Felipe Melo não acerta renovação e deixa o Palmeiras

Felipe Melo nas comemorações do Palmeiras pela conquista da Copa Libertadores 2021.
Reprodução

Clube decidiu por não renovar o contrato de Felipe Melo, que se encerra no final de dezembro

O volante Felipe Melo não ficará no Palmeiras em 2022. Após cinco temporadas, Melo não teve seu contrato, que se encerra no dia 30 deste mês, renovado com o Verdão.

Na tarde deste sábado, o Palmeiras usou suas redes sociais para anunciar sua saída, além de apresentar uma carta de agradecimento jogador de 38 anos.

Contratado em janeiro de 2017, Felipe Melo disputou 225 partidas com a camisa do Palmeiras (terceiro do elenco com mais jogos), anotou 13 gols e conquistou cinco títulos: Campeonato Brasileiro (2018), Campeonato Paulista (2020), Copa do Brasil (2020) e duas Copa Libertadores (2020 e 2021). Confira mais sobre Felipe Melo no Verdão clicando aqui.

Um dos principais líderes do elenco e capitão da equipe na maioria dos jogos, Melo teve um começo de trajetória no Palmeiras complicado, chegando a ser afastado pelo técnico Cuca. Entretanto, ainda em 2017, voltou a ser relacionado e atuou nas últimas partidas daquela temporada.

Em 2018, com Luiz Felipe Scolari de técnico, foi um dos pilares do time na conquista do decacampeonato brasileiro e manteve o alto nível até o seu último jogo, contra o Flamengo pela decisão da Libertadores, mesmo tendo sofrido uma grave lesão no tornozelo no final do ano passado.

O presidente Maurício Galiotte, que ficará no cargo até o dia 15 de dezembro, já havia afirmado que o clube não tinha o desejo de renovar com o atleta por duas temporadas, algo que era uma vontade de Melo.

Veja a nota do Palmeiras para Felipe Melo:

Felipe, quando você chegou, em janeiro de 2017, você disse que tinha o objetivo de ser ídolo do Palmeiras e conqusitar títulos importantes. Cinco anos depois, olhando em retrospectiva, você levantou o Brasileiro de 2018, o Paulista de 2020, a Copa do Brasil de 2020 e as duas Libertadores de 2020 e 2021. Que missão cumprida!

Por falar em Libertadores, você se lembra do quanto te instigava, do quanto te arrepiava ouvir das arquibancadas de que a Taça Libertadores é obsessão? Pois então. Você trouxe essa alegria à torcida que canta e vibra duas vezes. A mesma torcida que, desde o começo te abraçou e cantou a plenos pulmões: “o bagulho é doido, Felipe Melo pitbull cachorro louco”.

Na primeira conquista, você precisou se esforçar e suar ainda mais para voltar a tempo de estar à disposição no Maracanã. Só você e sua família carregarão para sempre o valor do épico gol do Breno Lopes nos acréscimos. Em 2021, um caminho árduo. São Paulo favorito? Atlético-MG favorito? Flamengo? Você contagiou todos e mostrou que, sim, era possível. E foi. Deus capacitou!

Em cinco anos houve também momentos difíceis, temporadas sem títulos, mas sempre com intensidade, como é ser Palmeiras e como é ser Felipe Melo. Realmente a sua escolha foi a melhor possível quando você decidiu voltar ao Brasil para dar sequência à sua vencedora carreira na Europa. Afinal, um verdadeiro campeão reconhece o outro.

Decisões difíceis na hora certa definem o peso do personagem na história. Sua saída não marca o fim de sua trajetória no Palmeiras, mas o início da eternização. Você ascende ao patamar mais elevado que o futebol proporciona, marcado para sempre nas paredes do clube e na memória do torcedor. Felipe, você fez história no Maior Campeão do Brasil e agora tricampeão da América.