2
X
1

O Palmeiras foi derrotado pelo Chelsea por 2 a 1, após prorrogação, e ficou com o vice-campeonato do Mundial de Clubes 2021. Após sair atrás no placar, o Verdão buscou o empate, esteve a ponto de virar o jogo, mas acabou derrotado com um pênalti nos minutos finais do tempo extra, após a bola bater na mão de Luan.

Com isso, o time viu frustrada a tentativa de conquistar o troféu da Fifa, mas encheu a todos os palmeirenses de orgulho pelo nível de profissionalismo, comprometimento e superação demonstrados desde o momento do apito final do juiz em Montevideo, quando conquistamos a Libertadores e adquirimos o direito de disputar este torneio, até o encerramento desta partida.

Ficha Técnica

Crônica do jogo

Mesmo contra um adversário com jogadores extraordinários,  principalmente Lukaku, Kanté e Rudiger, que possuem um nível técnico assombroso, o Palmeiras, com organização e disciplina, conseguiu executar um bom plano de jogo.

Tentando atrair o Chelsea para criar o espaço em profundidade e acionar a velocidade de Dudu e Rony, e com uma linha de cinco atrás extremamente sólida, o Verdão conseguiu equilibrar o jogo, que ficou para ser decidido nos detalhes.

O técnico adversário arriscou, ao decidir atacar pela esquerda com Hudson-Odoi e liberando o corredor para que o Palmeiras o explorasse, mas o inglês conseguiu empurrar o camisa 2 para a defesa e o neutralizou, ainda que Marcos Rocha tenha feito um jogo defensivo razoável. Foi um dos pontos-chave da partida.

Kanté e Kovacic também venceram o duelo no meio-de-campo contra Danilo e Zé Rafael. Assim, Raphael Veiga foi inutilizado por extensão, já que recebia poucas bolas.

Mas mesmo com tudo isso, o Palmeiras resistiu e só sofreu gols nos detalhes. Lukaku estava absolutamente cercado no lance do gol e só prevaleceu porque é muito bom. E no segundo gol, o acaso da bola na mão a quatro minutos do fim era impossível de controlar.

No ataque, o Verdão ficou abaixo do que gostaríamos, sobretudo porque o meio-campo adversário jogou demais. Criamos poucas jogadas para encaixar nossos grandes contra-ataques – e mesmo assim, tivemos nossas chances que poderiam ter mudado a história do jogo: um domínio errado, um passe um pouco atrás – os detalhes decidiram.

Talvez esses detalhes não fosse necessários se nosso treinador tivesse seus pedidos por um grande centroavante atendido desde o ano passado. Talvez pudéssemos ser uma equipe mais propositiva se tivéssemos um jogador como esse em nosso elenco. Sem isso, Abel precisa aproveitar a velocidade, e para isso é obrigado a dar a bola para o adversário para traí-lo e criar a profundidade para o contra-ataque rápido.

Mesmo assim, o meio-campo adversário foi gigante e estrangulou boa parte de nossas tentativas. No final, o Chelsea mereceu vencer, o que não quer dizer que o Palmeiras tenha sido dominado. Foi vencido, por uma equipe da primeira prateleira de investimentos do planeta.

O sentimento que fica é de orgulho. O Palmeiras fechou a temporada de 2021 como o segundo melhor time do mundo e mais uma vez foi assunto dos noticiários esportivos em todos os continentes. Mesmo com buracos claros no elenco. Imaginem se a diretoria passada e a atual tivessem feito seus trabalhos direito.

O pessoal da Academia de Futebol, do operacional para baixo, está de parabéns. Com o material disponível, alcançaram um resultado fabuloso, competindo em altíssimo nível. O orgulho que temos dos jogadores, da comissão técnica e da equipe de apoio é diretamente proporcional ao desapontamento com as diretorias e presidências – atual e passada – que usaram a competência de todos como escudo, esperando que um eventual título mascarasse suas omissões. Que respondam agora por isso.

Cabeça erguida, peito estufado, e vamos recomeçar a remar tudo de novo. Temos mais campeonatos para disputar e para vencer este ano. E os adversários estão um pouco abaixo do Chelsea – só um pouco. Na boa e na ruim, VAMOS PALMEIRAS!

Escalação

Chelsea

Mendy
Christensen
Sarr
Thiago Silva
Rüdiger
Azpilicueta
Kanté
Kovačić
Ziyech
Hudson-Odoi
Saúl
Mount
Pulisic
Lukaku
Werner
Havertz
Thomas Tuchel
TÉCNICO


Primeiro tempo

1'
Chelsea

Hudson-Odoi cruzou da esquerda; Piquerez disputou pelo alto e a bola ficou viva; Weverton tentou buscar a bola mas acabou obstruído por Azpilicueta, que estava se levantando; a bola seguiu viva mas nossa zaga afastou o perigo.

17'
Palmeiras

Dudu bateu falta pela esquerda na área; no primeiro lance a bola foi dividida pelo alto; Rony pegou a sobra e testou da marca do pênalti, nas mãos de Mendy.

23'
Palmeiras

Dudu fez jogada individual, rabiscou, girou na entrada da área e bateu de direita, buscando o ângulo esquerdo de Mendy, mas a bola saiu com perigo.

25'
Chelsea

Havertz acelerou pela esquerda e bateu de fora, cruzado, mas a bola saiu à esquerda de Weverton,

27'
Palmeiras

No contra-ataque, o Verdão acelerou com Zé Rafael, que rolou na esquerda para Dudu, que passou um pouco da linha da bola e perdeu uma ótima chance de finalizar sem marcação, de frente para o goleiro.

36'
Chelsea

Puliscic bateu falta da meia esquerda, por cima do gol.

46'
Chelsea

Thiago Silva bateu da intermediária; a bola sairia perto do rodapé direito, mas Weverton ainda foi nela para conferir e cedeu escanteio.

48'

O árbitro australiano encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

3'
Chelsea

Rudiger avançou pela esquerda e disparou um canudo da intermediária; a bola saiu perto do ângulo direito de Weverton.

8'
Chelsea

Gol do Chelsea – Hudson-Odoi apoiou pela esquerda com alguma liberdade e cruzou buscando Lukaku; no meio de quatro palmeirenses, o belga conseguiu levar vantagem e testou no ângulo direito de Weverton.

11'
Chelsea

O Palmeiras sentiu o golpe e se desorganizou; Puliscic aproveitou o espaço, desceu por dentro e disparou um míssil que passou à direita de Weverton.

14'

Jailson entrou no lugar de Zé Rafael.

15'

Marcos Rocha cobrou lateral na área; Luan disputou com Thiago Silva, que tocou com o braço na bola. Após consulta ao VAR, o árbitro marcou o pênalti.

18'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Raphael Veiga bateu no canto esquerdo, desloccando Mendy, e empatou o jogo.

23'
Chelsea

Após lateral batido por Azpilicueta, Gustavo Scarpa errou o cabeceio e Havertz, mesmo sem ângulo, amorteceu na coxa e tentou bater para o gol, mas errou o alvo.

25'
Palmeiras

Danilo tocou para Raphael Veiga na entrada da área; o camisa 23 girou rápido e bateu de canhota, mas sem força, facilitando para Mendy.

27'
Chelsea

Após infiltração de Kanté, Lukaku fez o pivô para Puliscic, que chegou batendo de chapa, colocado, visando o canto direito de Weverton, mas a bola saiu raspando.

32'

Wesley entrou no lugar de Rony; Atuesta no de Raphael Veiga.

O Chelsea perdeu fôlego e o Palmeiras cresceu. O time inglês passou a tomar muito mais cuidados defensivos na parte final e o jogo ficou travado, até o apito final do árbitro.


Prorrogação - Primeiro tempo

7'
Chelsea

Saar bateu da intermediária, por cima, sem perigo.

8'
Chelsea

Werner infiltrou pela esquerda, foi ao fundo e cruzou por baixo; Wesley e Luan foram na bola que ficou viva e acabou batendo na trave esquerda de Weverton – mas Werner estava impedido no início da jogada.

12'

Rafael Navarro entrou no lugar de Dudu.


Prorrogação - Segundo tempo

5'
Chelsea

Werner tabelou com Puliscic, recebeu de volta e chutou, por cima do gol.

8'

Pênalti para o Chelsea – após revisão no VAR, a arbitragem pegou um toque na mão de Luan após finalização fraca de Azpilicueta.

11'

Gol do Chelsea – Havertz bateu o pênalti no canto direito de Weverton e marcou.

12'

Deyverson entrou no lugar de Marcos Rocha.

18'

Em contra-ataque rápido, Luan era o último homem, precisou fazer falta e acabou expulso após revisão no VAR.

21'

O árbitro Chris Beath encerrou o jogo.

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Uma saída precipitada, sem maiores consequências. Sem culpa nos gols.
6
Marcos Rocha
Foi empurrado para a linha de fundo por Hudson-Odoi. Sem apoiar, se limitou a defender - deu algum espaço, mas venceu vários duelos.
5.5
Deyverson
s/n
Gustavo Gómez
Mostrou numa partida gigante por que é o melhor zagueiro sul-americano.
8
Luan
O pênalti pode injustamente reacender a pegação no pé por parte da torcida. Não repetiu a partida exuberante da semifinal, mas não foi mal.
6.5
Piquerez
Encerrado o ciclo do Mundial, Abel precisa repensar seu uso como zagueiro e pensar em outra solução para o lado esquerdo da zaga.
6
Gustavo Scarpa
Jogou como lateral e defendeu muito bem, e ainda conseguiu algum espaço para o apoio. Ganhou até no jogo de corpo do Lukaku, dá pra acreditar?
8
Danilo
Sofreu com o altíssimo nível dos meio-campistas do Chelsea. Recebeu enormes lições para a sequência de sua carreira.
6.5
Zé Rafael
Idem ao Danilo - mas já não é tão jovem para receber lições.
6
Jailson
Tentou dar mais dinamismo ao setor, forçando passes verticais. Errou alguns.
7
Dudu
Não foi uma de suas partidas mais felizes. Já o vimos fazer bem melhor.
6
Rafael Navarro
Não teve chances de usar suas arrancadas.
5.5
Raphael Veiga
Mesmo muito marcado, conseguiu o segundo melhor índice de acertos de passes do time. O que não quer dizer muita coisa.
6.5
Atuesta
Visivelmente sem encaixe no time; errou quase metade dos passes que tentou.
5.5
Rony
Recompôs na lateral direita, para que sua solidariedade tática não deixe dúvidas. Deve transpirar uns 10 litros por jogo. Mas não dá pra ser o comandante do ataque.
6.5
Wesley
Discreto, podia ter tentado mais rabiscos.
5.5
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Talvez tenha faltado um ou outro detalhe, como reajustar nosso lado direito, em que Marcos Rocha foi neutralizado. Mas o plano era bom. Mesmo com a diferença técnica gritando em alguns setores, perdemos nos detalhes.
7




  • paulistinha é a unica chance de santos, sp, ou corintias ganhar alguma coisa esse. Vamos com tudo, tirar esse gostinho deles.

  • As substituições deixaram claros os buracos no elenco. Não tínhamos uma alternativa para o Veiga (que foi anulado) e nem para os atacantes (que cansaram). Com isso, o Chelsea foi muito superior na prorrogação.

  • Ontem, além de tudo, fiquei chateado pelo Luan. Apesar de não ter tido culpa no pênalti e a expulsão não ter influenciado em nada, sabemos q vão acabar com a carreira dele no Palmeiras.

  • Ja estava fechada com os pênaltis no fim do tempo regulamentar, estava apostando no Weverton como grande herói , mesmo sem batedores, ja que o Veiga e o Dudu tinham saído, até o Rony e o Zé Rafael não estavam mais em campo, mas minha aposta era nas penalidades, estava apostando todas a minhas fichas numa noite magica de Weverton.

    • O Weverton é um bom goleiro, mas quando o assunto é pênaltis já não consigo confiar nele, a maioria dos pênaltis que ele vai catar ele é deslocado. Pode até ser que o Palmeiras ganhe alguma coisa com ele catando pênalti, mas é muito difícil, mesma coisa é depender do Rony para fazer gol.

  • Chegou o dia! Chegou o tão sonhado momento para todo torcedor palmeirense!

    Além de tudo que envolve o excelente trabalho desenvolvido por nossa comissão técnica e toda a garra e talento de nossos jogadores, JOGAR MAIS UMA FINAL ÉPICA NUM SÁBADO A TARDE me preenche com bastante otimismo!

    Abel tem um plano, e confiaremos neste plano e incentivaremos nossos atletas incondicionalmente, hoje não cabe lamúrias e cornetas por A, B ou C, como diz Felipão.

    Óbvio que será uma batalha duríssima, que colocará a prova toda a preparação do Palmeiras e todo o nosso emocional – porém somos todos muito fortes, muito resilientes…

    …TODOS SOMOS UM!! AVANTI PALESTRA!! VAMOS, PALMEIRAS!!…