1
X
2

11/05/2022 - 19:00

Pré-Jogo

Pré-jogo Juazeirense x Palmeiras

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita a Sociedade Desportiva Juazeirense, em partida de volta da fase de 16 avos de final da Copa do Brasil.

Depois da complicada vitória por 2 a 1 em Barueri, o Verdão tenta, novamente diante de nossa torcida – desta vez em Londrina, por opção do mandante – ratificar a passagem às oitavas-de-final da competição.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Luan, Jailson, Gabriel Veron e Piquerez
Covid-19: Wesley

Com apenas 16 atletas de linha disponíveis para a partida, Abel Ferreira deve seguir com o rodízio de atletas e deve recorrer à base – se não desde o início, mas no decorrer do jogo – para preservar os atletas de um desgaste maior.

Se nosso treinador decidir escalar o que tem de melhor à disposição, o Palmeiras deverá sair jogando com Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Jorge; Danilo e Zé Rafael; Dudu, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa; Rony.

Juazeirense

JuazeirenseO time da Juazeirense não pôde mandar o jogo em sua cidade – e assim abriu mão de qualquer competitividade ao aceitar mandar o jogo em Londrina. Mesmo assim, o time deve ir com força máxima para esta partida, apostando num jogo de superação de seus atletas.

Ainda sem Neto Baiano, lesionado, o time do técnico Barbosinha deve ser o mesmo que endureceu o jogo de ida, em Barueri, há onze dias: Rodrigo Calaça; Dadinha, Eduardo, Wendell e Daniel; Waguinho, Patrik, Nildo Petrolina e Clebson; Deysinho e Ian.

Números

  • A única vez em que os dois times se enfrentaram foi no jogo de ida: 2 a 1 para o Palmeiras;
  • O Estádio do Café, em Londrina, costuma ser um grande aliado do Palmeiras: foram 10 partidas, com 9 vitórias do Palmeiras e um empate;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

Mesmo com cinco desfalques, o Verdão mantém o favoritismo absoluto. Os principais sites de aposta pagarão, em média, para cada real aplicado:

JuazeirenseJuazeirense: R$ 15,00
Empate: R$ 6,50
PalmeirasPalmeiras: R$ 1,18

No calendário

O Palmeiras já disputou 24 jogos no dia 11 de maio e venceu 13 vezes. Veja a lista completa clicando neste link.

Arbitragem

Bruno Arleu de AraújoÁrbitro Principal:
Bruno Arleu de Araújo

Previsão do tempo

Temperatura: 20°C
Chuva: Não há previsão de chuva
Vento: SW 17km/h
Umidade: 50%

Parpite

Mesmo com toda a limitação dos desfalques, o Verdão terá o apoio da torcida e é muito superior ao time mandante, a quem só resta tentar repetir a estratégia do jogo da ida: encaixar um contra-ataque para abrir o placar e fazer cera de maneira desavergonhada enquanto tiver o placar.

Não funcionou na ida e não vai funcionar na volta: dá Verdão: 2 a 0, com os dois gols de Jorge, para 18.312 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

SporTVSporTV

Premiere FCPremiere

Pós-Jogo

Juazeirense 1x2 PalmeirasCesar Greco

O Palmeiras venceu a Juazeirense por 2 a 1  no estádio do Café, em Londrina, e garantiu passagem às oitavas de final da Copa do Brasil.

O time adversário foi intimidado com um petardo de Dudu no travessão logo a dois minutos e deixou claro que só não queria ser goleado. O Palmeiras aceitou o trato informal e não forçou, mantendo o plano de gestão de energia em andamento e chegando sem dificuldades à classificação.

Primeiro tempo

2'
Palmeiras

Rony ligou com Dudu na esquerda; o Baixola deu dois passos e disparou da intermediária, com curva – a bola explodiu no travessão de Rodrigo Calaça.

13'
Palmeiras

Zé Rafael tabelou com Danilo, que fez o passe por elevação para Rony dentro da área; por trás da zaga, o camisa 10 ficou livre para testar para o gol, mas aparentemente se atrapalhou com a iluminação e cabeceou por cima.

18'
Palmeiras

Após tentativa de enfiada de bola para Rony, a zaga rebateu e Gustavo Scarpa pegou a sobra para bater da meia direita, por cima do gol.

24'
Palmeiras

Depois de bola viva na área, Rony fez a primeira tentativa de bike da noite, toda torta, e a bola ficou fácil para Rodrigo Calaça.

29'
Palmeiras

Marcos Rocha cobrou lateral para a ponta direita, onde estava Gustavo Gómez (!), que cruzou  rápido – Rony estava na risca da pequena área e cabeceou visando o canto direito todo aberto, mas errou o alvo.

32'
Palmeiras

Danilo recebeu passe de Dudu e bateu de curva da entrada da área; a bola passou muito perto do canto esquerdo de Rodrigo Calaça.

41'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! No escanteio da direita, Gustavo Scarpa cobrou curto para Marcos Rocha, que ajeitou para Scarpa bater cruzado para a área; a bola entraria direto no canto direito, mas Calaça rebateu – Danilo aproveitou o rebote e empurrou para as redes, para coroar sua primeira convocação para a seleção da CBF.

46'

Bruno Arleu, que não teve problemas no jogo, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

As duas equipes voltaram dos vestiários sem alterações.

5'
Juazeirense

Gol da Juazeirense – Ian fez excelente jogada pelo meio, ganhando de Danilo e fugindo de Murilo, e tocou para a velocidade de Dadinha na direita; acompanhado por Jorge e Murilo, o lateral conseguiu cruzar por baixo e a bola chegou em Nildo Petrolina, que fuzilou Weverton.

7'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu escanteio da direita e Zé Rafael testou no primeiro pau – Calaça fechou o canto e evitou o gol do Palmeiras.

7'
Palmeiras

Marcos Rocha bateu lateral; a bola pingou na área e Rony tentou a segunda jogada acrobática da noite – desta vez ele pegou muito bem e Rodrigo Calaça foi melhor ainda, armando a ponte e defendendo firme.

9'
Palmeiras

Gustavo Scarpa cobrou falta da meia direita e mandou a bola um palmo acima do travessão.

12'
Palmeiras

Em nova cobrança de falta, desta vez bem do meio, Scarpa acertou o canto esquerdo, mas Rodrigo Calaça espalmou para o lado.

16'
Palmeiras

Danilo recebeu na intermediária e soltou o foguete; Calaça defendeu em dois tempos, antes que Rony chegasse para conferir o rebote.

18'
Palmeiras

Marcos Rocha lançou para Rony dentro da área; o camisa 10 ajeitou para a chegada de Dudu, mas a zaga abafou; Gustavo Scarpa pegou a sobra mas Eduardo travou a finalização.

24'
Palmeiras

Gustavo Scarpa rolou para Raphael Veiga, que aplicou o lençol no marcador e pegou de primeira com a canhota – mas não acertou em cheio e a bola saiu sem muita força à esquerda do gol.

30'

Entraram Rafael Navarro e Atuesta nos lugares de Rony e Zé Rafael.

34'
Palmeiras

Atuesta lançou Veiga na área; na hora de bater foi calçado por Ian, mas o juiz mandou seguir; Atuesta pegou a sobra e cruzou para o meio da área e Waguinho cortou com o braço esquerdo – desta vez Bruno Arleu não teve como não marcar o pênalti.

36'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Raphael Veiga bateu o pênalti no pé da trave esquerda, mas com ele não tem jeito: a bola entrou.

37'

Saiu Dudu para entrar Breno Lopes; saiu Veiga para a entrada de Gabriel Menino.

40'
Palmeiras

Breno Lopes chutou da entrada da área; Calaça voou no canto direito para desviar a  escanteio.

41'
Palmeiras

Gustavo Scarpa cruzou da esquerda no segundo pau; Gustavo Gómez ajeitou para dentro e Rafael Navarro se esticou na pequena área para tocar de biquinho por cima do gol.

43'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu escanteio da direita; Gustavo Gómez testou colocado e a bola saiu à direita do gol, com muito perigo.

48'

Bruno Arleu encerrou a disputa.





Fim de jogo

O Palmeiras exerceu enorme superioridade sobre a Juazeirense desde os lances iniciais e a bomba de Dudu, que trocou mesmo de lado com Gustavo Scarpa, parece ter intimidado o adversário, que parecia se contentar apenas em não ser goleado.

Totalmente retrancado, o time da Juazeirense sequer tinha o contra-ataque armado. E isso permitiu que o Palmeiras atacasse com todas as armas, inclusive apresentando ao público a faceta de atacante de Gustavo Gómez – um novo artifício para popular mais a área ofensiva e aumentar o poder aéreo.

Mas a postura passiva do adversário também fez com que o nível de concentração não fosse o mesmo. Nem parecia jogo de mata-mata e o clima no Estádio do Café, cujo público não assiste a jogos do Palmeiras toda hora, complementava o aspecto festivo da partida. Parecia um torneio de verão.

O volume de jogo era grande, mas sem intensidade. Com essa pegada, o Palmeiras chegou ao gol “a qualquer momento” – o tento saiu numa jogada de bola aérea que Danilo aproveitou o rebote.

A abertura do placar no fim do primeiro tempo não fez bem ao papo do vestiário. É possível que nossos jogadores tenham conversado sobre o estádio, sobre a cidade, e não sobre o jogo, que realmente não exigia nada. E a falta de concentração cobrou seu preço.

A Juazeirense encaixou mais um contra-ataque, bem no começo do segundo tempo, e empatou o jogo. E se no começo do jogo a perspectiva era apenas a de tentar não serem goleados, nossos adversários de repente se viram numa situação em que faltavam apenas 40 minutos e o confronto estava por um gol de ir para os pênaltis, com o momento favorável a eles.

Foi então que eles se encheram de brios e tentaram nos atacar de verdade. Mas a diferença técnica era grande demais e mesmo desinteressado, o Palmeiras sobrava em campo.

Foi uma sucessão de oportunidades de gol até que o pênalti foi marcado, a dez minutos do fim. Raphael Veiga deu a maior demonstração da falta de foco por que passava o time ao levar uma semana se concentrando para enfim executar mais uma batida perfeita.

Ao final, todos saíram satisfeitos: a Juazeirense, que saiu da Copa do Brasil com todas as contas do ano pagas; o Palmeiras, que se classificou sem desgastar demais os jogadores; e o enorme público da região, que matou as saudades do Verdão e apoiou o tempo inteiro, mesmo com a postura não tão competitiva dos nossos jogadores, sem cornetar nem os “fora” da vez.

Vira a chavinha e foca no Red Bull Bragantino, que será um jogo com uma pegada bem diferente. E o Brasileirão, diante dos seguidos tropeços dos adversários diretos, segue sendo uma meta muito alcançável – desde que o foco seja retomado. Estaremos todos com o coração no Allianz Parque para ajudar a empurrar. VAMOS PALMEIRAS!

 

Ficha Técnica

Juazeirense

Rodrigo Calaça
Dadinha
Eduardo
Wendell
Daniel
Waguinho
Patrik
Érico Júnior
Nildo Petrolina
Thalison
Clebson
Nixon
Deysinho
Anicete
Ian
Thauan
Barbosinha
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Sem ter o que fazer no gol, apenas assistiu ao resto do jogo. Nem fazer reposições rápidas conseguiu, já que o time "da casa" sequer ameaçou.
6
Marcos Rocha
Voltou a apoiar o ataque e o fez na experiência.
7
Gustavo Gómez
Vimos a nova faceta de atacante do paraguaio. Vejamos se vai virar tendência.
8
Murilo
Errou no lance do gol, permitindo o início da jogada de contra-ataque.
5.5
Jorge
É o "fora" da vez da ala mimada da torcida e tudo será culpa dele. Mas desta vez perdeu uma corrida por pouco, e muito mais por mérito do lateral adversário. Não jogou mal.
7
Danilo
Além do gol, distribuiu passes e lançamentos grandiosos, coroando a convocação para a seleção da CBF. Para levar um 10 só faltou ganhar o duelo com Ian no início da jogada do gol.
9
Zé Rafael
Segue em fase exuberante, e quando não está entre os protagonistas, é o melhor coadjuvante.
8
Atuesta
Entrou cheio de disposição e foi fundamental na construção da jogada do pênalti.
7
Dudu
Deixou a impressão que estava possuído logo a dois minutos com um petardo no travessão, mas a sequência foi apenas ok. Voltou para a esquerda, vejamos se haverá sequência.
7
Breno Lopes
s/n
Raphael Veiga
Deu aula de concentração e foco antes do pênalti. Num jogo em que o adversário não exige, ajustar o foco é muito mais difícil e isso refletiu em todo o time.
7
Gabriel Menino
s/n
Gustavo Scarpa
Voltou para a direita e o time aproveitou demais o veneno das bolas alçadas por sua canhota.
7
Rony
Duas tentativas de bike, uma deu certo, mas o goleiro pegou. Segue tentando, correndo, brigando e se dedicando ao máximo. E perdendo gols feitos.
7
Rafael Navarro
s/n
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Mandou a campo o time principal e usou o jogo como treino para novas configurações. Gómez pisando na área ofensiva; Dudu e Scarpa invertidos - ele nunca pára de lançar novidades.
8




  • Confio na vitória, mas se o Jorge fizer 2 gols (a favor) hoje eu mando um Pix de 100 reais pro Verdazzo. kkkk

  • Dois do Jorge ! Para com isso Conrrado. Só gol de R, 3 Rafael Navarro, 2 Rafael Veiga, 1 Zé Rafael.
    6×0.

  • O Palmeiras terá que fazer de tudo pra marcar no início, caso contrário, iremos ouvir o Noriega comentar….”nó tático do Barbosinha em cima do Abel”…