anteriores.

Com esse problema resolvido, o time naturalmente criou suas chances – não foram muitas, mas eram suficientes para abrir o placar – esbarramos, mais uma vez, na execução.

Sabemos o quanto esses erros podem custar caro: logo no início do segundo tempo, o adversário repetiu o filme e chegou ao gol numa bola isolada – o erro de Gustavo Gómez e o escorregão de Wesley lhes deram a chance e eles não desperdiçaram.

É inegável que nós, pela televisão, ficamos com os nervos à flor da pele – mas o time seguiu firme. Abel mexeu bem, trocando as peças que estavam desempenhando abaixo do esperado, e manteve o plano tático que estava funcionando bem.

E com as entradas principalmente de Wesley e Patrick, o time não só chegou ao empate como amassou o adversário na parte final do jogo, não chegando à virada por detalhes. Uma enorme demonstração de força e personalidade, diante de um cenário que beirava o desastre.

Perder por 1 a 0, depois do mau resultado diante do Fortaleza, faria uma pressão dupla sobre todos. O bom jogo seria ofuscado pelo placar; Abel entraria de vez na frigideira e a pressão por ganhar os dois próximos jogos seria desproporcional. A reação do time em campo, chegando ao empate e acalmando os ânimos foi um enorme alívio.

Abel e o elenco terão agora dias mais calmos para seguirem em frente. A chavinha precisa ser virada, porque temos um jogo importantíssimo pelo Brasileirão no sábado, mas ao mesmo tempo não há como tirar o jogo de terça do horizonte. O gol de Patrick terá um peso gigantesco para que o trabalho seja bem feito nos próximos dias.

Chegamos a um ponto nevrálgico da temporada em meio a uma oscilação. A torcida se comportou bem, o time respondeu e parece que estamos conseguindo o embalo para superar essa turbulência. Nos próximos dias, saberemos o final de mais um capítulo em nossa História. VAMOS PALMEIRAS!





  • 80% do que o time colorido cria sai dos pés do Daniel Alves. A entrada do Wesley inibiu muito isso.

  • 1×0 é aquele filé, felezinho gostoso com choppinho

    2×0 já é aquela picanha maturada , acompanhada com pão de alho, cerveja Stella e uma torta holandesa de sobremesa.

    3×0 já é o rodízio completo, como o que puder.

  • O lance é o meio de campo, que perdemos o embate no ultimo jogo contra os bambis, vamos ver hj, confinado muito no Abel! #vaiPalmeiras 2 x 1 Palmeiras

  • O Abel não coloca de titular quem acabou de chegar, o Piquerez não será titular. Ele vai entrar com Renan ou Victor Luiz.
    E acredito que o Felipe Melo vai entrar na zaga ao lado do Gomez.
    Já no ataque deve ser Luiz Adriano ou William, o estilo de jogo do Deyverson (chutão pra frente e casquinha de cabeça) não funciona contra a zaga do SP, é tudo oq o Miranda gostaria.

  • 1×0 hj é goleada, mas se fosse pra apostar apostaria num 2×1 pro Palmeiras , com Gomez e Raphael Veiga , o clima que estou sentindo é de muita euforia dos bambi , mesmo sem nenhum motivo para tal.

  • Acho temeroso estrear Piquerez como lateral (ou seja, também com funções defensivas), sem entrosamento, contra um inimigo que tem sabido ler nossas ações.

    Se tiver que ser, que seja como ala, com três zagueiros.

  • Vamos torcer para quem jogar, mas eu entraria com Felipe Melo, Piquerez, Rony e Luiz Adriano. Os outros acho que ninguém tem muita dúvida. #AvantiPalestra

  • To achando que vai ser um 3 zagueiros retranca mode On, com Rony e Wesley no ataque

    Weverton
    GG
    Luan
    Felipe Melo
    MR
    Renan
    Danilo
    Ze
    Veiga
    Rony
    Wesley