Luiz Adriano pode reencontrar sua única vítima no Brasileirão

Luiz Adriano comemora seu gol pelo Palmeiras contra a Chapecoense, durante partida válida pela segunda rodada do Brasileirão 2021, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Na temporada, Luiz Adriano foi às redes adversárias apenas três vezes

No próximo sábado, Luiz Adriano pode reencontrar sua única vítima no Campeonato Brasileiro. Sem marcar um gol há cem dias, o camisa 10 foi às redes pela última vez na vitória do Palmeiras por 3 a 1 sobre a Chapecoense, no dia 6 de junho, em jogo válido pela segunda rodada.

Desde então, o Verdão disputou 17 jogos no Brasileirão e o camisa 10 pouco apareceu. Neste período, foi titular em apenas uma oportunidade (contra SCCP), entrou no decorrer do jogo em outras quatro (América-MG, Red Bull Bragantino, Fortaleza e Flamengo) e por quatro vezes ficou como opção no banco de reservas.

No restante, não foi relacionado devido a uma lesão no joelho direito e também por ter contraído o novo coronavírus. Ao não entrar no confronto contra o Athletico-PR, no último dia 28, Luiz foi assunto na coletiva de Abel Ferreira, que explicou: “Ele está trabalhando bem para voltar à melhor forma após alguns problemas físicos”.

Além dos problemas físicos, o atacante também ganhou neste período um concorrente na posição: Deyverson. O camisa 16 retornou de empréstimo em junho e, por possuir características diferentes, chegou a ficar com a titularidade.

Sem a contratação de um novo atacante, holofotes se viram para Luiz Adriano

Luiz Adriano não possui as características de um “nove-nove”, tão pedido por Abel Ferreira. Entretanto, passada a janela de transferência e a confirmação de que o clube não irá ao mercado, as fichas de muitos torcedores novamente estão depositadas no camisa 10.

Artilheiro do Palmeiras na temporada passada (20 gols) e decisivo em jogos importantes, como as semifinais da Libertadores e da Copa do Brasil, Luiz vive o pior momento desde que chegou ao Verdão. São três gols marcados e três assistências distribuídas em 23 jogos na temporada, além de alguns pênaltis desperdiçados.

O atacante contabiliza 94 partidas e 30 gols anotados desde que chegou ao Palmeiras.