2
(6)
X
2
(5)

Pré-Jogo

Pré-jogo Flamengo x Palmeiras

Na manhã deste domingo, a Sociedade Esportiva Palmeiras enfrenta o Flamengo, em partida única que define o campeão da Supercopa do Brasil.

O clube carioca chegou à decisão por ter vencido o Brasileirão 2020. O Verdão, pela conquista da Copa do Brasil, há pouco mais de um mês, diante do Grêmio.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Luan Silva e Lucas Lima
Covid-19: Luiz Adriano

Abel Ferreira não dá pistas do time que pretende mandar a campo. O treinador terá à disposição quase todo o elenco, com as integrações de Gabriel Veron e Gabriel Menino, que voltaram de tratamentos. Danilo Barbosa, recém-contratado, também está à disposição.

Luiz Adriano teria condições de atuar, já que cumpriu o protocolo de Covid, mas a logística apertada e a falta de treinos durante a semana fizeram com que a comissão técnica desistisse de mandá-lo a campo.

Um possível time para esta decisão é Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Felipe Melo e Zé Rafael (Patrick de Paula); Gabriel Menino, Raphael Veiga e Willian (Wesley, Gabriel Veron ou Breno Lopes); Rony.

Flamengo

FlamengoUm rolo compressor – no campeonato carioca. É assim que chega o Flamengo para o jogo em Brasília. Mantendo a mesma base que já joga há um ano e meio, parece não haver mistério no time que entrará em campo.

Rogério Ceni, sem nenhuma preocupação em esconder o jogo, deve mandar a campo Diego Alves; Isla, Wilian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego e Gerson; Everton Ribeiro; De Arrascaeta e Bruno Henrique; Gabriel Barbosa.

Números

  • O Flamengo é o décimo adversário que o Palmeiras mais enfrentou na História, com 118 confrontos;
  • Ao todo, foram 46 vitórias do Palmeiras, 32 empates e 40 vitórias do Flamengo;
  • No estádio Mané Garrincha, foram 9 jogos e o Palmeiras ganhou 5, empatou 2 e perdeu 2 jogos;
  • Destes 9 jogos, dois foram contra o Flamengo, com uma vitória para cada lado;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

Eles são muito favoritos! Os principais sites de aposta pagarão, em média, para cada real aplicado:

FlamengoFlamengo: R$ 1,82
Empate: R$ 3,60
PalmeirasPalmeiras: R$ 4,50

No calendário

O Palmeiras já disputou 22 jogos no dia 11 de abril e venceu 13. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

Do lado de cá: Felipe Melo
Do lado de lá:
ninguém

Arbitragem

Leandro VuadenÁrbitro Principal:
Leandro Vuaden

Wagner RewayVAR:
Wagner Reway

Parpite

Abel Ferreira vive uma situação curiosa. Se o Palmeiras for derrotado, competitivo como é, ficará muito contrariado. Mas ganhará força em sua queda de braço com a diretoria em busca de um reforço no setor de ataque.

Por outro lado, em caso de mais uma conquista, será novamente galardoado e seu tamanho na História do clube aumentará ainda mais. Ao mesmo tempo, ao se mostrar capaz de tirar leite de pedra, perderá argumentos na exigência que faz por reforços, visando à sequência da temporada.

Obviamente, como homem de caráter, vai dar seu máximo e exigir que seus comandados suem sangue na decisão. Mas sua retidão de princípios não o deixa burro. Ele sabe que, ao vencer o troféu, estará se auto-sabotando. E talvez seja isso que o tem deixado tão irritado nas entrevistas.

O ideal seria que o Palmeiras conquistasse o troféu e que a diretoria, a despeito da enorme capacidade do grupo e da comissão técnica, fizesse o esforço que o cenário exige e trouxesse os reforços solicitados. A ver…

O jogo é totalmente imprevisível, mas o Palmeiras deve vencer no final, com um gol de Breno Lopes, após cruzamento de Rony. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

TV GloboGlobo

SportvSporTV

Pós-Jogo

Flamengo 2x2 PalmeirasCesar Greco

Palmeiras e Flamengo fizeram a decisão da Supercopa do Brasil agora há pouco em Brasília. Num grande jogo, as equipes empataram por 2 a 2 e decidiram o troféu nos pênaltis.

Depois de estar com 3 a 1 na frente e ter o quarto e quinto pênaltis à disposição para fechar a série, o Palmeiras desperdiçou as duas cobranças e, após mais quatro batidas de cada lado, o Flamengo chegou à vitória.

A despeito do resultado, foi um grande espetáculo proporcionado pelas duas equipes, e que só não foi melhor ainda porque a equipe de arbitragem foi um desastre completo.

Primeiro tempo

1'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Diego Alves, apertado por Rony, estourou para a frente; Felipe Melo se antecipou e escorou na direção de Raphael Veiga, que deu um drible de calcanhar em Wilian Arão, saiu na cara do goleiro e tocou no canto esquerdo, abrindo o placar.

16'
Palmeiras

Raphael Veiga enfiou para Rony na área; com pouco ângulo, ele tentou a conclusão cruzada mas Diego Alves pegou bem no canto direito.

17'
Flamengo

Diego chutou de longe; a bola desviou em Felipe Melo e Weverton desviou para escanteio.

17'
Palmeiras

Marcos Rocha puxou o contra-ataque; enquanto três jogadores chamavam a atenção da defesa. o camisa 2 entrou na área e tentou o chute cruzado; Diego Alves fez a defesa.

18'
Flamengo

Bruno Henrique foi lançado na direita, deu o passe de calcanhar para Isla que tocou para dentro, para De Arrascaeta, que chegou batendo – ele visou ao ângulo direito de Weverton, mas a bola saiu por cima.

22'
Flamengo

Gol do Flamengo – Filipe Luís recebeu de De Arrascaeta, entrou driblando na área, passou por Gustavo Gómez e chutou na trave direita; na sobra Gabriel Barbosa empurrou para o gol vazio.

28'
Palmeiras

Wesley puxou contra-ataque mortal; Breno Lopes entrou no facão, tirou de Diego Alves e tocou para o gol; Diego chegou no último esforço e salvou em cima da risca.

28'
Palmeiras

Na sequência do lance anterior, Breno Lopes pegou a sobra, o Palmeiras construiu nova chance com Veiga, que chutou da meia-lua buscando o canto esquerdo, mas Diego Alves defendeu de novo.

29'

Leandro Vuaden decidiu quebrar o ritmo do Palmeiras e parou o jogo para a reidratação.

38'

Abel Ferreira foi expulso por reclamação.

40'
Palmeiras

Raphael Veiga abriu na esquerda para Wesley, que deu o tapa e passou por Isla, que deixou o pé e fez o pênalti, marcado pela arbitragem. O VAR indicou que a falta foi fora da área; Raphael Veiga bateu no ângulo esquerdo e Diego Alves fez a defesa, espalmando a escanteio..

43'
Flamengo

Everton Ribeiro ganhou de Gustavo Gómez e enfiou para Gabriel, que deu o tapa na esquerda buscando Bruno Henrique; Marcos Rocha foi encoberto pela bola e o ponteiro ficou de frente com Weverton, tocando na saída do goleiro, que deu um tapa na bola com muito reflexo e salvou o Verdão.

48'
Flamengo

Gol do Flamengo – De Arrascaeta recebeu no bico da área, sob a marcação distante de Marcos Rocha; ele trouxe para dentro e bateu com muita precisão no canto direito, junto à trave.

49'
Palmeiras

Na jogada ensaiada de falta, Raphael Veiga bateu no canto direito e Diego Alves mandou a escanteio.

51'

Leandro Vuaden, horrível, mal intencionado, encerrou o primeiro tempo após seis minutos de acréscimo.


Segundo tempo

Felipe Melo e Zé Rafael deram lugares a Danilo e Gabriel Menino.

1'
Palmeiras

Wesley foi chegando pela direita, aproveitou o espaço e arriscou de fora; a bola “descaiu” e quase entrou no ângulo direito de Diego Alves.

2'
Flamengo

Filipe Luís  roubou e enfiou para Gabriel, que abriu para Everton Ribeiro e correu, recebeu de volta dentro da área e bateu por baixo; Weverton fez boa defesa.

9'

Gabriel Barbosa recebeu na meia-lua e tentou achar o ângulo direito de Weverton, mas mandou por cima.

13'
Palmeiras

Danilo roubou na defesa, ligou com Rony e correu; Wesley conduziu e tocou para Danilo, que driblou dois e tentou o arremate; Diego Alves pegou firme.

14'

Mayke entrou no lugar de Marcos Rocha; Gabriel Veron entrou no lugar de Wesley.

15'

Rony bateu escanteio da direita; Gustavo Gómez testou firme da marca do pênalti no rodapé direito; Diego Alves mandou a escanteio.

18'
Palmeiras

Mayke cruzou na área; Gabriel Veron testou consciente no ângulo direito, mas a bola saiu a um dedo do travessão.

24'
Flamengo

Gabriel tabelou com Gerson dentro da área e saiu na cara de Weverton, mas tocou para fora.

28'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Danilo lançou Rony, que entrou na área marcado por Rodrigo Caio, que puxou o camisa 7 pela camisa, obrigando Leandro Vuaden a marcar o pênalti. Raphael Veiga bateu no canto esquerdo e empatou o jogo.

29'

Leandro Vuaden parou o jogo para a reidratação.

32'
Palmeiras

Veiga bateu falta da esquerda; Luan testou e a bola saiu por cima, com perigo.

39'
Flamengo

Após bola viva, Vitinho recebeu na entrada da área e bateu com força, rasteiro; Weverton bateu na bola, que beijou a trave e voltou para suas mãos.

45'

Rony saiu para a entrada de Gustavo Scarpa. Breno Lopes virou centroavante.

48'
Flamengo

Gabriel aproveitou falha de Viña, entrou na área pela direita e bateu quase sem ângulo; Weverton defendeu e a bola ficou em cima da risca, metade para dentro. Mais um milagre de de nosso goleiro.

52'

Leandro Vuaden esticou o quanto pôde, mas não conseguiu fazer o Flamengo vencer e foi obrigado a encerrar o jogo. A decisão foi para os pênaltis.




Disputa de Pênaltis

Palmeiras

Flamengo

Raphael Veiga
De Arrascaeta
Gustavo Gómez
Filipe Luís
Gustavo Scarpa
Matheuzinho
Luan
Vitinho
Danilo
Gabriel Barbosa
Viña
João Gomes
Gabriel Menino
Pepê
Gabriel Veron
Michael
Mayke
Rodrigo Caio

Fim de jogo

O Flamengo pagou por seus erros individuais. O Palmeiras pagou por seus erros individuais e pelos da arbitragem, e aí está a diferença do jogo.

Com bola rolando, o Palmeiras foi melhor. Considerando o cenário do jogo, e a readaptação ao ritmo intenso do futebol de alto rendimento após as mini-férias, o desempenho de nossos jogadores foi admirável.

O Flamengo também jogou muito bem e o panorama da partida, mesmo em seus diferentes estágios, foi até que previsível.

O Palmeiras abriu o placar rapidamente num golaço de Raphael Veiga, e o que já era esperado, ficou evidente: o Flamengo com mais posse de bola e o Palmeiras encaixando ataques mortais com dois ou três toques. E nessa troca de ataques, brilharam os goleiros.

Quando houve falhas, elas não foram perdoadas – nem a saída errada de Diego Alves, nem o presente de Luan no pé de De Arrascaeta, nem a falta de decisão de Marcos Rocha e de Felipe Melo ao marcar o uruguaio. Falhas  individuais que acontecem num jogo deste tamanho.

Mas há jogadores que já estão sem nenhum crédito para falhar. Luan é um deles. A despeito de sua capacidade técnica, parece estar sob um nível de pressão acima do que pode suportar. Insistir em sua escalação no time principal parece uma temeridade.

No segundo tempo, o Palmeiras mostrou que também tem repertório para agredir com a bola nos pés. A entrada de Danilo mudou completamente o panorama tático e o Verdão foi senhor das ações por quase 40 minutos. Podia ter virado o jogo, sobretudo quando os dois treinadores precisaram, por questões físicas, recorrer a seus bancos – o nosso manteve a qualidade técnica em campo; o do Flamengo está nitidamente abaixo.

Mas nos minutos derradeiros, quando era de se esperar a execução final do Verdão, ocorreu uma inexplicável pressão dos cariocas, que o Palmeiras conseguiu neutralizar graças a Weverton, um goleiro espetacular, um extraterrestre.

Na decisão por pênaltis, como já se sabe, vale o emocional. E os dos dois times estavam em frangalhos. A diferença foi a malandragem de Diego Alves, que desconcentrou Danilo na quinta batida. Nosso jovem volante chutou na trave, mas o responsável foi o goleiro do Flamengo.

Mesmo sob tanta pressão, é inaceitável que nossos jogadores errem quatro de nove batidas, mesmo com um goleiro especialista e experiente do outro lado. Isto precisa ser corrigido. Faltou preparo emocional.

A arbitragem foi um capítulo à parte. O rigor de Leandro Vuaden com os cartões amarelos, dois aplicados a nossos jogadores em menos de 15 minutos, era esperado também para o outro lado. Ao contemporizar lances semelhantes, no entanto, Vuaden deixou cristalinas suas intenções.

O pênalti marcado, mas desmarcado no VAR por Wagner Reway, outro com histórico lesivo ao Palmeiras, aumentou a revolta no banco do Palmeiras.

Se nós, pela TV, percebemos a má intenção claramente, Abel Ferreira à beira do campo, percebeu muito mais. E não conseguiu se conter, caindo na armadilha do manhoso juiz gaúcho. E nosso comandante fez muita falta não estando à beira do campo.

O espetáculo foi de alto nível por parte dos jogadores. Não deixou nada a desejar a nenhuma grande liga europeia, onde os jogadores também cometem erros individuais.

Só temos que nos orgulhar de nossos jogadores, por toda a luta e entrega. Os erros precisam ser cobrados e corrigidos – pela comissão técnica, não pela torcida. A nós, só cabem palmas aos atletas que conquistaram três troféus e por isso estavam disputando mais este.

E se alguém já se esqueceu, quarta-feira tem mais um pra disputar. Enquanto isso, nossos rivais, bem definidos pelo Felipe Melo na véspera, não têm absolutamente nada para comemorar ou disputar. Vão secar de novo na quarta-feira. Então avanti e VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

0

R$ 0,00

N/D

Flamengo

Diego Alves
Isla
João Gomes
Wilian Arão
Rodrigo Caio
Filipe Luís
Diego
Matheuzinho
Gerson
Pepê
Everton Ribeiro
Vitinho
De Arrascaeta
Bruno Henrique
Michael
Gabriel Barbosa
Rogério Ceni
TÉCNICO

Disputa de Pênaltis

Palmeiras

Flamengo

Raphael Veiga
De Arrascaeta
Gustavo Gómez
Filipe Luís
Gustavo Scarpa
Matheuzinho
Luan
Vitinho
Danilo
Gabriel Barbosa
Viña
João Gomes
Gabriel Menino
Pepê
Gabriel Veron
Michael
Mayke
Rodrigo Caio

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Fez três milagres durante o jogo e ainda pegou dois pênaltis na decisão.
9.5
Marcos Rocha
Até a minha vó sabe que meter bola alta nas costas dele é negócio.
6
Mayke
Por falar na minha vó, ela teria batido o pênalti melhor.
6
Luan
Errou de novo. Já não tem condições de se manter no time titular.
4
Gustavo Gómez
Não podia tomar o drible do Filipe Luis.
5
Viña
Ficou preso pelo Isla. Aí não!
5.5
Felipe Melo
Fazia um excelente primeiro tempo até ficar pregado assistindo o De Arrascaeta fazer o segundo gol.
5.5
Danilo
Entrou para mudar completamente o panorama do jogo. Foi o dono do meio-campo. Mas não pode cair na catimba do goleiro.
8.5
Zé Rafael
Preencheu espaços corretamente, mas ainda longe de seus melhores dias.
6.5
Gabriel Menino
Se a lesão no tornozelo influenciou ou não, só ele sabe, mas não jogou nada e ainda brincou no pênalti.
4.5
Breno Lopes
Um ou outro brilhareco. Pouco, para uma final.
6
Raphael Veiga
Fez um golaço logo de cara e jogou de acordo com a proposta do time, sempre presente.
8.5
Wesley
Quebrando as linhas com facilidade, teria jogado mais não tivesse sido amarelado injustamente logo no início.
8
Gabriel Veron
Entrou e empurrou Filipe Luís para o campo de defesa, mas aos poucos o experiente lateral flamenguista voltou a crescer e o jogou para trás.
7
Rony
Abriu espaços, correu bastante e sofreu o pênalti.
6.5
Gustavo Scarpa
Entrou para bater o pênalti.
s/n
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Armou o time corretamente, mas caiu na provocação do juiz e acabou expulso infantilmente.
5





  • Dois pontos que julgo importantes:

    1) Alguém (talvez o Cebola) precisa ter uma conversa franca com o Abel e os outros portugueses da comissão, para explicar que o futebol brasileiro é um jogo de cartas marcadas, que todos nós conhecemos. Se ele ficar nessa de estourar com cada roubalheira, tomará vários ganchos no STJD (que também faz parte do esquema) e ficaremos sem nosso líder durante muitos jogos. É preciso ter malícia.

    2) É inacreditável que a diretoria não faça nem mesmo um protesto após a escolha do Vuaden para apitar um jogo tão importante. O correto seria fazer um escarcéu, não aceitar de jeito nenhum a escalação de elemento tão parcial e repugnante, que chegou a tirar fotos com a torcida adversária. A arbitragem tendenciosa era mais do que esperada.

    Quanto ao jogo, não tenho nada a acrescentar. Muitas palmas para todos, menos para o Luan.

  • Sinceramente não vejo o motivo para reclamação do juiz, único erro foi não dar um amarelo para o Diego no primeiro tempo.

    Abel exagera demais na reclamação precisa se controlar.

  • Parabéns ao nosso elenco, jogar com um a menos (o juiz jogando pro menguinho) não é fácil, as 11 da manhã, naquele sol, só temos que nos orgulhar. Agora, na quarta-feira, o que será que o Luan vai aprontar dessa vez?

  • Fiquei bem triste mas não fiquei tão puto, acho que se fosse contra um rival eu estaria cuspindo marimbondo até agora, achei que o time jogou muito bem até, e sempre envolvia a defesa dos caras chegando com muito perigo, perdemos nos pênaltis isso não é vergonha, mas tivemos duas penalidades pra ficar com o titulo e perdemos, e isso não engoli ainda.

    Quarta feira tem outra decisão, não temos que ficar remoendo essa derrota e nem dar ouvidos pra imprensa que vai fazer a parte dela e tentar conturbar o ambiente do Palmeiras, vamos em busca do primeiro titulo da temporada enquanto os rivais so restam secar.

  • Perder sempre é ruim, mas fiquei muito satisfeito pelo que o Palmeiras apresentou no jogo.

    Luan, já critiquei muitas vezes desde 2018, mas acho uma covardia o que fazem com alguns jogadores.

    Existiram vários erros no jogo, mas apenas o dele é lembrado.

    Luan é o nosso segundo melhor zagueiro no elenco…

  • Se o quarto pênalti fosse cobrado pelo Viña seriamos campeões, ja falei aqui uma vez, o Viña pega bem na bola, tem que ser um dos batedores de pênalti do time, colocar o fraco Luan nas 5 cobranças é pedir pra dar merda.

    • Concordo com você quanto à melhor qualidade da batida do Viña.

      Porém, o que deve ter feito a diferença é que Luan teria pedido para bater e o lateral, não.

    • Pensei a mesma coisa. Não só o Viña como o Verón também… Não deu pra entender o Luan em quarto e nem o Danilo (que nem é finalizador) ficar com a última cobrança.

  • Fizemos um bom jogo? Sim! Felipe Melo e Zé Rafael de titulares não dá! Qual a razão para o Abel insistir com eles? Podem compor elenco! Danilo, PK e G. Menino são titulares! O Abel precisa efetivar o G Menino na lateral direita. Marcos Rocha e Luan podem compor elenco, mas não como titulares. A minha sugestão para o time titular: Weverton, G Menino., G Gomez, Kuscevic/A Empereur/Renan, M Viña, Danilo, PK, Raphael Veiga, G Veron, L Adriano, Wesley.

    • Eh isso… exatamente isso…. o mais irritante eh saber que o Menino foi pra selecao como lateral direito e mesmo assim ficam improvisando posicao pra ele. Coloca ele justamente onde ele quer e onde estamos precisando!

  • Time jogou bem, jogo foi muito bom, de muitas chances para ambos lados, a única diferença que eu acho é que ambos gols dos urubus foram falhas muito claras nossas, principalmente o 1º gol deles (Luan mais uma vez foi decisivo em falha individual, embora nosso xerife GG tb tomou um come seco que não pode tomar), 2º gol deles muito espaço do MR. No todo fomos melhores e se houvesse algum vencedor por “mérito”, creio que deveria ser o Verdão, pois foi um pouco superior. Pênalti é complicado, tivemos as 2 chances de matar e não mantamos e acabamos sendo penalizados. Parte boa, realmente devemos brigar lá em cima em todos os campeonatos, parte ruim perder uma final para esse time nojento. Arbitragem nem precisa falar o quanto foi vergonhosa, mas já estamos acostumados infelizmente. Vamos Verdão que esse 2021 promete!!!!

    • Luciano, concordo com você! Sabíamos que o Vuaden faria o serviço de forma “suave” para não dar na cara! Prestem atenção no Zé Rafael e no Felipe Melo no lance do 2o gol do urubus, além é claro do M Rocha.

  • Infelizmente todo treinador tem aquele jogador que a torcida inteira sabe que é ruim e vai foder com o time, mas o treinador insiste em proteger e escalar o cara. Pior, ainda colocar pra bater o pênalti. Acorda Abel, Luan não dá mais!

    De resto, o time está de parabéns, jogou bem e caímos de pé. Bora pro próximo que quarta tem mais uma decisão.

  • Em jogos decisivos do Palmeiras temos 2 certezas: uma grande atuação do Weverton e uma falha decisiva do Luan. Esse Luan já deu…

  • Amigos, tava tão preocupado com esse jogo que acabei de acordar e achava que era mais tarde… vamos ver se a covid permite uma sequencia e a temporada começa de uma vez

  • Sempre que jogamos com felipe melo e zé rafael jogamos com 9. Será que o Portuga vai continuar insistindo até quando?

      • Não está não. Veja a diferença e melhora que o time teve com entrada do Danilo e do menino (mesmo este errando o penalti). Luan também é outro que só falha na hora H. Durante muitos anos não tinhamos reservas bons mas agora os meninos tem que ser titulares absolutos na minha opinião.

  • Jogamos contra um dos melhores times da América do Sul, no meio de outra decisão sendo que esta é a segunda partida do time titular no ano, e com uma arbitragem extremamente parcial.

    Vejo algumas diatribes muito injustas sendo vomitadas por aí. Luan e Marcos Rocha não deveriam ser titulares do time, mas também nunca fizeram corpo mole. O time fez uma partida muito digna.

    Quando se têm goleiros como Diego Alves e Weverton debaixo da meta, o jogador tem a obrigação de bater com força na bola, a menos que o nome do cobrador da penalidade seja Djalma Feitosa Dias.

    Por fim, espero que a diretoria reconsidere a contratação de novas peças para o TIME TITULAR. Não o fulaninho do Avaí ou o ciclaninho do Atlético de Sorocaba.

  • A trezentos e vinte anos sabemos que os tendões de Aquiles em termos de força mental do grupo são Marcos Rocha, Maike e Luan …. Seria bom que não fizessem parte do grupo. Resultado: dois deles pois tudo a perder, principalmente o fraco mental do Luan. De resto, o Palmeiras não deve nada ao Neverland .

  • Pra não ficar só na corneta, o time fez um jogo bastante honrado.

    Continuamos fortes, brigaremos por tudo.

  • Quando eu estava no ensino médio tinha um colega meio sem noção que jogava no gol. Ele era apaixonado por uma garota da nossa sala.

    Então, no intervalo de um rachão na escola no meio da tarde, a garota se aproximou e ele não perdeu a chance. Disse que iria defender um pênalti em homenagem à ela. O batedor: eu.

    Para dar uma força, disfarcei e apontei do dedo pro lado que iria bater, sem que a garota visse. Então bati fraco, a meia altura e quase no meio do gol. O moleque, claro, fez aquela ponte exagerada, digna de foto, e defendeu.

    Acho que essa é a ÚNICA situação em que é permitido bater pênalti dessa forma. Para um jogador profissional fazer isso em uma decisão, não há explicação.

  • Infelizmente perdemos, mas temos que valorizar um bom desempenho contra um time que sabemos que é forte. Poderíamos ter saído com a vitória no tempo normal e nos pênaltis também. E que melhora que o Danilo trouxe ao meio-campo, precisa ser titular. Pena que perdeu o penal, mas vida que segue. Este é o título de menor importância da temporada, então que sirva de experiência.

  • Se o cara não tem sede de ganhar, não dá para ficar no Palmeiras!
    Diretoria tem que resolver o Luan!

    • Ele é a imagem da derrota… Quando foi pro Pênalti disse: acabou pro Palmeiras. Quando depender de Luan em decisão, já era….. Mas o time mostrou muiiiita coisa boa.

  • Odeio corneta ANTES do jogo, mas repetir Zé Rafael e Felipe Melo, depois do baile que eles levaram do rápido ataque do Defensa, não me parece muito inteligente. O ataque mulambos é mais rápido ainda e tem muito mais categoria. Espero estar erradíssimo….

  • Só gostaria que, em caso de derrota, o Abel e a diretoria assumissem que o planejamento para o começo desta temporada foi ruim, ao invés de culparem a falta de ritmo ou as finais intercaladas. O time titular voltou a treinar há 3 semanas e ficou apenas 11 dias parado (já estavam de volta contra o s. bento dia 24/3, o abel preferiu um time com mais ritmo em vez de botar mais titulares) , ao contrário de tentarem junto à fpf marcar um ou dois jogos a mais do paulista no rio, (o que eu acho que não sofreria objeção), a diretoria preferiu deixar o time treinando e votou contra a tentativa de entrar na justiça contra o decreto do doria. Então, a justificativa de “começo de temporada” ou “5 dias de treino” é bem frágil e, se o time está “travado”, isso decorre também das nossas próprias escolhas.

  • Tentaria trazer Marinho ou Soteldo. Tiraria o German Cano do Vasco. Colocaria Gabriel Menino na posição em que ele é convocado pelo Tite. Todo mundo ficaria feliz! Imagine um Palmeiras: Weverton, Menino, Gomez, Luan, Vina, Danilo, PK, Veiga (ou Scarpa), Marinho, Wesley, Luiz Adriano.

    Se a diretoria trouxer dois ou três jogadores pontuais, o Palmeiras não vai ter mais espaço na camisa para tanto patch.

  • Parpite alternativo e saudosista: um gol de Rony, um de Wesley vindo do banco, um de Viña e outro de Gabriel Menino vindo do banco.

    #VamosPalmeiras