Abel analisa vitória e rasga elogios a Danilo e Dudu

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Ituano, durante partida válida pela quarta de final do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Em entrevista coletiva após o triunfo sobre o Ituano, Abel comentou também a campanha invicta do Palmeiras no Paulistão e rejeitou o favoritismo

Com gols marcados nos inícios de cada tempo, o Palmeiras venceu o Ituano por 2 a 0 e se classificou para a semifinal do Campeonato Paulista. Em entrevista coletiva ao final do jogo, o técnico Abel Ferreira revelou que a estratégia da equipe era começar a partida em cima do adversário.

“O gol muda o comportamento das equipes na partida. Entramos muito forte e essa era a nossa intenção. Não queríamos deixar o tempo passar. Queríamos imprimir um ritmo forte desde o começo e resolver o mais rápido possível. Após o gol [de Raphael Veiga], mantivemos o controle do jogo com bola, não criamos muito na primeira parte. Já no segundo tempo tivemos duas oportunidades flagrantes. Tenho que reconhecer que hoje tínhamos a obrigação de ganhar porque somos melhores”, declarou.

Apesar de não gostar de fazer comentários individuais sobre os jogadores, o comandante rasgou elogios ao meio-campista Danilo e ao atacante Dudu.

“Se eu mostrar os dados de GPS dele [Danilo] no treino, se eu mostrar a alegria dele com o grupo… mesmo quando o deixo de fora, ele está sempre feliz, é um menino feliz. E isso se traduz dentro de campo. Às vezes, temos jogadores de 18, 19 anos e que parecem ter 30; às vezes, temos jogadores de 30 que parecem ter 18. Ele tem uma maturidade competitiva acima da média pela idade que tem. Ele é um fora da caixa”, elogiou.

Sobre o camisa 7, prosseguiu: “Dudu está mais coletivo do que nunca. Está mais jogador do que nunca. Só hoje colocou três companheiros para fazer o gol. Isto é que é um jogador completo e moderno. Ele chegou e precisou de um período de adaptação, aprimorou a forma física. O segredo está no ‘sem bola’ e um exemplo é o Dudu: ataca, vence no 1 contra 1, cruza, mas também defende”.

Abel rejeita favoritismo ao Palmeiras no Paulistão

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Ituano, durante partida válida pela quarta de final do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Abel rejeitou também o favoritismo ao Palmeiras no Campeonato Paulista e afirmou que há “equipes com muito mais pressão para ganhar esse campeonato do que o Palmeiras”.

“Não [é favorito] porque há equipes que investiram mais que nós, que têm jogadores mais experientes que os nossos e têm treinadores mais experientes do que eu. Nossa prioridade não era o Paulista, era o Mundial e a Recopa. Só que uma coisa é certa: independentemente da competição, o Palmeiras entra para ganhar. O trabalho duro não garante vitórias, mas sem isso eu garanto que não teríamos chances de ganhar”, finalizou.

O Palmeiras espera pelo confronto entre SCCP e Guarani, que acontece na noite desta quinta-feira, para conhecer seu adversário na semifinal do Paulistão.