O Palmeiras não joga e não deixa jogar: o time mais chato do mundo

Zé Rafael
César Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras ganhou do Athletico em Curitiba, resultado que poucos serão capazes de repetir neste campeonato, e “recuperou” dois dos quatro pontos perdidos nas rodadas iniciais. O placar favorável diminui a pressão sobre Luxemburgo, que terá uma raríssima semana livre para treinos após o clássico contra o Santos no Morumbi.

O resultado, no entanto, não consegue mascarar o futebol de baixíssimo nível apresentado pelo time.

O Palmeiras tem uma defesa bastante sólida; os gols tomados nos últimos jogos foram de bola parada ou lances fortuitos. Mas o ataque é de riso – para os adversários, porque a nossa torcida padece miseravelmente ao ver a absoluta inoperância de um grupo notadamente qualificado tecnicamente, mas que não consegue produzir nada coletivamente.

O Palmeiras não joga e não deixa jogar. Sabe aquele timinho chato que termina o campeonato em nono lugar? Hoje, somos nós.

O que dizem os números

Palmeiras 2x1 Água Santa

Desde a volta da paralisação, o Palmeiras marcou nove gols em nove jogos. Só balançou as redes mais de uma vez contra Água Santa e Santo André.

Jogo do Palmeiras hoje é assim: tem força para achar no máximo um gol, quase todo jogo, quando não para no goleiro adversário ou nos erros de finalização. E assim como nos gols sofridos, normalmente esse nosso gol sai de uma bola parada ou de uma falha defensiva.

Isso nos permite projetar uma campanha mais ou menos assim: 22 empates, sendo 13 por 1 a 1 e 9 por 0 a 0; 10 vitórias (8 por 1 a 0 e 2 por 2 a 1) e 6 derrotas, todas por 1 a 0. 52 pontos, 25 gols marcados e 21 sofridos.

Se fôssemos um time do chamado bloco médio do futebol brasileiro, essa performance estaria excelente. Meião de tabela, sem susto quanto a rebaixamento. Tapinha nas costas do técnico: “Parabéns, quase deu Libertadores, hein?”

Passes: ou de lado, ou para trás

Athletico-PR 0x1 Palmeiras
Cesar Greco/Ag.Palmeiras

Somos o Palmeiras, o Campeão do Século XX, o maior levantador de troféus do futebol brasileiro. Não podemos nos contentar com uma projeção medíocre como essa.

Já são nove jogos e a paralisação de quatro meses cada vez menos serve como justificativa. Não há nenhum time jogando o fino da bola, longe disso, mas o sistema ofensivo dos outros, com os mesmos problemas físicos e de calendário, evolui.

A criação do Palmeiras é um solo arenoso de onde só brotam cactos. Os jogadores estão viciados em dar passes para o lado ou para trás, isso quando não apelam sem dó para os chutões da defesa.

Ontem, Rony (após chutão) arrancava livre em direção ao gol quando subitamente deu um corrupio para tocar para trás – Lucas Lima fez o gol que acabou anulado.

Esperança

Gabriel Veron
Cesar Greco/Ag.Palmeiras

Ainda temos esperanças deste panorama mudar um pouco. Gabriel Veron está em fase final de transição física e pode voltar ao time no clássico. Se ele não for contaminado por essa tendência horrenda de jogo horizontal – como já aconteceu com Patrick de Paula e Gabriel Menino – algo diferente pode acontecer do meio para a frente.

A liderança de Felipe Melo também faz falta. A despeito de Luan estar fazendo uma sequência impecável, o veterano camisa 30 se escala pela personalidade e pela capacidade de contagiar o time.

A combinação da vitalidade de Veron com a liderança de Felipe Melo pode ser a chave de uma reação. Na verdade, é a última esperança.

Porque se a dupla Luxemburgo/Copertino, a esta altura, desenvolver algo diferente na criação do time, será uma grande e agradável surpresa.


O Verdazzo é um projeto de independência da mídia tradicional patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Conheça mais clicando aqui: https://www.catarse.me/verdazzo.

  • 52 pontos, meio da tabela.

    Isso aconteceu dois anos seguidos, em 2010 terminamos em 9° com essa pontuação e 2011 em 10° com 51 pontos eu acho, a maioria dos gols eram feitos pelo Assunção ou alguém desviando de cabeça as faltas do Assunção tbm, as vezes tinha um corre corre lá na frente a saia algum gol, tempos difíceis , o Felipão tirava leite de pedra.

  • O time pode estar jogando como o mais chato do mundo, mas a torcida é permanentemente a mais chata do universo.

  • Concordo, falo a mesma coisa para os meus amigos mas sempre termino com a pergunta: Preferem jogar bonito e perder ou jogar feio e ganhar? Teve time que em 2017 deu uma baita sorte (como sempre), ganhou 90% dos jogos de 1×0 e foi campeão. Em 1996 eu lembro do time dos 102 gols (ganhou só o Paulistão e perdemos a final da Copa do Brasil para o Cruzeiro, lembram?), jogava DEMAIS mas ficou só nisso. Claro que no final das contas eu prefiro jogar bonito e ganhar, mas nem sempre é possível. Volto a falar, desde a saída do G. Jesus em 2016 não temos UM atacante matador.

    • mano , essa conversa de jogar feio e ganhar não cola mais. o problema não é a beleza do jogo, é o fato do time ser muito mal treinado, não tem criatividade, só joga na bola longa, tá dando desgosto de ver esse time jogar. E não é um problema só do palmeiras, o futebol brasileiro está atrasado, agarrado ao passado e esquecendo do presente, técnicos ultrapassados arrogantes que se acham os inventores do futebol e não conseguem construir um time minimamente coeso e bem treinado, acham que o futebol não muda, quando todos nós já percebemos que está em constante mudança, e o Brasil ficou pra trás.

        • até o Luxa mais inspirado faria.
          não é possível que o futebol que estamos vendo seja o máximo que esse grupo pode apresentar.

        • Felipão, Roger Machado, Cuca, sem citar Sampaoli, Coudet, Galhardo… Enfiamos um caminhão de dinheiro em jogadores medianos mas na hora de trazer um comandante de alto nível achamos que está pedindo muito. Fora Galiotte.

        • Se contentar com esse nível de futebol pode fechar as portas. Ja vi time feio, mas assim… difícil lembrar. O Goiás com 10 reservas faz melhor… que isso

  • Não sou de fazer isso, mas parei de ler no “torci pela perda do paulista…”
    Simplesmente, não dá. Não sei qual sentimento palmeirense você pode ter, assim. E não consigo considerar, portanto, sua opinião.

  • Estamos a 4 pontos do líder com um jogo a menos, e por mais que jogue feio não esta perdendo, o time ficou 4 meses parado e quando voltou, voltou logo num Derby, depois foi direto pro Mata do Paulista, e todos nós da torcida entramos num acordo que o importante era vencer, que precisávamos daquele titulo, jogando feio ou bonito, chego na final era Derby, e qual era o discurso ?? “Derby não se joga se ganha !! ” o time mergulhou de cabeça nisso, e mesmo não jogando um futebol de encher os olhos fez o que a torcida pediu e levantou o caneco, imagino que o time ainda esteja nesse embalo, é difícil mudar uma personalidade um estilo de jogo principalmente um que te deu um titulo, imagino eu que o Luxa precisa de mais tempo pra entra na mente dos jogadores, ele tera uma semana livre apos o clássico contra o santos, e na minha opinião seria um absurdo demiti-lo caso a vitoria não venha, ou o time jogue mal e empate ou ganhe daquele jeito, sei la, e temos totais condições de vencer este clássico, o santos tbm ta bem mal, e o Cuca tbm não teve tempo de fazer nada, e se vencer o Luxa vai tirar um elefante das costas, acho que ele mais do que qualquer um de nós deve estar super insatisfeito com esse futebol, e terá finalmente uma semana inteira pra trabalhar sossegado, após duas vitorias.

  • Com 9 jogos depois da parada já poderia estar mostrando algum sinal de evolução. O time não tem padrão de jogo, não tem aproximação, não consegue fazer uma troca de passes em direção ao gol, não tem lançamentos.
    As coletivas do Luxa são desesperadoras, como dizer que o time está em evolução depois de um jogo desse?

  • Temos que ter certo equilíbrio…

    Qualquer entendedor meia boca tá vendo que o time do palmeiras está jogando muito mal.Porém em minha opinião tem um exagero colossal nessa repercussão toda…

    Vamos analisar:

    2019 foi um ano que tivemos trocas de treinadores, fim de ano reunião com Sanpaoli,não deu certo veio Luxa…

    Luxa começa 2020 com o elenco sem lá grandes investimentos, tenta dá uma cara,pega o melhor grupo do Paulistinha e tem que fazer uma pontuação alta para se classificar…

    Vem uma pandemia e tudo que luxa estava organizando se perde…foi o maior período da vida dos jogadores sem jogar,treinar,etc…

    Quando retorna vem tudo de uma vez…vencer um campeonato em reta final,falta de entrosamento,falta de ritmo,etc…mesmo com tudo isso GANHARAM um campeonato…como nosso próprio “omisso” presidente disse “NÃO IMPORTAVA A ATUAÇÃO E SIM SER CAMPEÃO EM CIMA DO NOSSO RIVAL” creio que nos torcedores faríamos essa escolha também…

    Com inicio do Brasileiro em três jogos muito ruins estão pedindo a cabeça do treinador… sem que por mais horroroso que foi não perdeu nenhum jogo…

    Qual a chance de um treinador chega agora é acertar? 1 semana pra arruma o time para uma temporada atípica e de maratona,isso é loucura demais…

    O luxa é uma parte do problema, mas tem uma variedade imensa de jogadores em má fase e outros que nunca se quer tiveram uma boa fase no clube…

    Em minha opinião deve manter o luxa e aumentar as cobranças na comissão e principalmente nos atletas…

    O time “mais vistoso” do ano passado não tá jogando nada… O galo é um time louco que toda hora o adversário sai no mano a mano… Os outros oscilam e terá uma maratona absurda assim como nós…

    Por tanto CALMA, TRANQUILIDADE!

  • Pelo perfil dos jogadores relevante no momento, seria ideal adotar o 3-5-2.

    Assim, daria para voltar FM no time sem tirar o Luan. E por consequência, liberar os laterais que são reconhecidos pela deficiência na marcação, mas eficiência no apoio.

    • Os laterais são ruins de marcação: Marcos Rocha maior ladrão de bolas do campeonato brasileiro de 2019 e maior ladrão de bolas do time na atual temporada! Se Marcos Rocha não sabe marcar, então a gente tem de se livrar logo de Felipe Melo, porque conseguiu fazer menos roubadas de bola que Thiago Santos, seu reserva imediato, no campeonato do ano passado. Aa, mas Felipe Melo fala merda e diz que vai pra briga, grande merda… No mesmo quesito, Diogo Barbosa ficou em sétimo em roubadas de bola no BR19! O problema é jogar com dois volantes pesados e velhos, que não aguentam cobrir as subidas dos laterais. Nem acho que Diogo Barbosa seja grande coisa, mas o cara ser sétimo em roubada de bolas de todo o campeonato e ser ruim, eu só quero saber quem é bom.

  • 3 constatações:

    – Dudu era muito mais importante do que imaginávamos

    – Como muitos, Luxemburgo parou no tempo

    – O Palmeiras sempre está envolvido no pior jogo da rodada neste campeonato brasileiro…

  • Técnicos: Abel Braga, Fernando Diniz, o poser das galinhas Tiago, Renato Gaucho, Roger Machado, Eduardo Baptista, Cuca, Dorival Jr, Autuori, Helmman, Coudet, Zago, Sampaoli Crazy……qquer um de ponta e empregado agora vai pedir 1 milhão e meio por mês.

    • Diante das alternativas eu iria de Renato Gaúcho. Isso é se ele sair da zona de conforto, porque eu não sairia de forma alguma, sendo ídolo e tendo a diretoria do atual time na “mão”

      • Sim, concluímos então que só sairia por um caminhão de dindim e trocentas contratações…. e nenhuma garantia de que daria certo.

  • Boas, creio que seria o caso de voltar o FM para o meio já que o Luan está bem, aliás, o setor está bem servido e trazer urgentemente alguém para criar e mais um jogador de ataque.
    O Veron é promessa. Não se pode achar que ele é o substituto imediato do Dudu. Até porque não dá para comparar o que o baixola fez com um garoto que está no primeiro ano de profissional.

  • #foraluxa . Não acredito, que ainda tem gente nos comentários com fé no trabalho do Luxa. O time só involuiu, não temos uma jogada de ataque. Sei que muitos jogadores já terminaram o seu ciclo e não tem muito mais a oferecer pro time, mas o técnico tem absolutamente nada a oferecer também. Temos que trocar de técnico agora, e na próxima janela, fazer uma reformulação no elenco.

    • O cara recebe em dólar, tem salário europeu. Sem contar que manda e desmanda no river. Aqui não deram tempo nem para o general quando entrou numa fase ruim imagine pra estrangeiro.

      • sim. o salario dele no ultimo mês ficou em 1 milhão e quinhentos mil reais. para montar um bom time e recuperar alguns boleiros do elenco seria legal. Qto a fazer o que quer no river…..é fato, mas para dar um salto na carreira terá de arriscar, creio aguarde a Europa…..tb não sei se tem todo este gabarito.

  • Não enxergo no futebol brasileiro técnico de futebol capaz de mudar e montar um time convincente. Dos mais novos, já passaram dois pelo nosso clube….os mais velhos não são tão capazes qto Luxemburgo. Tempo de trabalho é a atitude da vez. Se existem técnicos, sem imediatismos, que podem atender a contento comprovadamente, sem experimentalismos, pois nossa torcedor brasileiro e imprensa analisam de maneira canibal, podemos sugerir.

  • As nossas esperanças de melhoras não podem se depositar todas nas costas de um moleque (no bom sentido) de 17/18 anos. O Veron já mostrou que tem qualidade, mas não pode ser a salvação do ataque.
    Acredito que a mudança que queremos passa, infelizmente, pela troca do técnico. O Luxa não sabe mais o que fazer… Mas, também não o culpo, exclusivamente, pelo péssimo futebol. O Palmeiras não está fazendo nem o básico, ontem por exemplo: a primeira vez que um lateral conseguiu fazer o “um-dois” com o meia, correu pra linha de fundo pra receber e cruzar já era metade do segundo tempo, inexplicável.

    • Eu concordo com você. Mas grande parte da torcida cai na pilha da imprensa marrom e exigem que a base venha pra resolver. Não é difícil prever que se essa fase ruim continuar a torcida começar a agredir a garotada.

  • O querido site bem que poderia lançar uma pesquisa junto à galera: Independente da REAL Qualidade do “elenco” e performance individual dos “atletas” , Qual é a verdadeira modalidade de esporte que estamos praticando? Na minha opinião é uma mistura de futebol americano (90% dos passes para o lado ou para traz, belíssimas bicudas na bola, o objetivo do ataque é fazer o gol chutando a bola em espaço muito acima das traves, etc ), rugbi (vai no amontoado e na porrada) e pebolim (linhas absolutamente estáticas). Na do meu irmão é MMA e futebol americano. Na de um amigo, futebol americano e handebol, pois nunca temos mais do que 6 jogadores dispostos a jogar. Ah, com este nível, creio que nos dariamos muito bem na NFL.

  • Dentro de todos os problemas de formação de elenco dos times brasileiros, que por enquanto só Flamengo não padece, me parece que o Luxemburgo tem ciência disso……a fase mundial pandêmica piorou a economia de qquer instituição. Clube não é banco, mas deve existir uma regulagem em se tratando de contratações. Não temos bilheteria e sócio torcedor, como em todas as agremiações, momentaneamente é inoperante. Isso não exime o erro na análise de algumas contratações, principalmente avantes laterais, casos de Carlos Eduardo e Ronny. Precisamos de um diretor esportivo sabidamente entendido em futebol, creio que o perfil mais apropriado seria Emerson Leão, por vários motivos, principalmente competência, conhecer a camisa e ter uma leitura precisa das características psicológicas dos atletas. Cuidados com Veron, ninguém pode acreditar ser um jogador pronto para o time principal…..meio campistas cumprem determinações, atacantes decidem, é cobrança maior…… já não vejo no semblante do garoto a leveza e alegria dos tempos de base. essa conversa de vergonha na cara, cobrança de acéfalos desocupados em aeroportos não resolve, me parece mimo de gente frustrada. Menos mimimi e mais sabedoria neste momento. Vai, Palmeiras.

  • Evidente que podemos reagir, evidente que emendar umas 3 vitórias convincentes pode mudar tudo, Luxa não é burro, também não desaprendeu, nem os jogadores são uma nulidade, temos jogadores bons, nenhum craque (hoje), pode ser que desperte algum, mas hj não, o fato é que o futebol vira rápido, pressionar faz parte, exigir também, cobrar é natural, a liga do time no jogo contra o Guarany papa gambá, (embora com Dudu), dá um alento, o time estava bem competitivo, aí deu este caos.
    Temos um ano atípico e vi os melhores momentos de outros times, gaymio, ta jogando mais q nós, verdade, mas é o único, flamerda pode até jogar melhor, mas hj ta semelhante a nós, curica é nosso fregues e vai tremer doravante nos confrontos conosco, prantos não chega, binter não se sustentará, atléticos são médios e nem comento, isso para dizer que ainda pode virar pra nós este BR com atitudes simples que o futebol está repleto de exemplos (um encaixe, umas vitórias, uma contratação pontual, uma sorte em algum jogo, desfalques de outros, etc).
    Na liberta, estou por fora dos gigantes argentinos, mas eles vão aproveitar a falta de ritmo para jogar ainda mais com imposição física, o que forçará um jogo mais apoiado e feio q aqueles q fizemos contra a gambazada (recíproco), mas q aprendemos a jogar também, aliás, nesta fase horrorosa é o que melhor sabemos fazer, ou seja, pode estar pra nós também a liberta.
    O que a torcida fez em Curitiba não deve mais acontecer, isso não devemos fazer. Todos queríamos cobrar incisivamente, as vezes dizer umas verdades, mas façam isso com os políticos e não com jogadores.
    Difícil ser entusiasta, mas não é o fim, ainda pode dar liga rapidinho, tem mudanças para vir…evidente q nada pode dar certo e aí sobra pro pofexö, veremos.

  • O mais triste é não ver perspectiva de melhora, a coletiva do Luxa de ontem é sintomática, parece que ta tudo lindo, e o torcedor ta reclamando de barriga cheia, infelizmente a inoperância do nosso presidente e as ilusões de grandeza do nosso técnico vão acabar com mais um ano decepcionante! Espero queimar minha língua.

  • Duas coisas:

    1 – O Palmeiras se desfez, pouco a pouco de suas lideranças. Prass e Dudu faziam o papel que o FM também faz. Fica esse time sem sal que a gente tá vendo.

    2 – Enquanto os laterais não puderem subir o time vai ficar nessa moleza. Acho que o time funcionaria melhor até num 3-5-2, com FM na zaga central, um pouco mais adiantado e os laterais atuando como alas. Bigode e Luiz Adriano ou até Veron e Luiz Adriano na frente.

    • Que comentário cirurgico Valter! Eu também acho que a passagem de bastão de liderança muito importate. Sempre fui contra do “manda todos embora”, “pode trocar todos”… Hoje ao meu ver, apenas Felipe M., Gomez e um pouco o Weverton (um pouco menos) conseguem exercer esse papel. Temos um carinho a mais pela molecada… Será que o Moisés melhor fisicamente não faria a molecada jogar mais? Um centro avante mais experiente não ajudaria a dar opções mais seguras no ataque? Enfim… Uma pena termos poucos líderes. Erro de gestão.

  • Assisti o jogo do SCCP logo depois e eles criam muito mais assim como o Coritiba. Nossos jogadores não passam, eles se livram da bola pro cara mais livre que virem (normalmente os zagueiros). Tem medo de driblar. Isso é técnico. Chega. Time não sai do lugar.

  • Pessoal… uma variável que seria interessante apontar na tabela de classificação é tempo que o time treinou antes do início do BR. Muitos times voltaram antes (Patético/MG, Flamerda, Bragantino…) e tb os R$ investidos pelo Patético!!! A pressão sempre cai na nossa torcida e compramos!!! Vamos virar o jogo!!!

  • Eu queria a estatística de quantos chutes o Palmeiras deu na direção do gol ontem. Acho que só foi o recuo do Scarpa e o gol (que teve desvio).