2
X
1

Pré-Jogo

Pré-jogo: América-MG x Palmeiras

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita o América, em Belo Horizonte, em partida válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Depois de mais um tropeço em casa provocado pela evidente falta de foco após mais um brilhante avanço na Libertadores, o time tenta provar para a torcida, imprensa – e principalmente para eles próprios – que são capazes de fazer mais, muito mais.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Marcos Rocha e Mayke
Transição física: Victor Luis
Convocados: Weverton, Gustavo Gómez e Piquerez
Dispensado: Willian

Pendurados: Gabriel Menino, Felipe Melo, Zé Rafael e Deyverson

Abel Ferreira volta a ter vários desfalques depois de poder contar com o elenco completo em várias partidas. Felipe Melo, em grande fase, ameaça Zé Rafael na frente da zaga. Na frente, Luiz Adriano e Rony disputam uma vaga.

O desenho tático proposto por Abel deve definir as vagas em aberto. O rascunho da escalação é Jailson; Gabriel Menino, Luan, Renan e Jorge; Danilo e Zé Rafael (Felipe Melo); Wesley, Raphael Veiga e Dudu; Rony (Luiz Adriano).

América

América-MGNo América, o técnico Vágner Mancini ainda não sabe se poderá contar com o colombiano Berrío, que vem se recuperando de lesão e ainda depende de teste. Caso não tenha condições, Felipe Azevedo deve seguir no time.

O time que deve enfrentar o Verdão tende a ter a mesma base que vem conseguindo uma ótima sequência invicta no Brasileirão: já são seis jogos sem perder. A provável escalação é Matheus Cavichioli; Patric, Ricardo Silva, Eduardo Bauermann e Marlon; Lucas Kal e Juninho; Zárate, Ademir e Felipe Azevedo (Berrío); Fabrício Daniel.

Números

  • As duas equipes já se enfrentaram 28 vezes desde 1939 e a vantagem do Palmeiras, claro, é grande: foram 15 vitórias contra 4 do time mineiro, mais 9 empates;
  • Nos últimos 50 anos (22 jogos), o Palmeiras só saiu derrotado uma vez pelo time mineiro, em 2013;
  • Nas 16 vezes em que foi o mandante, o Verdão só perdeu três vezes, contra 8 vitórias e 5 empates;
  • Os dois clubes já se enfrentaram 8 vezes no estádio Independência, e o Palmeiras nunca saiu derrotado: foram 5 vitórias e 3 empates;
  • Em jogos pelo Campeonato Brasileiro, Palmeiras e América já se enfrentaram 15 vezes e o Palmeiras venceu 9 jogos e empatou 6, jamais tendo sido derrotado pelos mineiros;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

A fase é turbulenta e o mercado está vendo: o favoritismo do Palmeiras é bem leve, muito menor do que deveria ser. Os principais sites de aposta pagarão, em média, para cada real aplicado:

América-MGAmérica: R$ 2,74
Empate: R$ 3,16
PalmeirasPalmeiras: R$ 2,64

No calendário

O Palmeiras já disputou 15 jogos no dia 6 de outubro e venceu oito vezes, contra apenas duas derrotas. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

João Paulo esteve por aqui em 2015 e Léo Passos é Cria da Academia.

Arbitragem

Leandro VuadenÁrbitro Principal:
Leandro Vuaden

Daniel Nobre BinsVAR:
Daniel Nobre Bins

Projeção de pontos

De acordo com a projeção de pontos ajustada ao fim do segundo quartil, o Palmeiras está devendo seis pontos e o jogo desta noite tinha previsão de vitória. Assim, para ainda alimentar um sonho que já parece muito distante, a vitória é obrigatória.

Parpite

E essa vitória virá. A despeito da ótima fase do América, o Verdão vai impor sua maior qualidade impulsionado pelo incômodo causado pelo jogo ruim no final de semana.

Abel deu a bronca em público, e os jogadores sabem que, de fato, ficaram devendo. E vão querer passar uma borracha nessa impressão – e quem deve pagar o pato é o América. Palmeiras 4 a 1, com 2 gols de Raphael Veiga, 1 de Dudu e 1 de Gabriel Veron. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

TV GloboGlobo (para SP, MG, PR, SC, DF, MS, PE, MA e PA)

PFCPFC

FORÇA WILLIAN!

Pós-Jogo

América-MG 2x1 PalmeirasCesar Greco

O Palmeiras foi derrotado pelo América por 2 a 1, de virada, e agora depende de uma campanha sem falhas para ainda poder conquistar o 11° campeonato brasileiro em 2021.

Depois de ter saído na frente, o Verdão esbarrou na arbitragem nitidamente mal intencionada de Leandro Vuaden – o que não surpreende a ninguém – e na falta de foco dos atletas, que tiveram chances claras de matar o jogo, mas falharam.

A não ser que o time inicie a partir de sábado uma sequência espetacular, teremos sete semanas pela frente em que o time vai apenas pensar em uma coisa: Flamengo. Todos os ovos estão indo para a mesma cesta. O Palmeiras escolhe viver perigosamente.

Primeiro tempo

12'
América-MG

Ademir teve liberdade na intermediária e experimentou; Jailson não conseguiu espalmar e a bola explodiu no travessão.

24'
América-MG

Após escanteio cobrado por baixo em direção à meia-lua, Marlon dominou e tentou o arremate, mas pegou muito embaixo da bola.

25'
Palmeiras

Dudu serviu Jorge com um passe de calcanhar; o lateral tentou cruzar mas foi bloqueado; a sobra ficou com Dudu, que infiltrou na área e arrematou, mas Matheus Cavichioli fez a defesa.

26'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Após lançamento longo, Rony disputou com Ricardo Silva, limpou a jogada e finalizou da meia-lua no canto direito de Cavichioli. Vuaden ainda tentou anular, alegando toque no braço de Rony, mas o VAR o desmentiu.

31'
América-MG

Ademir fez mais uma jogada da direita para o meio e chutou de longa distância; a bola saiu rasteira do lado esquerdo do gol, com perigo.

46'
Palmeiras

Rony pegou sobra na direita e bateu cruzado; Dudu e Jorge fechavam no segundo pau mas Eduardo Bauermann desviou perigosamente a escanteio.

47'
América-MG

Fabrício Daniel arriscou da meia direita, na gaveta, e Jailson foi buscar.

Leandro Vuaden, nocivo como sempre, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

5'
Palmeiras

O Palmeiras teve falta na meia-lua; Veiga rolou para Gabriel Menino que disparou a bomba; Cavichioli deu rebote e Dudu empurrou para o gol, mas estava ligeiramente impedido.

Na falta, Vuaden deixou de expulsar Eduardo Bauermann, que puxou Rony, que partia com a bola dominada em direção ao gol.

9'
América-MG

Marlon conduziu pela esquerda, tabelou com Ribamar e tentou o chute, mas a bola saiu pelo alto, sem perigo.

15'
América-MG

Patric pegou uma sobra do lado direito, dentro da área, e tentou chutar para o gol; a bola bateu no braço de Jorge e o VAR dedurou – Vuaden colocou na cal. Felipe Azevedo chutou no canto direito alto e a bola explodiu no travessão.

18'
América-MG

Marlon cruzou; Alê conseguiu ganhar no meio de dois zagueiros, mas errou a cabeçada.

19'
Palmeiras

O Palmeiras reagiu rápido e Patrick de Paula surgiu de surpresa, engatilhou e soltou um torpedo da entrada da área, mas a bola saiu roçando a rede.

21'
Palmeiras

Dudu recebeu de Raphael Veiga do lado esquerdo, conduziu, fez a jogada individual e bateu de curva, por cima do gol.

28'
América-MG

No escanteio curto da esquerda, Patric recebeu, puxou par o bico da área e tentou cruzar, mas acabou acertando a última gaveta, indefensável.

34'

Wesley, Gustavo Scarpa, Deyverson e Gabriel Veron entraram no Palmeiras; saíram Jorge, Dudu, Rony e Raphael Veiga

35'

Danilo Barbosa entrou no lugar de Patrick de Paula.

37'
América-MG

Rodolfo foi lançado do lado esquerdo, balançou o corpo e bateu forte; Jailson fez ótima defesa.

40'
Palmeiras

Veron recebeu de Deyverson como centroavante, de frente para o gol, mas errou o domínio e a defesa afastou.

41'
Palmeiras

Wesley foi lançado por trás da zaga na esquerda, chegou de frente com Cavichioli e tentou a cavadinha; Cavichioli teve muito reflexo e fez a defesa.

47'
América-MG

Gol do América – Rodolfo tentou cruzar, Felipe Melo tentou bloquear e a bola bateu em seu braço. Foi movimento natural, não ampliou a área do corpo, mas Vuaden decidiu dr o pênalti. Ademir bateu e o América virou o placar.

49'
América-MG

Ribamar aproveitou contra-ataque, saiu na cara de Jailson e tirou de nosso goleiro – e também do gol.

51'

Com a missão cumprida, Leandro Vuaden encerrou a partida.





Fim de jogo

Mais uma vez o Palmeiras foi derrotado e há mais de uma causa, que não se excluem. Nossos jogadores parecem amarrados e não conseguem desenvolver a pleno seus potenciais. Viver intensamente a Libertadores e o Brasileirão ao mesmo tempo parece impossível para nosso elenco.

Mas a arbitragem de Leandro Vuaden, sempre ele, não pode passar em branco. O árbitro gaúcho veio com uma missão pessoal, e a cumpriu à risca, prejudicando o Palmeiras e sendo determinante para o placar final. O Palmeiras, mesmo com as pernas amarradas, fez por onde ganhar do América, mas não apenas não venceu, como saiu derrotado.

Na coletiva após o jogo, Abel Ferreira destacou o fato do time ter dois comportamentos básicos durante o jogo: com e sem a bola, e não negou que o comportamento do time quando a posse é do adversário seja de se manter compactado para se defender melhor, e não há nada de errado nisso.

Com a bola, no entanto, nosso time poderia não ser tão dependente das transições rápidas e se impor mais trabalhando as jogadas. O contra-ataque é uma arma poderosa, mas não pode ser a única. Nosso time parece querer se livrar rápido da bola recorrendo apenas aos ataques rápidos e verticais – como se o tempo fosse se acelerar e a partida contra o Flamengo chegasse mais rápido.

Mesmo assim, tivemos duas chances claras de matar o jogo na parte final do jogo, com Wesley e Veron – ambos desperdiçaram por nítida falta de foco. Fosse uma partida com a qual os jogadores sonharam por semanas a fio, certamente a concentração durante os 90 minutos seria outra.

Muito mais importante que a questão tática do jogo, na qual o Palmeiras propôs um 3-5-2 sem centroavante fixo, para depois de sofrer o empate alternar para um 4-3-3 clássico, é a questão da incapacidade de jogar o campeonato nacional tendo a sombra da Libertadores como companhia. Essa obsessão está indo longe demais.

Assim como a sanha do senhor Leandro Vuaden em prejudicar o Palmeiras também já ultrapassou todos os limites. Nossa diretoria, em fim de mandato, não está nem aí e só quer saber de entregar o imóvel bonitinho para a nova proprietária. CHEGA DE VUADEN! Alguém teria que fazer alguma coisa, mas quem?

Como parece bem pouco provável que o Palmeiras vença ao menos 14 dos 15 jogos restantes, para ultrapassar a marca dos 80 pontos e poder sonhar com a conquista do título, devemos viver sete semanas bem desinteressantes, com alto potencial de criação de intrigas e da invenção de fantasmas onde deveria haver concentração, união e foco.

Parte dessa missão cabe a nós, torcedores. A imprensa vai fazer seu papel de achar pelo em ovo até o dia da final. Seremos inteligentes o suficiente para ajudar a blindar e defender nosso clube? Ou ajudaremos os inimigos em suas estratégias mesquinhas? Escolha seu lado. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

América-MG

Matheus Cavichioli
Patric
Eduardo Bauermann
Ricardo Silva
Anderson Jesus
Marlon
Alan Ruschel
Lucas Kal
Rodolfo
Alê
Juninho
Ademir
Fabrício Daniel
Ribamar
Zárate
Felipe Azevedo
Vágner Mancini
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Jailson
Pulou com o braço encurtado em algumas bolas - mas não teve culpa nos gols.
5.5
Luan
O lado esquerdo do ataque do América não foi o caminho de nossa derrota.
6
Kuscevic
Partida OK, sem problemas no jogo aéreo ou nas coberturas.
6
Renan
Teve problemas no primeiro tempo, mas cresceu na segunda metade do jogo. Infelizmente não foi suficiente.
6
Gabriel Menino
Um dos mis desconcentrados, perdendo várias disputas e bem pouco eficaz no apoio.
5
Felipe Melo
O problema da falta de foco definitivamente passa longe deste homem. Compete em todos os momentos.
6.5
Patrick de Paula
Cabeça fresca, como sempre; fez bem seu papel
6.5
Danilo Barbosa
Mal tocou na bola.
s/n
Raphael Veiga
Uma de suas partidas mais fracas no ano. Como diria o grande mestre, estava com as pernas amarradas.
5
Gabriel Veron
Entrou para dar vitalidade e explosão aos ataques, mas tropeçou nas próprias pernas.
4
Jorge
Vai pegando entrosamento e ritmo, jogo a jogo.
6
Wesley
A cavadinha foi uma escolha técnica e foi bem executada; o goleiro teve mérito. Mas não pode perder um gol desses. Simplesmente não pode.
5
Dudu
Jogando num ataque com dois, sem referência - mais uma função diferente que o Baixola não teve problemas em desempenhar. A parceria com Rony nesse modelo pode ser um caminho interessante.
6.5
Gustavo Scarpa
Deu vida ao ataque; o Palmeiras melhorou após as mexidas muito em função de sua entrada.
6.5
Rony
Lado a lado com Dudu ou Veron - pode ser a melhor função que Rony pode desempenhar. A ver.
7
Deyverson
Mesmo com pouco tempo em campo foi garçon de duas excelentes chances.
6.5
Abel Ferreira
Abel Ferreira
A proposta tática esteve longe de ser o problema. Mas demorou um pouco demais para fazer as substituições. E a falta de foco dos atletas passa também pelo treinador.
5.5





  • Os resultados do Brasileiro são o retrato da inércia dos dirigentes do Palmeiras. Já deixaram de lado o comando e os jogadores estão fazendo a mesma coisa em campo… O Abel não tem culpa nenhuma, senão não faríamos partidas memoráveis na libertadores e jogos pífios no Brasileiro.

  • Apenas uma observação que destoa das críticas acima:

    Vuadem tem cheiro, cara e tipo de juíz que encerrará sua carreira e, no dia seguinte, receberá um convite em letras douradas para trabalhar na Rede Globo. E, como se não bastasse, algum dia admitirá nesses programas de bate papos que não levam a nada que errou em determinado lance, assim como o glorioso Carlos Eugenio Simon.

  • Jogando como time pequeno retrancado e dependendo das bolas longas.
    Abel está com a síndrome do Luxa na última passagem, com mais medo de perder que vontade de ganhar.

  • Brasileiro já foi é certeza (já não de hj), mas é bom o time lembrar que por precaução tem que ficar pelo menos entre os 4 primeiros, pq do jeito que vai, logo é meio de tabela, perigoso isso hein!!!

  • Esse realmente é um time de feitos impossíveis.

    Jogo para ganhar de 4 ou 5 a 0, conseguimos perder.

    Inacreditável.

    Não adianta reclamar do Vuadem. Esse é bandido desde sempre.

    Tivemos excesso de erros de quase todo o time. E Abel deixou para trocar como se quisesse somente fazer cera.

    Hoje não salva nada.

  • Acho que o Rony precisa descansar.
    Ia com o que temos de melhor
    Melo, Danilo, Veiga, Scarpa
    Dudu e LA(Wesley)
    15 do Segundo tempo : Opções Patrick, Verón e Zé Rafael.