0
X
2

16/05/2021 - 16:00

Retrospecto do Palmeiras fora de casa é positivo em 2021Cesar Greco

Com muita facilidade, o Palmeiras venceu o SCCP em Itaquera por 2 a 0 e está classificado para as finais do campeonato estadual.

Somente o nervosismo da rivalidade poderia salvar o adversário, mas isso não esteve nem perto de acontecer. A diferença entre os dois lados está muito grande. O Palmeiras tem um time muito qualificado e um treinador especial.

Do lado de lá, se o time e o treinador estivessem usando a camisa da Ponte Preta, por exemplo, ninguém acharia estranho. O Palmeiras atropelou o SCCP como quem atropela um time do interior.

Primeiro tempo

11'
SCCP

Mandaca apoiou pela direita e tocou para Luan na meia-lua; ele amorteceu e bateu rápido, buscando o canto direito – Weverton acompanhou a saída da bola.

12'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Raphael Veiga construiu pela direita e cruzou por baixo; Rony emendou para o gol e Cássio deu rebote; Victor Luis chegou livre, com o gol aberto, e tocou para as redes.

17'
Palmeiras

Patrick conduziu e acionou Luiz Adriano no comando; ele amorteceu, puxou pra canhota e disparou; a bola desviou em Jemerson e saiu a escanteio.

21'
Palmeiras

Luan dividiu na defesa e a bola foi na direção de Rony, que partiu em direção ao gol; já na área, antes que houvesse a finalização. Jemerson deu o carrinho por trás, limpo, e salvou o time da casa.

23'
SCCP

Otero bateu escanteio da esquerda; Renan afastou e Raul ajeitou na meia-lua para a batida de Gabriel, de primeira; a bola saiu com muito perigo à esquerda de Weverton.

24'
Palmeiras

Mayke lançou Rony, mas Jemerson dividiu e a bola caiu com Luiz Adriano, que viu a passagem de Victor Luis e rolou; o camisa 26 bateu firme – a bola bateu na parte interna do poste direito, passou à frente de Luiz Adriano, que fechava, e saiu da área.

38'
SCCP

Otero bateu falta do lado esquerdo com força e veneno; Weverton fechou os punhos e tocou para escanteio.

41'
Palmeiras

Mayke apoiou pela direita e cruzou por baixo; Veiga emendou de dentro da área mas a bola saiu alta demais.

45'

Ramiro já tinha cartão amarelo e deixou o braço no rosto de Victor Luis. A arbitragem fingiu que não viu.

47'
Palmeiras

Veiga roubou na saída de bola e enfiou para Rony, que saiu na cara de Cássio e finalizou; João Victor desviou e a bola saiu roçando a rede pelo lado de fora.

48'
Palmeiras

Na batida do escanteio curto, Veiga recebeu dentro a área e bateu cruzado – a bola bateu de novo na trave e Luiz Adriano, impedido, conferiu para as redes – a bandeirinha anulou a jogada corretamente.

48'

Flávio Rodrigues de Souza encerrou o primeiro tempo depois de proteger o time da casa de uma expulsão clara.


Segundo tempo

O Palmeiras voltou sem alterações para o segundo tempo.

1'
Palmeiras

Veiga roubou, Luiz Adriano enfiou para Rony que invadiu a área e bateu cruzado; a bola saiu a um palmo da trave esquerda de Cássio.

6'
Palmeiras

Rony bateu escanteio da esquerda na jogada ensaiada; Victor Lis se aproximou e cruzou no segundo pau; Veiga fechou e escorou sem marcação, mas a bola foi mais uma vez na rede pelo lado de fora – Cássio estava batido.

7'
SCCP

Luan enfiou para Mosquito na lateral da área; ele ganhou de Gustavo Gómez e bateu sem ângulo – Weverton fechou o ângulo e cedeu escanteio.

23'

Viña entrou no lugar de Victor Luis.

30'

Zé Rafael entrou no lugar de Raphael Veiga.

31'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Zé Rafael lançou Luiz Adriano, que tabelou com Rony, ajeitou na entrada da área e bateu firme no canto esquerdo de Cássio, que só olhou.

35'

Danilo Barbosa e Danilo entraram nos lugares de Luiz Adriano e Felipe Melo.

40'
SCCP

Mosquito entrou na área, houve o contato com Danilo e o árbitro nem pensou duas vezes para marcar pênalti. Luan bateu no travessão, a bola bateu na cabeça de Weverton e saiu da área.

42'
Palmeiras

Patrick de Paula tentou o chute de fora da área, mas pegou fraco e ficou fácil para Cássio.

49'

O Palmeiras tocava a bola à espera do fim do jogo e os adversários perderam a cabeça. João Vitor deu uma entrada desleal em Viña, Zé Rafael caiu na provocação e deu a peitada, e formou-se a confusão. Os dois foram expulsos.

50'

O fraco Flávio Rodrigues de Souza encerrou o jogo.



Ficha Técnica

SCCP

Cássio
João Victor
Jemerson
Gil
Raul
Mandaca
Gustavo Mosquito
Gabriel
Ramiro
Léo Natel
Luan
Otero
Lucas Piton
Cauê
Mateus Vital
Vágner Mancini
TÉCNICO


Fim de jogo

Foi realmente muito fácil. O Palmeiras foi superior do primeiro ao último minuto e não deixou dúvidas sobre a atual diferença em relação ao ex-rival.

Vagner Mancini tentou congestionar o meio do campo e dificultar a transição entre defesa e ataque do Palmeiras, ficando plantadinho e tentando armar contra-ataques.

De forma simples, abrindo os meias, o Palmeiras conseguiu furar esse bloqueio e em 12 minutos já estava na frente, após jogada com participação de Veiga, Rony até a finalização de Victor Luis.

Foi então que o rival se mostrou absurdamente imaturo, saindo de sua posição inicial e vindo pra cima do Palmeiras, que adora quando o adversário faz isso. O jogo ficou à nossa feição.

Enquanto o adversário passou a ter mais posse de bola, o Palmeiras teve uma avalanche de chances claras de gol. Arrancadas no mano a mano em direção ao gol, bolas na trave e até um gol anulado – ir para o intervalo com apenas um gol de desvantagem foi uma bênção para o adversário.

Alguns senões precisam ser anotados em relação ao nosso primeiro tempo: mesmo muito bem postado na defesa, não permitindo ao adversário construir nenhuma jogada perigosa com bola rolando. Mas contra um time que tem Otero, que não passa de um kicker, cometer faltas bobas e ceder tantos escanteios é contar um pouco demais com a sorte.

A única chance do SCCP voltar para o jogo era com uma jogada de bola parada. Chegar à igualdade poderia, inclusive, desencadear um nivelamento no jogo, potencializado pela questão anímica.

Isso não aconteceu no segundo tempo. O Verdão voltou mais ligado ainda e dominou completamente o adversário. As mexidas de Abel foram apenas por questões físicas e o time chegou naturalmente ao segundo gol.

Na parte final, após a entrada de Viña, o Palmeiras soltou o lado esquerdo de vez e fechou o meio, ficando com apena Rony espetado. E mesmo assim esteve muito mais perto do terceiro do que o adversário, de diminuir.

A atuação do árbitro foi vergonhosa. Deixou de expulsar Ramiro no primeiro tempo, inventou um pênalti para o adversário e ainda deu um jeito de expulsar Zé Rafael no fim do jogo. Mas isso já era esperado. O fato é que o Palmeiras foi tão superior, mas TÃO SUPERIOR, que desta vez nem precisamos de bastidores. Passamos por cima até da roubalheira.

Esperamos agora pelas definições do adversário e das datas. Obviamente vão fazer o possível para preservar os interesses do SPFC, se este passar pelo Mirassol. Mais uma vez, teremos que ser maiores e vencer CONTRA TUDO E CONTRA TODOS.

VAMOS PALMEIRAS!





  • small club curica paulista
    Pequeno, falido, com meros 31 anos de história.

    Ainda hei de ver meu filho dizer ao meu neto: “Pede pro vovô contar sobre a final de 93. Foi contra nosso grande rival da época, que FALIU antes de você nascer.”

  • Se for na humildade, na firmeza e na seriedade, não dá para não ganhar do SPFW, apesar de as meninas estarem bem treinadas pelo Crespo. Espero que aquela final de 1992 (apesar daquele timaço delas) desentale da garganta de uma vez.

  • Duas coisas:
    1. Nossa, mas que vexame!
    2. Se alguém chegasse em mim em 2014, falasse que o time de 2021 seria maravilhoso, e que o Vitor Luís faz parte dele, eu não acreditaria. É MUITO BOM ver uma cria da base superar os tempos sombrios e participar do atual Alviverde.

  • Em 1992 a final do Paulista foi Palmeiras x São Paulo e eles eram os atuais campeões paulistas e da libertadores e o Palmeiras tava numa fila lazarenta, agora a história se repete mas trocando os papéis , vamos deixa eles mais alguns anos na fila

    • Foi nesse ano (especificamente nessa final) que eu me entendi palmeirense. Minha família é toda de tricoletes, sempre tentaram me cooptar. Mas enquanto assistia ao jogo, me apaixonei pela camisa verde – para o desgostos de todos os meus tios hahaha

  • Assisti o jogo na Globo e gostei muito do Luiz Roberto narrando os gols falando “goool do Palestra!”

  • Renan foi um monstro hoje. Parecia que tinha mais um Gustavo Gomes na zaga.

    Muito provavelmente a diretoria fez bem em não gastar rios de dinheiro no mercado. Danilo Barbosa foi uma excelente contratação, Victor Luís jogando muito bem, Dudu volta

  • O que irrita é isso. A gente assiste ao jogo já sabendo que será garfado. No entanto, eliminar o time do Carneiro no Eliminates Arena terá um sabor tão bom quanto a volta do Dudú. Se jogar alguns titulares, temos muito mais time e técnico que eles.

  • Bom, o cavalinho do Fagner (afasta de mim esse Fagner) não joga, então, uma chance a menos de alguém se machucar, ufa.