Jornalismo-fofoca acirra tensão entre público e imprensa

No final da atividade de ontem, na Academia de Futebol, atletas e a comissão técnica disputaram o famoso rachão. Como todos sabem, é quando todos se soltam, se divertem e o profissionalismo fica um tanto de lado, e muitas vezes é quando acontecem as maiores discussões – exatamente como nas peladas que eu e você disputamos, por diversão.

Houve um desentendimento, já quando se dirigiam ao vestiário. Numa das imagens, aparece Felipe Melo, aparentemente de um lado do entrevero – ou não, depende de como se quer ver o registro – imagens frisadas dificilmente revelam a verdade nessas situações. Foi o suficiente para que as primeiras manchetes estampassem que “Felipe Melo e Osmar Feitosa discutiram de forma áspera”.

Discussão no rachão do Palmeiras alimenta o jornalismo-fofoca
BRUNO ULIVIERI/RAW IMAGE/GAZETA PRESS

Como se pode ver em vídeo capturado pela equipe do Esporte Interativo, a discussão foi entre Cuca e Omar Feitosa. Não se sabe o que houve antes, pode até ser que o Felipe Melo tenha mesmo batido boca com alguém. O fato é que o treinador gesticula, irritado, e depois chama o preparador físico para que o acompanhe para a parte interna. Fim da história.

Quem fez as matérias sabe que o ocorrido não foi nada sério. Mas faz parte da atividade do jornalista registrar os fatos. O material chega às redações, onde sempre existe alguém que faz a maquiagem antes da publicação, para render mais audiência e cliques.
– Apareceu o Felipe Melo numa das fotos? Valoriza!

Efeito colateral

Essa é a regra vigente. O jornalismo-fofoca é um efeito colateral da expansão das TVs a cabo e da internet, fruto da enorme competição entre os próprios veículos. Na televisão, os caras ficam naqueles sofás e mesas o dia inteiro, e precisam de assunto. Na internet, os números são frios e a cobrança pelo número de cliques é bruta.

Nossa torcida (e a dos outros times também) enche o saco dos jornalistas que dão as caras nas redes sociais, mas muitas vezes a culpa é de quem fica escondidinho nas redações. Sabemos que existem os repórteres maldosos, useiros e vezeiros em fomentar as confusões e plantar crises; mas não podemos colocá-los no mesmo balaio dos que estão lá honestamente fazendo seus trabalhos e relatando o ocorrido. Queiram ou não, teve uma tretinha, e isso tem que ser noticiado – desde que com as tintas corretas.

Cobrança deve ser interna

A informação sensacionalizada virou regra. Está cabendo ao público identificar os exageros dos profissionais que transformam copos d’água em tempestades. Temos que acessar o noticiário com o filtro ligado o tempo todo e isso cansa.

Isso sem mencionar o pessoal que usa a camisa do clube por baixo do uniforme da emissora. Conhecemos vários comentaristas que, se a mesma cena acontecesse no treino de outros clubes, diriam entre risos que é apenas a gana do elenco, que é tão grande que eles não admitem nem perder rachão.

Isso só reforça a tese defendida pelo Verdazzo há tempos: a relação entre imprensa e público só vai melhorar quando os próprios jornalistas se policiarem, quando os próprios repórteres cobrarem internamente o pessoal da maquiagem, a turma que aumenta, mas não inventa, e os clubistas disfarçados. Esses são os caras que, no final das contas, causam toda a revolta no público e jogam seus colegas no fogo.

Vamos melhorar?


O Verdazzo é patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Aqui, o link para se tornar um padrinho do site: https://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Como já disse outras vezes, devemos combater estes jornalistas nas redes sociais. Nâo devemos ficar calados quando existe má intenção por parte deles em relação ao Palmeiras.

    Mas o ideal é que este combate seja feito com argumentos e não com insultos como, infelizmente, estamos acostumados a ver nas redes sociais…

  • OLHA SE NÃO ME ENGANO COMENTEI ALGO SOBRE ISSO NO TWITTER DOMINGO. TEMOS QUE DAR MENOS ATENÇÃO A ESSA MÍDIA SEM ESCRÚPULOS, SENSACIONALISTA E TOTALMENTE CLUBISTA. HÁ ALGUNS APRESENTADORES E COMENTARISTAS QUE NÃO TEM VERGONHA NENHUMA EM ESCANCARAR O TIME DE CORAÇÃO EM SEUS COMENTÁRIOS ATÉ AI ALGUM PROBLEMA? NÃO!!! LOGICO QUE NÃO. AGORA INVENTAR CONFUSÕES , ATINGIR, DESMERECER CLUBES E ATLETAS EM PROL DO SEU PRÓPRIO CLUBE AMADO OU PARA MENDIGAR AUDIÊNCIA É DE UM NÍVEL TÃO BAIXO QUE ME CAUSA NÁUSEAS. O QUE EU ESTOU FAZENDO E SUGIRO QUE NÓS PALMEIRENSES FAÇAM É APENAS IGNORAR. COMO ASSIM IGNORAR? É ISSO MESMO!! EM VEZ DE FICAR DISCUTINDO EM REDES SOCIAIS EM GERAL, FICAR DANDO AUDIÊNCIA A CERTOS PROGRAMAS QUE ADORAM NOS CRITICAR PARA FICARMOS DEBATENDO O ASSUNTO E DANDO MAIS AUDIÊNCIA AINDA A ESSES “COMENTARISTAS ESPORTIVOS”. COMEÇOU A FALAR MAL, TROCA O CANAL, TÁ VENDO ALGUÉM CRITICAR NAS REDES SOCIAIS FAZ DE CONTA QUE NEM LEU, DESMERECE, NÃO DA BOLA E MUITO MENOS ATENÇÃO, SÓ ASSIM PARA ESSAS PESSOAS QUE APENAS QUEREM DENEGRIR A IMAGEM DO TORCEDOR E DO NOSSO CLUBE PARAREM COM ISSO. LEMBRANDO NÃO ESTOU PEDINDO PARA NOS CALARMOS E FICARMOS DE BRAÇOS CRUZADOS. MAS SIM DARMOS MAIS ATENÇÃO A SITE E MATÉRIAS QUE REALMENTE NOS INTERESSAM E QUE SEJA ÚTIL PARA A NOSSA TORCIDA. QUER UM EXEMPLO? VERDAZZO ÓTIMOS TEXTOS E COMENTÁRIOS DE PESSOAS QUE DISCORDAM DE ALGUNS FATOS, MAS SEMPRE EM PROL DE UM ÚNICO OBJETIVO, FAZER NOSSO PALMEIRAS AINDA MAIS FORTE.

  • 2 coisas precisam ser lembradas aqui:
    uma: imprensa brasileira eh lixo disfarçado, não valem um centavo quando o assunto eh credibilidade (claro que possuem exceções de jornalista e veículos). A imprensa brasileira não ajuda, não apoia as equipes brasileiras, muito pelo contrario. Exemplo no fato contra o Penarol, RGT, Bandeirantes, Redetv soh se importaram em meter o pau no Felipe Melo enquanto a Uruguaia apoiou e deu no que deu… se a RGT desse apoio pra Palmeiras, Chape as historias seriam muito diferentes.
    dois: torcida Palmeirense, nossa equipe não tem obrigação de ganhar nada, e SIM de disputar todos os campeonatos ponto! Quanto mais disputa, mais ganha, mas obrigação não tem nenhuma, não importa quantos milhões são investidos.

  • A verdade é uma só… vários e vários vazamentos acontecendo esse ano… coisa que não aconteciam antes (Paulo Nobre, gestão). Nunca, em tempo algum, um jogador (Borja) seria recepcionado por uma Organizada na chegada ao Pais. Temo pelo nosso futuro a curto prazo, inclusive.

    • Eu sinto falta de uma mídia palmeirense ligada diretamente com o clube, dentro do clube, junto com jornalistas, jogadores. Dai sim, noticias exclusivas, videos, conversas, renderia muito cliques, dinheiro, e a completa exclusão de diferentes veículos de mídia que não fosse Palmeirense. pq eh complicado, mesmo com tudas mídias palestinas, as vezes em portais de internet a informação chega mais rápido, o que eh um erro fatal.

      • Hoje o Verdazzo chegou a 200 padrinhos.
        Quando chegar a 1.000, eu farei isso. Por enquanto, com 200, ainda preciso sustentar minha família de forma convencional.
        Está nas mãos de vocês.

        • Voce com as conexões que tem dentro do clube, ja não consegue montar um piloto/protótipo feito num dia livre, soh pra ver o panorama de cliques e patrocínios?

  • A mídia brasileira, de uma maneira geral, é uma vergonha. Defensora de interesses escusos, manipuladora de informações etc. A esportiva, então, nem se fala, é a escória dessa mídia medíocre. Cada vez mais o q interessa é gerar clicks (no caso da internet), fabricando manchetes sensacionalistas ou “furos” de reportagem, com o agravante q de uns tempos pra cá, se tornou excessivamente clubista. Tem alguns “jornalistas” q não ficam nem um pouco envergonhados de fabricar notícias q prejudiquem os times rivais do seu.

  • O fato é que com vitórias, nada dessas fofocas atrapalham. O que atrapalha é que o time vem jogando mau faz tempo, o elenco tão noticiado como forte não é tão espetacular como alardeado, até mesmo por nós. Todas as vezes que jogamos com “alternativos” o time não ganha uma. Como o esquema tático e organização do time sofreu atrasos pela troca / volta do técnico, tem que ajustar logo e vitórias contra os fraquíssimos Tucumán e Bambis fundamentais.

  • Tô com o saco cheio dessa geração de “jornalistas” esportivos, são um bando de imbecis que estão transformando nosso futebol num esporte de maricas. Futebol é contato, contato gera atrito e atrito costuma gerar faíscas, ponto. Phoda-se essa imprensa maldita.

    • Mas os cara acha q qq contato eh falt, e justificam erroa de arbitros c assim tb. Teve um penalti se nao me engano a favor do Sport recife , q claramente o jogador se joga, e pra justificar o comentarista( fraquissimo) disse q o mano caiu, mas houve o contato, demonstrando um claro medo de ter de falar q o jogador se jogou. Ridiculo

  • Valendo 50ão que amanhã a gente vence, se classifica e a pergunta dos repórteres pro Felipe Melo vai ser sobre a ‘treta’ com o Omar?

    Fofox sports, tricotamos juntos!

  • Depois do PIG, a imprensa brasileira fundou o PIC e o PIF, que só perseguem o Palmeiras… É uma vergonha o jornalismo esportivo protagonizado pela maiores mídias de massa do nosso país.

  • nao sei o quanto competente é esse sujeito como preparador, mas estranho num curto periodo de tempo ouvirmos falar de 2 tretas com ele envolvido… isso nao é bom

  • Acho que qualquer pessoa precisa fazer a seguinte reflexão: se o jornalista (?) vai publicar algo que sabe que vai causar a ira da torcida e mesmo assim ele publica, não é correto pensar que ele está fazendo realmente ESPERANDO o nosso revide? Porque junto com o revide vem o click no site, vem o dinheiro do banner da propaganda, vem do nome dele sendo comentado (xingado, mas comentado), vem ele nos trendinds topics, os “téo pereira” (jornalista fofoqueiro de uma novela da RGT) da vida estão pouco se lixando se estão sendo xingados, eles querem os HOLOFOTES!

    Então minha gente, a coisa é muito simples: não xinguem, nem comentem. Silenciem. Faça como eu faço, quando eu vejo no twitter uma notícia “bombastica” sobre o Palmeiras, sabe o que eu faço? Venho aqui no Verdazzo ver se estão falando alguma coisa, ou mesmo acompanho no twitter de pessoas da midia palestrina do qual eu confio, como o @parmerista ou @verdazzo ou outros que não vou citar aqui.

    meu clique, meu pageview essa cambada de vagabundo não ganha, não dou ibope pra quem só quer ferrar o meu time. Aprendam a se defender, deixando no limbo quem não merece nossa atenção.

  • Eu já faço a minha parte… sempre que vejo que o link é uol/espn ou esse tipo de noticias da rede gambá NEM CLICO.. só ignoro…. procuro sempre me informar por aqui ou outra mídia palestrina tb não assisto o “neto bobão”

    se todos começarem tb a ignorar uma hora isso tem que acabar, ou pelo menos diminuir.

  • Concordo plenamente com o que você disse Conrado, mas fato é que esse Osmar Feitosa está exagerando também!! Independente do que tenha acontecido, o cara é metido a valentão e se torna um prato cheio para essa raça a que você se refere. Já tinha achado um exagero a repreensão que ele deu no Thiago Santos a beira do campo no jogo conta a Ponte Preta e agora mais essa!
    Não precisamos de um cara assim entre o elenco!!

  • Esse mundo de cliques.
    Quando esse jornalismo esportivo parte para o meio de encontrar os cliques aumentando e até inventando essas notícias entendo é o meio desses de mal ou bom caráter de viver.
    O foda é quando nossa própria torcida embarca nessa onda reproduzindo e aumentando a fofoca.
    Mais com isso olho o lado meio cheio não perco mais tempo assistindo e nem clicando quando vem de certas emissoras.
    Fiquei mais produtivo no trabalho e faculdade.

  • Nem leio essas matérias com chamadas à lá “Nelson Rubens”.. por mim que se xinguem, desde que em campo deem o sangue!

  • Não sabemos o que realmente houve, mas esse Omar Feitosa e FM vão batê muito de frente ainda, pode ser bom ou ruim, tem que ter mais cuidado para não surgirem conspirações.

  • Esperei sair o texto do Verdazzo para ler sobre a “treta”.

    Não vale a pena valorizar essa tipo de matéria. Pura especulação.

  • Essa mídia de gambá, sempre querendo fazer turbulência no elenco do Palmeiras, isso é normal tem cara que até sai na mão no campo em rachão, mas uma coisa é certa esse Omar Feitosa tem que baixar a bola dele, interfere muito com os jogadores.

  • Estas matérias existem porque a nossa torcida consome e repercute isso, a grande maioria leva a serio tudo que estes jornaleiros publicam, a grande maioria são seguidores de netos, jucas, cosme da vida, e suas opineis são baseadas no que estes indivíduos dizem.

  • Meu sonho é o Palmeiras fazer a transmissão dos próprios jogos pela internet para sócios e sócios-torcedores.
    Jogar o poder da Rede Esgoto no lixo!

    • Se os maiores do Paraná conseguiram transmitir 3 jogos assim, é sinal de que já se tornou possível. Sendo assim, seria uma boa o Palmeiras sentar com os patrocinadores e já começar a articular algo do tipo, pra iniciar como alternativa à mídia tradicional e depois virar o principal meio de transmissão.

  • É o de sempre: se o Palmeiras estiver no meio, a história é aumentada, distorcida…
    Jogador ou técnico fala A, dizem que falou B…

    Quando reclamamos, dizem que palmeirense tem mania de perseguição.

    Só não contavam que o resultado fosse ser o engajamento e o crescimento da mídia palestrina!
    Acham que precisamos deles, mas não precisamos!

    • Precisamos sim Moisés. Enquanto não formos capazes de cobrir os treinamentos como os setoristas – afinal, não conseguimos ainda sobreviver de Verdazzo (e outros canais alternativos) – precisamos do trabalho deles, que estão na Academia de Futebol vivendo o dia-a-dia do clube. Sem as informações deles, não saberíamos nada do que acontece lá.

      É por isso que sempre lembramos aos leitores que, assim que puderem, apoiem o Verdazzo tornando-se padrinhos. Quando chegarmos a 1000 padrinhos, eu mesmo farei a cobertura do dia-a-dia da Academia. Isto é uma promessa.

      • Fala, Conrado.
        O que quis dizer foi que não precisamos da *opinião* deles.
        Sempre tem alguma distorção ou provocação.
        Como disse um colega acima, ocorrem 99% de coisas boas mas eles se apegam no 1% que foi ruim.

        Uau, baita promessa!
        Viver profissionalmente do Palmeiras é mesmo um sonho…
        Eu, se pudesse, gostaria de ajudar no lance da transmissão dos jogos via internet.

        Um abraço!