1
X
0

Palmeiras x InternacionalCesar Greco

O Palmeiras venceu o Internacional no Allianz Parque por 1 a 0 e encerrou a triste sequência de 7 jogos sem vitórias. Com a volta de cinco jogadores ao time titular, o Verdão jogou com foco e tal combinação deu autoridade à exibição. O placar poderia ter sido mais dilatado.

A cerca de 40 dias da decisão da Libertadores, o elenco assim recupera a tranquilidade para seguir a preparação; terá alguns jogos para garantir o G5 no Brasileirão e principalmente para praticar novos movimentos táticos. A confiança e a esperança parecem estar de volta entre os verdes.

Primeiro tempo

2'
Internacional

Yuri Alberto recebeu na meia direita, puxou para dentro e bateu de canhota; Weverton pegou firme, sem problemas.

3'
Palmeiras

Luiz Adriano tocou rápido para a velocidade de Dudu na esquerda; ele entrou na área e cruzou; Veiga tentou o peixinho mas a bola passou, chegando no apoio de Marcos Rocha, que dominou e disparou – a bola tocou na trave esquerda de Marcelo Lomba e saiu.

10'
Palmeiras

Após jogada ensaiada de escanteio, a bola sobrou para Piquerez no bico da pequena área; o uruguaio tentou a finalização pelo alto e enfiou a sapatada na bola, mas ela subiu demais.

24'
Internacional

Após bola viva na pequena área do Inter em que Rony não conseguiu dominar, o Inter saiu em contra-ataque rapidíssimo; Yuri Alberto ficou com a bola dominada dentro da área e bateu cruzado, forte; Weverton fez grande defesa no canto esquerdo.

29'
Palmeiras

Rony foi lançado em velocidade na direita e cruzou por baixo; Dudu dominou na meia-lua e enfiou para Raphael Veiga, livre – e completamente na banheira.

30'
Palmeiras

Dudu acionou Luiz Adriano na meia-lua; o centroavante rolou para a chegada de Marcos Rocha, que bateu com força e direção; a bola desviou na zaga e saiu em escanteio, perigosamente.

32'
Palmeiras

Raphael Veiga cobrou falta da intermediária, direto para o gol; no meio do arco Marcelo Lomba fez a defesa firme.

40'
Palmeiras

Raphael Veiga arrancou pela direita e foi parado com falta por Johnny. O próprio camisa 23 bateu a falta, com violência, e ela saiu roçando a rede por trás do travessão, com muito perigo.

43'
Internacional

Na jogada ensaiada de escanteio, Taison recebeu na entrada da área e bateu com força, mas sem direção.

46'

Bráulio Machado, que deixou o Inter fazer as famosas faltinhas, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Os dois times voltaram dos vestiários sem alterações.

4'
Palmeiras

Em rápido contra-ataque, Rony cruzou buscando Luiz Adriano; a bola resvalou no braço aberto de Victor Cuesta e o árbitro marcou o pênalti. Na reclamação, Edenílson recebeu o cartão vermelho direto.

6'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Raphael Veiga cobrou o pênalti no ângulo direito e abriu o placar para o Verdão.

13'
Internacional

Yuri Alberto enfiou para a projeção de Moisés, que invadiu a área e finalizou; Luan desviou e a bola saiu batendo na rede pelo lado de fora.

20'
Palmeiras

Depois de roubada de bola no ataque, Marcos Rocha enfiou para Luiz Adriano, que tentou girar, deixou a bola escapar um pouco mas ainda conseguiu ligar com Dudu, que foi pra dentro de Sarabia e bateu cruzado – Lomba fez a defesa parcial e Luiz Adriano brigou na pequena área mas não conseguiu tocar para dentro. O bandeira, no entanto, anulou a jogada assinalando impedimento de Luiz Adriano no primeiro lance – erradamente.

24'

O Palmeiras trocou 3 peças: Breno Lopes, Gustavo Scarpa e Deyverson entraram; Luiz Adriano, Dudu e Raphael Veiga saíram.

25'
Palmeiras

Marcos Rocha  apoiou e enfiou para Rony, que bateu cruzado, de dentro da área; a bola desviou em Zé Gabriel e Lomba defendeu no reflexo; Deyverson ainda tentou aproveitar o rebote na pequena área mas chutou na rede, por fora.

26'
Internacional

Palacios tocou para Yuri Alberto, que se projetou nas costas de marcos Rocha e bateu cruzado, assustando Weverton.

34'

Patrick de Paula e Danilo Barbosa entraram nos lugares de Zé Rafael e de Felipe Melo.

36'
Internacional

Zé Gabriel bateu da intermediária, com força; a bola bateu na bunda de Danilo Barbosa e obrigou Weverton a espalmar para escanteio.

39'
Palmeiras

Gustavo Scarpa enfiou para o facão de Breno Lopes; a zaga rebateu e Deyverson tentou fazer o golaço de voleio, mas mandou na Superior Sul.

49'

O juiz encerrou o jogo e o Palmeiras chegou enfim à vitória.



Ficha Técnica

Internacional

Marcelo Lomba
Saravia
Heitor
Gabriel Mercado
Victor Cuesta
Moisés
Rodrigo Dourado
Johnny
Zé Gabriel
Edenílson
Taison
Maurício
Patrick
Palácios
Yuri Alberto
Diego Aguirre
TÉCNICO


Fim de jogo

Finalmente, depois de vários jogos patinando, o Palmeiras voltou a mostrar foco e qualidade técnica. A proposta tática de Abel foi adequada, com variações sutis que já podem indicar um caminho a ser trilhado até Montevideo.

Os laterais estiveram bem soltos, e sempre coordenados. Tanto Marcos Rocha quanto Piquerez subiram com vontade e foram importante na criação de situações de gol.

Dudu, Rony e principalmente Raphael Veiga estiveram muito ativos e a posse de bola do Verdão, quase sempre inferior à dos adversários, desta vez foi equilibrada – com a diferença que Marcelo Lomba passou por muito mais sustos que Weverton.

Tamanha consistência fez com que Abel só precisasse recorrer ao banco de reservas lá pela metade do segundo tempo – e só para fazer substituições de ordem física. E do ponto das substituições até o final do jogo, o time manteve o jogo sob controle e esteve mais perto de marcar mais gols do que de sofrer o empate.

O resultado tirou um fardo das costas de todos na Academia de Futebol. A fervura abaixou e, ainda com alguma margem de tempo, o time tem tranquilidade para seguir desenvolvendo o plano para o jogo que pode salvar a temporada.

Abel segue fazendo seu papel, que é treinar o time, e também o papel de dirigente, chamando para si a responsabilidade de tudo o que der errado. Enquanto isso, com a “missão cumprida”, engravatados planejam como sairão na foto do eventual tricampeonato da Libertadores. E assim seguimos, apesar deles. VAMOS PALMEIRAS!





  • Jogo bem jogado, foi pra cima mesmo tendo um adversário perigoso.

    Fez tudo certo mereceu a vitória.

    Mas… se é pra cornetar, que seja na vitória.

    Irrita demais o excesso de erros bestas depois de conseguida a vantagem. Acho essencial desenvolver e praticar aquele instinto de predador quando fareja sangue. Não deixar o adversário respirar e resolver a parada de vez.

    • Bem isso mesmo. Durante a pressão do Inter a impressão que ficava era de que o Palmeiras estava com um a menos, e não o contrário.

  • Jogo dificílimo para buscar uma recuperação, independente da fase dos clubes. Por outro lado oportunidade de ouro para espantar a negatividade . Torcida presente terá de ter muito dissernimento no tatto com o time hj. Dá Verdão, dois a um. Dá-lhe 🐷 ( lembrei da capa da Placar com o Jorginho carregando o porquinho).

    • Pelo que ouvi ele já teria condições de voltar caso fosse imprescindível, porém o DM preferiu poupá-lo pra menor risco de lesões até a final.