1
X
3

29/10/2020 - 19:00

Pré-Jogo

Pré-jogo Bragantino x Palmeiras

Na noite desta quinta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras enfrenta o Red Bull Bragantino, na partida de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil.

Ainda à procura de um técnico, o Verdão entra no primeiro mata-mata de verdade da temporada em trajetória de recuperação: depois de quatro derrotas seguidas, o time de Andrey Lopes vem de duas boas vitórias.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Luan Silva, Esteves e Marcos Rocha
Convocados: Gabriel Veron e Danilo

Andrey Lopes tende a manter o esquema com dois pontas abertos, que venceu as duas últimas partidas com oito gols marcados e nenhum sofrido. Gabriel Menino deve ser mantido na lateral e Zé Rafael terá uma nova chance de achar o melhor posicionamento jogando mais uma vez ao lado de Patrick de Paula.

Gustavo Gómez, que estava suspenso no Brasileirão, volta a ter condições de jogo e o time que deve entrar em campo é Weverton; Gabriel Menino, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Viña; Patrick de Paula e Zé Rafael; Rony, Raphael Veiga e Wesley; Luiz Adriano.

Bragantino

Red Bull BragantinoDez jogos depois do confronto pelo Brasileirão, o Bragantino volta a enfrentar o Verdão. O técnico Maurício Barbieri, estreante naquela partida, já tem mais conhecimento sobre o elenco e já conseguiu tirar o time da zona de rebaixamento. Alerrandro, Matheus Jesus, Vitinho e Wesley, lesionados, são os desfalques.

O time de Bragança não perde há três jogos e deve manter o time das últimas partidas: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Ryller e Raul; Artur, Claudinho e Bruno Tubarão; Ytalo.

Números

  • Em 43 jogos desde 1935, o Palmeiras tem ampla vantagem: 25 vitórias, contra 9 derrotas e outros 9 empates;
  • Como visitante, a vantagem do Verdão é de 2 vitórias: 10 contra 8; houve ainda 4 empates;
  • Os dois clubes nunca se enfrentaram pela Copa do Brasil;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

No calendário

A data é boa: o Palmeiras já disputou 22 jogos no dia 29 de outubro e venceu nada menos que 15 vezes. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

Do lado de cá: ninguém
Do lado de lá:
Artur

Arbitragem

Jean Pierre Gonçalves LimaÁrbitro Principal:
Jean Pierre Gonçalves Lima

Daniel Nobre BinsVAR:
Daniel Nobre Bins

Parpite

Mata-mata é diferente. Os dois times sabem que nada se decide agora e não devem se atirar à frente. Depois de um primeiro tempo morno, os gols sairão no segundo tempo: 2 a 1 para o Verdão, com gols de Willian e Patrick de Paula. E que venha a decisão na semana que vem. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

SportvSporTV

PFCPFC

Pós-Jogo

Bragantino 1x3 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

Com um primeiro tempo primoroso – talvez os melhores 45 minutos da temporada – o Palmeiras abriu uma excelente vantagem contra o Bragantino, nas oitavas-de-final da Copa do Brasil.

Os três gols nos primeiros trinta minutos mostraram um time absurdamente equilibrado entre defesa e ataque, conseguindo um encaixe perfeito com a proposta do Bragantino.

Não chegou a ser uma total surpresa a queda de rendimento no segundo tempo depois de abrir três gols de vantagem. Uma pena o gol sofrido, que mantém o confronto mais que aberto. Mas qualquer palmeirense toparia, antes do jogo, fechar um placar de 3 a 1 fora de casa.

Primeiro tempo

1'
Palmeiras

Raphael Veiga bateu escanteio da esquerda e Zé Rafael testou no canto esquerdo, sem muita força, e Cleiton pegou firme.

3'
Palmeiras

Rony foi lançado em velocidade pela direita, bem aberto; ganhou na velocidade de Edimar e tentou um chute cruzado, sem nenhum ângulo – a bola saiu pela lateral.

5'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Wesley recupera a bola no campo de defesa, limpa a jogada e toca para Zé Rafael, que avançou pela esquerda, ganhou da marcação, entrou na área e tocou para trás, para a chegada livre de Raphael Veiga, que fuzilou de direita; a bola desviou na zaga e matou Cleiton. Luiz Adriano puxou os dois zagueiros e deixou Veiga livre.

8'
Red Bull Bragantino

Artur bateu escanteio da direita; Ytalo, livre no primeiro pau, testou firme mas a bola saiu por cima. Falhou nossa zaga, pelo alto.

17'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Felipe Melo lançou longo, Wesley partiu em velocidade, ganhou de Ligger na corrida e soltou uma bomba, vencendo Cleiton.

O Palmeiras controla o jogo com tranquilidade, muito bem postado na defesa e aproveitando o inesperado espaço dado pelo adversário.

27'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Weverton repôs para Raphael Veiga, que colocou rápido Rony para correr; o cruzamento veio por baixo; Léo Ortiz cortou mal e Luiz Adriano pegou a sobra para fazer o terceiro.

32'
Palmeiras

Contra-ataque velocíssimo do Verdão após roubada de bola na defesa; Rony fez a jogada individual e bateu cruzado, sem perigo. Foi egoísta, já que tinha dois companheiros fechando pelo meio.

35'
Red Bull Bragantino

Bola na área do Verdão; Artur ajeitou e Lucas Evangelista bateu de primeira, sem perigo – a bola saiu à esquerda de Weverton, que estava inteiro na jogada.

39'
Red Bull Bragantino

Escanteio cobrado pela esquerda; Ryller testou no chão e Weverton fez uma enorme defesa; no rebote, Bruno Tubarão estava inteiro para diminuir mas Zé Rafael esticou a perna por trás e desarmou o atacante.

41'
Palmeiras

Rony abriu para Gabriel Menino que cruzou no primeiro pau; Luiz Adriano subiu livre, mas errou a cabeçada.

48'

Ótimo primeiro tempo do Verdão.


Segundo tempo

1'
Red Bull Bragantino

Bruno Tubarão arriscou de fora da área, no meio do gol, tranquilo para Weverton.

O Bragantino avançou ainda mais as linhas e o Palmeiras permitiu. Verdão passou a apostar só nas transições rápidas.

10'
Palmeiras

Gabriel Menino acionou Rony, que entrou na área, balançou na frente do marcador e bateu forte, na rede por fora. Mais uma vez, foi egoísta.

16'
Red Bull Bragantino

Falta de Felipe Melo em Claudinho na meia-lua, frontal. Artur tentou o ângulo direito, mas a bola resvalou na barreira e foi a escanteio.

22'
Palmeiras

Depois de escanteio para o Bragantino, o contra-ataque foi muito veloz com Rony, que desta vez tentou o passe para Wesley, quando o melhor seria o passe atrás para Raphael Veiga – ou até mesmo ir para a finalização.

26'
Red Bull Bragantino

Depois de bola aérea, Léo Ortiz conseguiu a testada na segunda bola, mas Weverton pegou firme.

27'

Willian e Lucas Lima entraram nos lugares de Rony e Raphael Veiga.

28'
Red Bull Bragantino

Luis Phelipe recebeu de Claudinho na meia esquerda e bateu da entrada da área, cruzado, mas Weverton foi no rodapé e deu um tapinha, mandando para escanteio.

30'
Red Bull Bragantino

Morato achou Jan Hurtado livre dentro da área; o venezuelano demorou um pouco e deu a chance para que Lucas Lima fizesse o desarme salvador.

37'
Red Bull Bragantino

Gol do Bragantino – Hurtado recebeu na meia-lua e bateu forte no canto direito – Weverton ainda raspou na bola mas não conseguiu fazer a defesa.

38'

Ramires entrou no lugar de Luiz Adriano.

43'

Gustavo Scarpa entrou no lugar de Wesley.

49'

Jean Pierre Gonçalves Lima, que apitou direitinho, encerrou o jogo quando o Bragantino já ameaçava fazer o segundo.





Fim de jogo

O Verdão foi um time muito focado no primeiro tempo, que aproveitou muito bem a proposta de jogo kamikaze do time da casa. O espaço na frente da zaga observado no jogo anterior sumiu com a entrada do Felipe Melo e o posicionamento perfeito de Zé Rafael.

A saída veloz, sem enrolação, aproveitou bem as velocidades de Rony e Wesley, que deitaram na defesa do Bragantino, que teve os dois laterais amarelados ainda no primeiro tempo.

A execução das jogadas também foi perfeita, e os 3 a 0 da metade inicial foram só um reflexo natural de tamanha superioridade.

A coragem do Bragantino no segundo tempo foi recompensada. Talvez cansado; talvez um tanto desconcentrado, o Palmeiras aceitou o avanço ainda maior do time da casa, e o gol sofrido até que demorou para sair.

Fez falta mais uma opção de velocidade no segundo tempo; Willian não teve chance nem de disputar uma corrida. O elenco precisa de mais alternativas.

Mesmo sabendo que poderíamos ter matado o confronto, fica uma ótima sensação. Os jogadores demonstraram que tinha de onde tirar jogo, faltava alguém que entendesse as maneiras e fizesse o time dar liga. Andrey Lopes, assim, às vésperas do anúncio do novo treinador, vira uma espécie de “Jorginho II”. Que essa sombra não atrapalhe o próximo técnico.

Estamos vivíssimos na temporada. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Red Bull Bragantino

Cleiton
Aderlan
Léo Ortiz
Ligger
Edimar
Ryller
Lucas Evangelista
Uillian Correia
Artur
Morato
Claudinho
Cuello
Bruno Tubarão
Luís Phelipe
Ytalo
Jan Hurtado
Maurício Barbieri
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Boas defesas em momentos delicados do jogo.
7
Gabriel Menino
Depois de um ótimo primeiro tempo, foi um dos que mais se desligou no segundo.
7
Luan
Na direita ele se garante. Cometeu pequenos erros que não comprometeram.
7
Gustavo Gómez
Partida comum do Gustavo Gómez é 7,5.
7.5
Viña
Um tanto preso, talvez preocupado com as descidas de Artur.
6.5
Felipe Melo
Conhece tudo do setor. Aparentemente com o físico em ordem, não deu chances para o Claudinho e ainda descolou um lançamento para gol.
8
Zé Rafael
Posicionamento defensivo perfeito, botes precisos e no tempo certo, e presença no ataque - como convém a um meiocampista moderno.
8.5
Rony
As jogadas individuais erradas mostram que ele ainda está em busca de gols para ter confiança. Então vamos dar moral, mesmo com tantas decisões erradas.
7
Willian
Atacante que entrou no momento em que o time não atacou nem um pouco.
s/n
Raphael Veiga
Muito bem posicionado nas transições ofensivas, agiu rápido, não cadenciou nem enrolou, e foi decisivo.
8
Lucas Lima
De todos os que entraram, foi o que mais participou defensivamente do jogo - e bem.
6
Wesley
Com personalidade e confiança, vai se fixando entre os titulares. Partidaço.
8
Gustavo Scarpa
Deixa pra lá aquela caída de bunda né...
s/n
Luiz Adriano
Fundamental para abrir espaços no primeiro gol; oportunista e certeiro no terceiro. É NOVE-NOVE sim senhor.
8
Ramires
Só fez número.
s/n
Andrey Lopes
Andrey Lopes
Conseguiu o encaixe perfeito no primeiro tempo e criou uma euforia avassaladora nas redes sociais. Talvez tenha faltado o apetite pra definir o confronto no segundo tempo - deu margem para manter o confronto aberto.
8





  • Luan e GG se entendem muito bem na zaga, FM como volante rende mais e ainda ficamos com um a mais para o jogo aéreo. O problema é que não temos mais uma zaga reserva de confiança, insisto que vender o VH foi uma grande lambança, vai fazer muita falta nesta temporada.
    Nosso meio campo precisa melhorar a marcação.
    No ataque temos várias opções que o Cebola tá sabendo usar muito bem agora. Mas ainda falta outro 99 assim como um LE, já que o Viña está sobrecarregado.
    Felizmente o time vem rendendo mais, confesso que 15 dias atrás estava preocupado com nossa permanência na série A.

  • Pensei que no segundo tempo o Palmeiras ia guardar pelo menos mais um, mas 3×1 fora de casa num mata-mata é o sonho de qualquer um, o confronto ainda esta em aberto sim, mas estamos com um pé e meio nas quartas de final, temos a vantagem do empate e podemos perder até por um gol de diferença, e vamos decidir em casa.

    Estou confiante nessa copa do brasil, temos um bom elenco que pode dar um caldo num mata-mata nacional assim, e com uma pitada de sorte e raça pode ir longe.

  • Interessante que esse período como zagueiro parece que transformou FM em um volante melhor. Mas é só um jogo, né? Veremos…

    Já o Menino não costuma dar essas vaciladas. Quem faz isso em quase todos os jogos – entregar bolas para os meias adversários antes do meio campo – é Danilo, a despeito do seu bom potencial.

    Cometer estas bobagens em um mata-mata contra um rival duro pode ser fatal. Que o pessoal mais cascudo (Weverton, Gomes, FM, Ramires) fique no pé dos moleques, não deixando que eles esqueçam disso por um minuto, sequer.

  • Não é empolgação, e sim perceber que estamos no meio de um “reencaixe”, com técnico interino, e que mesmo logo após uma crise, tivemos o melhor resultado dos grandes na Copa do Brasil, e fora de casa. É mata-mata, não tem jogo fácil, nem “adversário fraco”, basta olhar pros outros e para uma parte de nosso próprio retrospecto. Gostei muito sim.

  • O time parece estar finalmente se entrosando. A fixação do Gabriel Menino na lateral direito tem muito a ver com a melhora do time em geral. Como joga fácil.
    O mesmo entrosamento parece estar acontecendo com nosso ataque. Com Veiga participativo, com pontas corredores e Luiz Adriano finalmente voltando à forma física. E o Wesley? Quando passou a afobação, começou a finalizar com precisão e maestria. Tem tudo para ir longe. Se o Veron já estivesse no mesmo nível, nosso ataque seria imparável.
    O time está crescendo num momento crucial na temporada. Que o novo técnico saiba dar andamento ao encaixe, porque, se marcar muito, a sombra do Cebolismo vai ser sempre grande nas alamedas.

    • Não sou contra essa ideia, mas pegando experiências de outros times, geralmente o interino funciona até os jogadores se acomodarem novamente, pois geralmente a diferença nesses casos não é a mudança de técnico, mas sim o sentimento de prestígio e liberdade maior dos jogadores. O Andrey está fazendo o básico. Gosto disso, mas só isso não basta para ser campeão. Se repararem, o Palmeiras quando recebe pressão é um time que não sabe o que fazer com a bola. Só ficar dando chutão pro contra-ataque contra times bem armados é fazer mais do mesmo. O Palmeiras não sabe propor o jogo e isso é preocupante. Que venha um técnico pra construir um time e não dizer o que é óbvio.

    • Lembra do Valentim? Era o mesmo coro para dar chance para o auxiliar que ganhou alguns jogos em sequência. Bastou alguns tropeços e o coro mudou para “estagiário”. Até agora perdemos para o time melhorzinho que enfrentamos e ganhamos 3 jogos de times fracos.

  • Nosso elenco é qualificado.

    O que é realmente necessário é que o comando — geral e técnico — exerça propriamente seu papel pra liderar o grupo, organizar o jogo e extrair o máximo que o elenco pode oferecer.

    Concordo com o amigo Parmerozzo em sua avaliação do Rony. Eu não o vejo como tecnicamente ruim. Há registros importantes de sua carreira que demonstram sua técnca e sua habilidade.

    Penso que ele tem de receber uma atenção pra se tranquilizar e conseguir repetir com nossa Camisa as coisas boas que ele já fez.

    O próprio Carlos Eduardo — tão estigmatizado por aqui — mostrou no jogo passado do Athletico que tem virtudes e que pode entregar coisas boas.

    #VamosPalmeiras

  • Pegamos adversários fracos, é verdade. Mas será que qualquer outro treinador vai fazer algo diferente do que o Andrei está fazendo? Daqui para o final do ano, tem jogo de meio e final de semana e estamos no meio das competições.

    Talvez um ou dois reforços pica vão ajudar mais do que um treinador gringo recebendo mais de um milhão por mês.

    • A torcida do Palmeiras é única. Acabamos de presenciar a pré corneta: o técnico novo nem fechou e já é cornetado pelo salário.

  • Gostei muito do Felipe Melo, é um jogador muito técnico, sem dúvida.

    Uma pena já na não ter o mesmo vigor físico de tempos atrás.

    Mas para determinadas situações de jogo ele ainda será muito útil para a equipe…

  • Olha, não achei que jogou tão maravilhosamente bem mas são opiniões né? Na real, gostei mesmo do banco para o Patrik de Paula, tava merecendo. Gabriel Menino precisa jogar com mais SERIEDADE, porra o passe que ele errou no gol dos caras é BRINCADEIRA!!! Qualquer um teria feito o 4 gol no lugar do Rony que é HORROOOOOOOSO, não da, que azar demos novamente. Mas estamos vivos, acredito na classificação e AVANTI PALESTRA!!!!

  • Time surpreendeu positivamente. Que primeiro tempo. Também achei que o RB veio com linha alta para pressionar o palmeiras. Não pressionou e ainda pagou caro por isso. Luxa não sabia nem contra atacar. Incrível. Parecendo o curioso caso de benjamin button. Segundo tempo teve horas que recuou demais e tomou uma pressão. Qdo o jogo já estava morno o GM me faz aquilo. Time mostrou que ta vivo. Parabéns

  • O Rony é péssimo. Espero que ele queime minha língua e logo, mas é incrível a capacidade dele em sempre fazer as decisões erradas. No fim, quando dá certo, é porque ele errou, como aconteceu no terceiro gol.

      • Sim, Márcio. Eu e meus amigos falamos a mesma coisa. Ele não é só ruim, ele é burro mesmo. Ele sempre acerta o que ele pensou. Problema é que ele pensa errado.

    • Ruindade e burrice são coisas bem distintas. Ruindade está ligada ao nível técnico, isto é, o sujeito que não sabe dominar, chutar, passar, cruzar, marcar, etc. Burrice é questão de inteligência e percepção mesmo, ou seja: tomadas de decisão, posicionamento, etc. O caso do Rony eu acredito que seja um pouco do segundo misturado com a ânsia de corresponder às expectativas e dar adeus à má fase.

      É incrível como ele e o Wesley criam as mesmas coisas, aparecem nos mesmos tipos de oportunidades e têm o mesmo perfil agudo e agressivo, mas os resultados são absurdamente distintos, hehuaheu.

      • Não tem como discordar nem da “burrice” e nem da falta de qualidade. Os dois últimos passes dele pra gol foram erros. Incrível como ele chuta quando é pra passar e passa quando é pra chutar, mas uma coisa é inegável: ele erra praticamente todas. Vontade e correria não fazem um bom jogador de futebol, isso é fato. Essa vaga é do VERON. Vamos esperar.

    • Era meio óbvio, de fato, que o rendimento no segundo tempo cairia, mas não dá pra dar tanta sopa pro azar como o Palmeiras deu seja não matando de vez com o 4º gol ou errando lances bobos na intermediária e que renderam contra golpes perigosos, isso não existe. Se fosse contra um time como os Urubus, por exemplo, era certeza de tomar empate.

      No mais, partidaça do time, especialmente do Felipe Melo e do Zé Rafael. Wesley não tem nem o que falar, elogiar esse cara tem sido chover no molhado ultimamente.

      Agora o que eu queria saber de verdade é onde entra o dedo do técnico e onde entra a postura dos jogadores. Não é possível que o time tenha desaprendido a jogar futebol tão rapidamente com o Luxa e reaprendido ainda mais rapidamente com o Cebolismo.

      • Concordo plenamente com vc cara! Esses erros bobos devem ser corrigidos, antes era o Patrik de Paula e agora o Gabriel Menino, não dá pra vacilar assim. Fora o gol que o Rony perdeu…sobre o dedo do técnico, ao meu ver o Luxa perdeu o vestiário lá no jogo do Botafogo e depois só piorou. Ele tem essa mania de querer fazer os caras jogarem fora de posição. O fato é que ao meu ver os jogadores derrubaram o Luxa porque viram que não existia comando no clube e nem no futebol…

        • Com o Luxa não pareceu perda de vestiário não Marcio, aparentemente ele só virou um terraplanista do futebol mesmo e fala mais do que sabe treinar