Abel elogia jogadores e cita fator fundamental para o empate: “sermos positivos mesmo na adversidade”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Atlético-MG, durante primeira partida válida pelas quartas de final da Libertadores 2022, no Mineirão.
Cesar Greco

Abel admitiu primeiro tempo abaixo do Palmeiras, mas ressaltou desempenho da equipe na etapa final

O fator mental, citado diversas vezes por Abel Ferreira, foi fundamental para que o Palmeiras saísse do Mineirão na noite desta quarta-feira, no jogo de ida das quartas-de-final da Libertadores, com o empate em 2 a 2.

O Verdão estava perdendo por dois gols de diferença até os 15 minutos da etapa final, quando Murilo diminuiu o marcador após aproveitar rebote de falta cobrada por Gustavo Scarpa. Já nos minutos finais, Danilo levou a equipe à igualdade no placar.

“A busca pelo empate é fruto de muito trabalho dos nossos jogadores, que têm uma crença e mentalidade competitiva muito fortes. É uma equipe que tem sucesso porque sabe que se der o máximo nos treinos e jogos, o treinador aceita qualquer resultado. Eles sabem que têm liberdade de ir a campo e errarem, o futebol é feito disso. Sabem que têm que dar em cada lance o melhor de si”, disse o treinador Abel Ferreira, em entrevista coletiva.

“Tivemos muitos fatores que poderiam nos conturbar mentalmente, que foi ter feito um gol primeiro, mas impedido; ter sofrido um gol de pênalti nos últimos segundos do primeiro tempo; e ter entrado na segunda parte e termos sofrido o gol. Mas há uma coisa que não podemos aceitar: é não entregarmos tudo, não lutarmos. O nosso mérito foi manter a calma, tranquilidade, e entender que, independentemente do resultado, temos funções claras a desempenhar dentro de campo. Isso que não podemos perder: o controle emocional e o foco nas tarefas”, acrescentou.

Ainda sobre a recuperação do Palmeiras dentro da partida, o comandante falou que o segredo foi “sermos positivos mesmo na adversidade”. “Acho que a equipe tem dado passos muito grandes para lidar com as adversidades do jogo”, completou.

Abel analisa partida

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Atlético-MG, durante primeira partida válida pelas quartas de final da Libertadores 2022, no Mineirão.
Cesar Greco

Sobre o desempenho do Palmeiras em campo, tanto nas questões táticas quanto técnicas, Abel admitiu um primeiro tempo abaixo da equipe, mas elogiou o desempenho dos jogadores na etapa final.

“Jogamos contra uma equipe muito qualificada, bem treinada. Não nos deixou jogar no primeiro tempo, nos pressionou muito, fez marcação forte, apertada e agressiva, e foi melhor que o Palmeiras na primeira parte, é preciso dizer isso”, analisou o treinador.

“Na segunda parte, após o gol, fomos muito melhores, fizemos dois gols, tivemos ainda uma grande oportunidade com o Dudu, que, apesar de não ter acertado o chute, seguiu focado e participou do segundo gol. Nós no segundo tempo jogamos da nossa maneira, e quando é assim, esta equipe é capaz de tudo. Nunca devemos desistir, acho que o empate acaba por ser o resultado justo e deixa tudo aberto para a segunda mão”, finalizou o comandante palmeirense.

A equipe volta a enfrentar o Atlético-MG na quarta-feira da semana que vem para definir a vaga à semifinal da Libertadores. Neste domingo, no entanto, o Verdão tem pela frente o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro. Líder, o Palmeiras entra em campo às 16h, no Allianz Parque.