Decisivo, Raphael Veiga iguala temporada mais artilheira no Verdão

Raphael Veiga comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Flamengo, durante partida final da Libertadores 2021, no Estádio Centenário.
Cesar Greco

Palmeirense de criança, Raphael Veiga foi o autor do primeiro gol da equipe contra o Flamengo

O tricampeonato da Libertadores do Palmeiras começou a ser construído logo nos primeiros minutos do confronto diante do Flamengo, com o meia Raphael Veiga indo às redes. Com esse tento, o camisa 23 chegou a 18 gols na temporada e igualou seus números de 2020/2021, que foram os melhores da carreira até então no quesito.

Na temporada passada, o meia marcou 18 vezes em 57 partidas (média de 0,31) e foi o segundo maior goleador da equipe, atrás de Luiz Adriano (20); enquanto na atual, a mesma quantidade de gols ocorreu em 51 duelos (média de 0,35) e, atualmente, o meio-campista é o artilheiro do time, à frente do segundo colocado Rony, que anotou 12.

Nesta edição da Libertadores, além do gol na finalíssima, Veiga também fez tentos importantes contra a Universidad Católica no Chile, pela fase de oitavas-de-final, e diante do SPFC no Allianz Parque, nas quartas.

“Foi uma jogada muito trabalhada. A construção pela direita com o Mayke chegando no fundo e conseguindo me achar no meio da área. Fui feliz na finalização e só tenho a agradecer a todos. Com certeza foi o gol mais importante da minha vida”, comentou o jogador, sobre o lance.

Palmeirense desde a infância, o atleta, que nunca desperdiçou um pênalti pelo Verdão, tem 162 partidas pelo clube, 43 gols marcados e quatro títulos conquistados.

“[Conquistar duas Libertadores pelo Palmeiras] sensação única, é inexplicável. Já estive do lado da torcida, agora posso jogar e ajudar de outra maneira. Fico feliz não só pelo gol, mas por duas Libertadores no mesmo ano. Ninguém vai fazer isso em anos e anos. Estou muito feliz mesmo. Eu não sei explicar essa sensação, esse momento, essa alegria. Só quero comemorar”, disse.

Raphael Veiga precisou de paciência para render no Palmeiras

Contratado junto ao Coritiba em 2017, como uma das revelações do Brasileirão de 2016, Raphael Veiga precisou de tempo para conseguir render no Palmeiras. Em seu primeiro ano, atuou pouco e acabou sendo emprestado ao Athletico-PR na temporada seguinte.

Quando retornou em 2019, apesar de estar mais maduro e ser uma peça frequente das escalações de Luiz Felipe Scolari, o meia ainda não conseguia repetir as atuações que o fizeram ser contratado.

A história começou a mudar no final do ano passado, com a chegada de Abel Ferreira. Com o comandante, o meia tornou-se a principal peça ofensiva da equipe, jogando tanto centralizado ou aberto. Por conta disso, foi eleito o melhor jogador da Copa do Brasil 2020. São 28 gols anotados desde que a comissão técnica portuguesa desembarcou no Brasil.

Aos 26 anos, Raphael Veiga tem contrato com o Palmeiras até o final de 2024.

  • Discordo de “Quando retornou em 2019, apesar de estar mais maduro e ser uma peça frequente das escalações de Luiz Felipe Scolari, o meia ainda não conseguia repetir as atuações que o fizeram ser contratado.” Ele teve meses muito bons no começo do Brasileirão, antes da maldita parada. Ele e o Zé Rafael deram show.