Gustavo Scarpa inicia ano com assistência e se consolida como um dos atletas mais versáteis do Palmeiras

Gustavo Scarpa comemora com Rony o terceiro gol do Palmeiras contra a Ponte Preta, durante partida válida pela primeira rodada do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Eleito pela FPF o craque do jogo contra a Ponte Preta, Gustavo Scarpa participou das jogadas dos três gols

Desde a chegada de Abel Ferreira ao Palmeiras, em outubro de 2020, Gustavo Scarpa tornou-se um jogador coringa dentro do elenco. Meia central de origem, o camisa 14 já atuou como lateral-esquerdo, ponta direita e esquerda, como um camisa “10” e, nos primeiros dois jogos da temporada de 2022, vem cumprindo mais de uma função em campo: por ora é ala-esquerdo/lateral; por ora é um ponta.

“Não só eu, mas todo o grupo entendeu o que o Abel quer da gente nesse esquema, eu acho que é extremamente importante a gente manter o foco e não se acomodar. Sabemos que os primeiros jogos do campeonato são bem difíceis, mas é muito importante para a gente pegar confiança para ir para o nosso principal objetivo, que é o Mundial”, disse o atleta na saída do gramado do Allianz Parque, após triunfo palmeirense por 3 a 0 sobre a Ponte Preta.

O grande teste de Scarpa atuando nesse esquema foi a final da Libertadores do ano passado, diante do Flamengo. Até aquele confronto, o atleta vinha tendo sequência como um meia pela direita.

“Eu vou tentar usar um camaleão como exemplo. Quando muda de cor, continua a ser um camaleão. Eu gosto muito de utilizar essa metáfora para tentar explicar às pessoas. Podemos jogar em mil e um sistemas, o mais importante é que os jogadores saibam quais os comportamentos que eles devem ter com e sem a bola”, chegou a dizer o comandante em entrevista coletiva após o duelo frente ao Novorizontino.

Gustavo Scarpa comenta preparação para o Mundial de Clubes

Eleito pela Federação Paulista de Futebol o melhor jogador do duelo contra a Ponte Preta, Scarpa enalteceu o forte início de campeonato do Palmeiras, principalmente para a preparação para o Mundial de Clubes, que será disputado entre os dias 3 a 12 de fevereiro.

“Eu tenho achado importante a gente começar jogando para pegar ritmo de jogo antes do Mundial, sabe que vai ser muito difícil esse torneio, mas é um sonho nosso e quando a gente sonha e vai com dedicação, temos grandes chances de realizar. Sabemos da dificuldade, mas vamos com tudo”, declarou.

O camisa 14 participou das jogadas dos três gols do Verdão e poderia ter terminado a partida entre os goleadores da partida. No final do primeiro tempo, Scarpa recebeu ótimo passe de Danilo e marcou o que seria o quarto gol do Palmeiras, mas o assistente Rafael Tadeu de Souza marcou equivocadamente impedimento.