1
X
0

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Chapecoense

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe a lanterna Chapecoense, em partida válida pela 26ª rodada do brasileirão.

O Verdão voltou a vencer após um jejum de três rodadas na última partida, mas precisa engatar uma sequência de vitórias para ter alguma chance de encurtar a diferença para o Flamengo – nossa rotina até o fim do campeonato será vencer e secar, vencer e secar.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Ramires e Luiz Adriano
Suspenso: Thiago Santos

Pendurados: Antônio Carlos, Lucas Lima e Carlos Eduardo

Além de Felipe Melo e Willian, que cumpriram suspensão, e de Weverton e Gustavo Gómez, que serviram às seleções nacionais, Mano Menezes tem à disposição o lateral Mayke, que tem chance de figurar no banco de reservas pela primeira vez depois de dois meses. Thiago Santos é o desfalque, pelo terceiro amarelo.

A novidade pode ser Henrique Dourado, que entrou taticamente bem no time na partida contra o Botafogo e pode ter sequência. Com a volta de Willian, Gustavo Scarpa volta para o meio, a não ser que nosso treinador opte por manter Zé Rafael jogando por dentro.

O time deve entrar em campo com Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Dudu, Gustavo Scarpa (Zé Rafael) e Willian; Henrique Dourado (Deyverson ou Borja).

Chapecoense

ChapecoenseLanterna do campeonato, afundada na zona do rebaixamento, a Chape conta as rodadas para voltar à Série B. Marquinhos Santos terá as voltas de Márcio Araújo e Everaldo, que estavam suspensos. Por outro lado, o treinador perdeu Rafael Pereira, que tomou o terceiro cartão no jogo contra o Cruzeiro.

Bryan sente desgaste muscular e é dúvida. Caso não possa jogar, Márcio Araújo deve ser deslocado para o setor. Com isso, o time que pode formar esta noite é João Ricardo, Bryan (Márcio Araújo), Douglas, Gum e Bruno Pacheco; Elicarlos e Márcio Araújo (Vini Locatelli); Roberto, Camilo e Henrique Almeida; Everaldo

Números

  • Foram 14 jogos entre as duas equipes desde 2013, e há um grande equilíbrio: cinco vitórias para cada lado, além de quatro empates. Este jogo é a chance de passarmos à frente, antes que eles caiam para a Série B.
  • No Allianz Parque, foram quatro jogos: ganhamos dois, empatamos um e perdemos um.

No calendário

O Palmeiras já disputou 16 jogos no dia 16 de outubro e o retrospecto não é lá essas coisas. Veja a lista completa de partidas clicando neste link.

Lei do Ex

Arbitragem

Vinicius Gomes do AmaralÁrbitro Principal:
Vinicius Gomes do Amaral

Jean Pierre Gonçalves LimaVAR:
Jean Pierre Goncalves Lima

Projeção de pontos

De acordo com a projeção de pontos feita antes do início do campeonato, estamos quatro pontos abaixo. A meta para este jogo só pode ser vitória, para continuarmos com essa marca até a rodada seguinte.

Parpite

Jogaremos em casa contra o lanterna, com a pior defesa e o segundo pior ataque do campeonato, que não vence há dez rodadas. O ambiente, mais uma vez, deve ser calmo e os jogadores, relaxados, terão tranquilidade para colocar o jogo em prática. Com tudo isso, dá Verdão: 4 a 0, com dois gols de Willian, um de Dudu e um do Ceifador, para 23.876 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Sintonize no PFC e sincronize a imagem com o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

PFCPFC

Pós-Jogo

Palmeiras 1x0 ChapecoenseCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras venceu a Chapecoense por 1 a 0 no Allianz Parque e manteve a diferença para o Flamengo em oito pontos. A 12 rodadas do fim, a caça continua, mas a cada partida sem cortar a diferença, as chances diminuem.

Só que tudo isso ficou em segundo plano diante da forma com que o Verdão chegou ao triunfo. Com muita raça, o time conseguiu marcar o gol da vitória aos 54 minutos do segundo tempo, no último lance da partida, depois de ter encontrado muitos problemas para furar a retranca do time catarinense. O Gol Sul do Allianz Parque viveu mais um daqueles momentos épicos.

Primeiro tempo

4'
Palmeiras

Dudu bateu falta da esquerda; a bola passou por todo mundo e chegou em Bruno Henrique no segundo pau; o volante estava inteiro no lance mas escorou mal, para fora.

6'
Chapecoense

Gustavo Gómez deu bobeira esperando que Weverton saísse na bola e permitiu que Amaral esticasse a perna e quase marcasse o gol – a bola saiu à esquerda do gol.

14'
Palmeiras

Bom cruzamento de Gustavo Scarpa da esquerda; Dudu estava bem colocado e testou, para a primeira defesa de João Ricardo na noite.

O Palmeiras tinha dificuldades para penetrar na defesa da Chape, armada com três zagueiros, como fez o Atlético dez dias antes. O esquema defensivo de Marquinhos Santos era claramente uma cópia do que havia feito Rodrigo Santana.

26'
Palmeiras

Dudu bateu escanteio da direita; Deyverson subiu todo torto e cabeceou por cima do gol.

27'
Palmeiras

Gustavo Scarpa arriscou um chute frontal de média distância e exigiu boa defesa de João Ricardo.

33'
Palmeiras

Dudu aproveitou bola trabalhada por Zé Rafael e Bruno Henrique e cruzou por baixo; a bola cruzou a pequena área e Deyverson não conseguiu aproveitar.

37'
Chapecoense

Elicarlos tentou de fora e mandou por cima do travessão.

40'
Palmeiras

Zé Rafael forçou a jogada pelo meio e ia se preparando para finalizar mas sofreu o desarme; a bola sobrou para Gustavo Scarpa que chutou muito mal.

45'
Palmeiras

Felipe Melo tentou o chute de fora mas pegou muito mal na bola – ela sairia pela lateral, mas Dudu aproveitou, cortou para dentro e bateu de canhota, com curva, mas a bola saiu a um palmo da trave direita de João Ricardo.

48'

O discreto árbitro Vinícius Gomes do Amaral encerrou a primeira etapa sem maiores polêmicas.


Segundo tempo

Com Willian no lugar de Zé Rafael, o Verdão voltou para o segundo tempo pressionado pelo resultado do Flamengo, que virou o jogo contra o Fortaleza em cima do laço.

5'
Palmeiras

Dudu bateu escanteio da direita e Bruno Henrique testou – a bola saiu com efeito passou à direita do gol – se tivesse ido mais para a direita, era gol; se fosse mais para a esquerda, Luan emendaria para o gol vazio.

8'
Chapecoense

Camilo bateu escanteio da direita e Amaral testou com perigo, por cima do gol.

11'
Palmeiras

Marcos Rocha pegou sobra da jogada de Dudu e cruzou da direita; Douglas afastou parcialmente e Luan jogou pro bolo, Deyverson pegou na linha da pequena área e chutou muito torto; Luan ainda tentou emendar mas a bola bateu na trave.

13'

Mano Menezes imediatamente chamou Henrique Dourado. Ele entrou dois minutos depois.

18'
Palmeiras

Dudu fez grande jogada pela direita e cruzou por baixo; a bola passou pela pequena área; Diogo Barbosa pegou a sobra e bateu cruzado; a bola bateu em Gum na disputa com Willian e sobrou para João Ricardo, que abraçou.

21'
Palmeiras

Dudu, de novo: ele cruzou por baixo, Willian engatilhou o chute mas furou bisonhamente; Diogo Barbosa pegou a sobra na entrada da área e soltou a sapatada; a bola tinha o endereço mas desviou na zaga e saiu em escanteio.

22'

Raphael Veiga entrou no lugar de Gustavo Scarpa.

23'

Gum tinha a bola dominada mas errou; Dudu recuperou e o zagueiro da Chape tentou recuperar entrando de form muito violenta em nosso camisa 7, recebendo cartão vermelho direto. Para ganhar tempo, Gum catimbou por cerca de cinco minutos antes de finalmente deixar o gramado.

28'
Palmeiras

Dudu tabelou com Raphael Veiga e cruzou por baixo; Willian, livre, um metro depois da marca do pênalti, escorou e João Ricardo fez uma defesa monstruosa, mandando a escanteio.

29'
Palmeiras

Depois da cobrança, a bola chegou do outro lado e Luan, com ponta, aproveitou e cruzou no segundo pau; Felipe Melo chegou um centésimo atrasado e não conseguiu escorar. A pressão era devastadora.

36'
Chapecoense

Régis tentou chute de longe e a bola saiu sem nenhum perigo.

37'
Palmeiras

Em mais um centro de Dudu, foi a vez de Gustavo Gómez testar; a bola foi no chão mas João Ricardo estava atento e fez mais uma defesa.

38'
Palmeiras

Não entrou de novo! Depois de escanteio da esquerd e de um enorme bololô, Felipe Melo conseguiu o arremate; João Ricardo defendeu e Bruno Henrique pegou o rebote, testando firme, mas a bola saiu à esquerda de forma inacreditável.

43'
Palmeiras

Raphael Veiga sentiu confiança e bateu de média distância, mas a bola saiu à direita do gol de João Ricardo.

44'
Palmeiras

Foi a vez de Diogo Barbosa arriscar de fora; ele pegou bem na bola e obrigou João Ricardo a desviar em escanteio.

46'
Palmeiras

Willian tabelou com Bruno Henrique e bateu forte, mas no meio do gol, em cima de João Ricardo, que pegou mais uma.

47'
Palmeiras

Raphael Veiga enquadrou o corpo para bater mais uma de froa; João Ricardo mandou a escanteio.

48'
Chapecoense

A Chape armou um contra-ataque mortal; Régis conduziu e rolou para a direita, para a chegada de Everaldo, que ficou sozinho frente a frente com Weverton, que cresceu e fechou o ângulo; a bola sairia em lateral mas Weverton se atirou nela para evitar  saída e começou a armar mais um ataque do Verdão. Incrível!

50'
Palmeiras

Bruno Henrique arriscou mais uma de fora, mas ela saiu à esquerda de João Ricardo.

53'
Palmeiras

Diogo Barbosa cruzou e Felipe Melo escorou, mas a bola saiu à esquerda do gol.

54'
Palmeiras

FINALMENTE GOL DO PALMEIRAS! Felipe Melo escorou uma bola levantada e a bola sairia pela lateral; Dudu se esforçou, evitou a saída, fez boa jogada e rolou para a chegada de Bruno Henrique, que bateu por baixo; João Ricardo deu rebote e Dudu disputou a bola com o goleiro, sofrendo pênalti, mas a bola sobrou para Felipe Melo que enfim a colocou nas redes da Chapecoense. O Allianz Parque explodiu.

55'

Não deu tempo para mais nada: a arbitragem encerrou a partida.





Fim de jogo

Depois de uma partida como esta, não temos que pensar em campeonato, em Flamengo, em nada. Uma vitória como esta deve ser saboreada em cada detalhe. São momentos como estes que vivemos no Allianz Parque que fazem o futebol ser o rei dos esportes.

É claro que lições devem ser tiradas. Nosso time precisa entender como agir diante de times fechados, uma das grandes deficiências desta temporada. Não adianta forçar passes em profundidade. Além disso, precisa aprender a controlar os nervos. E a torcida também.

Deyverson, ao que parece, esgotou a paciência do treinador. Saberemos se isso vai se confirmar na próxima partida, em Curitiba. Mas isso não importa muito agora, o mais importante neste momento é baixar a frequência cardíaca e tentar tirar o sorriso do rosto para mais um dia duro.

Pensando bem, deixa o sorrisão lá. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Chapecoense

GOL
João Ricardo
LAD
Márcio Araújo
LAE
Renato
ZAG
Douglas
ZAG
Amaral
ZAG
Gum
LAE
Bruno Pacheco
VOL
Elicarlos
MEI
Roberto
MEI
Camilo
ZAG
Maurício Ramos
MEI
Henrique Almeida
LAD
Régis
ATA
Everaldo
TÉCNICO
Marquinhos Santos

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Só pelo lance aos 48 do segundo tempo, quando defendeu um chute cara a cara e ainda salvou o lateral para armar nosso ataque, já valeu o jogo inteiro.
8
Marcos Rocha
Sem nenhum trabalho na defesa, lançou-se ao apoio e participou bem da pressão.
7
Luan
Na hora do abafa chegou até a virar ponta, mas se atrapalha um pouco com a bola no pé.
7
Gustavo Gómez
Nervoso, tomou um amarelo bobo.
6
Diogo Barbosa
Apoiou como gente grande, não se limitando a cruzar, mas também a finalizar - e o pé estava calibrado.
8
Felipe Melo
Um símbolo do que foi a vitória, com raça do começo o fim. Se lançou à frente desde o primeiro tempo, atuando com um segundo centroavante; na pressão final, teve a presença de estar no lugar certo e executou.
9
Bruno Henrique
Pode até estar devendo, mas sempre participa dos lances decisivos.
7
Gustavo Scarpa
Parece não entender o que o treinador pede. Abusou dos passes enfiados, arriscando e muitas vezes perdendo a posse da bola.
5.5
Raphael Veiga
Entrou de forma perfeita, acentuando a presença ofensiva, coordenando as jogadas e finalizando com qualidade.
7.5
Zé Rafael
Fez um bom primeiro tempo, encurtando a distância para os companheiros e prendendo bem a bola; mas o treinador não enxergou assim e preferiu sacá-lo no intervalo.
6.5
Willian
Entrou extremamente afobado no jogo, furando a bola e tropeçando nas próprias pernas. Quando se acalmou, melhorou um pouco.
6.5
Dudu
Mais uma vez cometeu erros na execução das jogadas, mas como não desiste nunca e é o líder técnico da equipe, acabou sendo fundamental no lance que decidiu a partida.
8
Deyverson
Ele é um bom menino. Muito gente boa.
6
Henrique Dourado
Na falta de Luiz Adriano, deve ser o titular, de maneira indiscutível. Parece não trazer a carga negativa que deixa o time ansioso. Mantém a calma dentro da área e arredonda as jogadas.
7.5
Mano Menezes
Mano Menezes
Tirar o Zé Rafael no intervalo foi uma decisão bem discutível, mas leu bem a parte final do jogo e a entrada do Veiga foi perfeita, possibilitando o massacre final que resultou na vitória épica. Um acerto pra consertar o equívoco.
7