5
X
0

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Bolívar

Na noite desta quarta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe o Bolívar, em partida válida pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores da América.

Ao Verdão, basta um empate para garantir a classificação à próxima fase. Mas além de tentar vencer por vantagens no mata-mata, o time precisa de uma boa exibição para, novamente, colocar água fria na ebulição causada pelos últimos irritantes empates.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Lesionados:
Gabriel Veron, Luan Silva e Esteves
Suspensos: ninguém
Poupado: Luiz Adriano

Pendurado: Gabriel Menino

Luxemburgo tem duas baixas após o último jogo: Luiz Adriano voltou a sentir a coxa e será poupado; Gabriel Veron, que recebeu um forte pisão no tornozelo esquerdo, vai tratar a lesão. Rony fez mais um jogo abaixo da crítica e Wesley pode ganhar nova chance.

Com isso, o ataque vai ser modificado mais uma vez e o time deve entrar em campo com Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Viña; Patrick de Paula e Gabriel Menino; Lucas Lima, Zé Rafael e Wesley; Willian.

Bolívar

BolívarO treinador do Bolívar, Claudio Vivas, declarou que só tem a vitória como alternativa no jogo desta quarta-feira, já que o jogo entre Tigre e Guaraní acontecerá só na quinta-feira – um tropeço dos paraguaios poderia dar ao Bolívar até o direito de empatar.

Para tentar a vitória, o técnico argentino precisará lidar com dois desfalques: Luís Gutiérrez e Jorge Flores estão lesionados. Entram em seus lugares, respectivamente, o estreante Haquín e Roberto Fernández.

Com isto, o time que deverá entrar em campo no Allianz Parque é Rojas; Bejarano, Jusino, Haquín e Roberto Fernández; Machado; Vaca, Saavedra, Arce, Rey; Riquelme.

Números

  • Os dois times já se enfrentaram cinco vezes, com duas vitórias para cada lado e um empate;
  • Na única vez em que se encontraram na capital paulista, em 1995, deu Verdão: 3 a 0;
  • Pela Libertadores, será o quarto confronto: o Verdão venceu duas vezes e o Bolívar ganhou uma;
  • O Bolívar já veio ao Brasil 12 vezes para jogar pela Libertadores: perdeu 10, empatou uma e venceu uma vez (vitória por 2 a 1 sobre o Athletico-PR em 2002).

No calendário

O Palmeiras já disputou 21 jogos no dia 30 de setembro e tem ótimo retrospecto: 14 vitórias. Veja a lista completa clicando neste link.

Arbitragem

Leodán GonzálezÁrbitro Principal:
Leodán González

Parpite

Pela terceira vez em pouco mais de dois meses, o Palmeiras esgotou a paciência de seu torcedor. E nas duas vezes anteriores, o time respondeu com grandes atuações. Em ambas, ameaçou engatar sequências promissoras, mas voltou a oscilar.

Diante deste retrospecto, o mínimo que podemos esperar hoje é mais uma atuação bem acima da média; uma estratégia agressiva e os jogadores extra-motivados para darem mais uma resposta no campo.

Quem deve pagar por isso é o Bolívar: dá Verdão: 5 a 0, com gols de Willian (2), Zé Rafael, Viña e Wesley. O que virá depois, ninguém sabe. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Fox SportsFox Sport

Pós-Jogo

Palmeiras 5x0 BolívarCesar Greco/Ag.Palmeiras

Hoje todo mundo dorme feliz – ou quase todo mundo. Conforme o previsto no pré-jogo, o Bolívar pagou o pato e o Verdão enfiou uma sacolada para, mais uma vez, esfriar a ebulição em torno de Vanderlei Luxemburgo.

Além da classificação em primeiro lugar, a vitória por 5 a 0, com momentos de brilho intenso, deu ao Verdão a primeira colocação provisória de toda a fase de grupos, faltando ainda uma rodada para o fim da fase.

 

 

Primeiro tempo

3'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! A jogada nasceu de um toque de primeira de Marcos Rocha; que ligou com Rony em profundidade; ele cruzou por baixo no segundo pau e Wesley escorou sem goleiro, mas errou de forma bizarra; felizmente Willian estava bem colocado e corrigiu a rota, colocando no fundo do gol.

10'
Palmeiras

Wesley roubou a bola na frente e enfiou para Rony, que foi ao fundo; em vez de tentar o centro na área, ele deu o tapa para a chegada de trás de Veiga, que apontou e disparou, mas a bola saiu por cima.

14'
Bolívar

Rey bateu da intermediária; a bola veio forte e serpenteou na frente de Weverton, que teve reflexo para rebater e salvar o Verdão.

16'
Bolívar

Rey enfiou da direita num buraco na área; Emanuel chegou antes que Felipe Melo e emendou, mas não pegou muito bem na bola; Weverton, bem colocado, evitou mais uma vez o gol boliviano.

20'
Palmeiras

Bruno Henrique lançou para a velocidade de Rony, que mais uma vez cruzou por baixo; Willian chegou em velocidade e escorou na passada; não pegou bem na bola, que mesmo assim saiu assustando Rojas.

33'
Bolívar

Na bola viva na área, Felipe Melo perdeu o tempo da bola e rebateu mal; Rey aproveitou e emendou de primeira, mas pegou mal na bola, mandando nas cadeiras do Gol Sul.

34'
Palmeiras

Wesley recebeu na esquerda, cortou para dentro e bateu cruzado; a bola tinha o endereço mas Rojas foi bem no canto e fez a defesa.

35'
Palmeiras

Após cruzamento da direita, a zaga rechaçou e Willian bateu de primeira, mas a bola explodiu na zaga.

39'
Palmeiras

Rony cruzou da esquerda; a zaga afastou e Raphael Veiga pegou a sobra na intermediária. Deu tempo de ajeitar antes de bater forte – mas a bola saiu por cima.

41'
Palmeiras

Depois de muita briga na frente da área, Patrick de Paula acabou desarmado mas a bola caiu no pé esquerdo de Veiga, que mandou mais uma por cima do gol.

44'
Bolívar

Falta de dois toques após tiro de meta, cometida de forma infantil por Weverton. Na batida em dois toques, Rey soltou o míssil mas Raphael Veiga se atirou na bola e salvou o Verdão.

46'
Bolívar

Após dois escanteios, Riquelme conseguiu um toque de cabeça em direção a ângulo direito de Weverton, que salvou com um soco na bola.

47'

Confuso, com um estilo que lembra o Margarida, o árbitro uruguaio encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

1'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Wesley recebeu de Viña na meia esquerda, entrou na área, balançou o corpo e bateu de chapa no ângulo esquerdo de Rojas, sem chances de defesa.

4'
Bolívar

Saavedra recebeu passe da esquerda e bateu de fora, mas pegou mal na bola, que saiu à direita de Weverton.

5'
Palmeiras

No lateral de Marcos Rocha, Willian fez o corta-luz e a bola chegou para o apoio de Bruno Henrique que abriu para Wesley na esquerda; em jogada idêntica à do gol, ele cortou para dentro e bateu, mas escolheu o canto direito baixo e Rojas foi buscar.

6'
Palmeiras

Veiga enfiou para Viña, que cruzou por baixo, para a chegada de Willian que escorou de frente, mas pegou mal e mandou para fora.

13'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Após escanteio da esquerda, a bola atravessou a área e caiu com Rony na direita; ele recolocou no bolo; a zaga rebateu e Viña pegou o rebote para disparar no canto direito de Rojas.

15'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Bruno Henrique abriu para Viña, que desceu rápido e enxergou a projeção de Veiga no primeiro pau e de Willian no segundo; o uruguaio meteu a bola na direção dos dois. Se Veiga não pegasse, Willian faria. Mas o camisa 23 bateu de direita, rasteiro, e venceu Rojas, que aceitou.

17'

Entraram Gabriel Menino, Luan, Vitor Hugo, Danilo e  Ramires; saíram Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez, Patrick de Paula e Bruno Henrique .

18'
Palmeiras

GOL DO RONY!!!! Wesley perdeu gol feito ao entrar na área livre, após rebote do goleiro em jogada de Veiga. Mas o próprio camisa 21 pegou o rebote, cruzou de trivela no segundo pau e Rony cumprimentou de cabeça.

22'
Palmeiras

Cheio de confiança, Viña tentou de fora no canto direito; Rojas mandou a escanteio.

31'

Depois da chuva de gols, o Palmeiras acionou o modo treino.

39'
Palmeiras

No contra-ataque rápido, Rony deu o tapa para Willian, que tentou bater rasteiro, mas estava muito longe da área e ficou fácil para Rojas.

49'

Após 4 minutos, acabou a grande goleada do Verdão.





Fim de jogo

Só não vibrou intensamente os palmeirenses que gostam de fazer piadas contra o próprio Palmeiras. Nosso time teve momentos de futebol extremamente brilhante quando acelerou o jogo e arriscou mais passes verticais, rápidos, em vez do jogo lento e horizontal que vinha caracterizando o Verdão.

É certo que o Bolívar facilitou demais essa tarefa, porque joga Libertadores há trocentos anos e nunca aprende que, na América do Sul, não é grande como na Bolívia. E ano após ano vem ao Brasil e à Argentina, dá espaços, e volta para casa com uma goleada no lombo.

Depois de abrir o placar logo na primeira jogada, quando Marcos Rocha deu um passe diferente, acelerando a jogada, o Palmeiras insistiu no jogo mais cadenciado, mesmo com dois pontas abertos.

Rony na direita, finalmente, Luxemburgo. Em vez do corte para dentro, o camisa 11 foi ao fundo várias vezes e seus cruzamentos  com o pé certo foram bem mais perigosos que os chutes afobados com o pé trocado.

Mesmo assim, a valentia do Bolívar deu trabalho a Weverton no primeiro tempo – e nosso goleiro ainda teve as manhas de cometer uma falta de dois toques no tiro de meta. Inacreditável.

Parece que a bronca foi grande no intervalo e nosso time voltou jogando como nos nossos melhores sonhos. Aproveitando os espaços, com projeção dos laterais, principalmente Viña, os passes verticais e rápidos saíram em profusão – e como consequência, também os gols.

Três dos marcadores aproveitaram para fazer o primeiro com nossa camisa: Wesley, Viña e Rony. E caberia mais se Luxa não quebrasse todo o ritmo do time trocando cinco jogadores de uma vez só.

Mas de fato não precisava forçar. Com 5 a 0, não tem problema cozinhar o jogo, ao contrário de quando está só 1 a 0. Ninguém arriscou se lesionar, o ritmo foi dosado e os jogadores chegam mais inteiros para o jogo de sábado contra o Ceará.

Foi o terceiro momento complicado do time e da comissão técnica após o retorno da paralisação. E pela terceira vez, o time respondeu muito bem. Mas, ao contrário das vezes anteriores, desta vez a cautela deve prevalecer à empolgação.

Nem sempre vamos enfrentar um time pequeno que pensa que é grande. O Ceará virá bem mais fechadinho, porque o Gordiola sabe bem a dimensão dos dois clubes. A saída para vencer, no entanto, é a mesma de hoje: passes rápidos, verticais, mais risco e menos cautela. Pode não enfiar 5 a 0 toda vez, mas vai ganhar a maioria dos jogos.

Será que as lições de hoje serão aprendidas? VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Bolívar

Rojas
Bejarano
Quinteros
Jusino
Haquín
Roberto Fernández
Oviedo
Saavedra
Machado
Arce
Rey
Vaca
Anderson Emanuel
Cataldi
Riquelme
Claudio Vivas
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Até fez boas defesas no primeiro tempo, mas o que foi aquele tiro de meta em dois toques, meu goleiro?
5
Marcos Rocha
Bem mais discreto do que Viña - mas o passe de calcanhar no lance do primeiro gol mostrou o caminho das pedras e foi fundamental na goleada.
7
Gabriel Menino
Entrou com a cabeça na seleção. Excessivamente individualista.
6
Felipe Melo
Está com a cintura dura. Está cometendo falhas que Luan não comete.
6
Luan
Está só observando e esperando a vaga de volta.
6
Gustavo Gómez
Foi inconstante e deu vacilos que, sabemos, são raríssimos.
6
Vitor Hugo
Engrossou as estatísticas pessoais.
6
Viña
Jogo após jogo, vai se soltando. O de hoje estava à sua feição - e ele aproveitou da melhor forma possível.
9
Patrick de Paula
Falávamos que ele lembrava o Gerson Caçapa. Já evoluiu para César Sampaio. Que jogador!
8.5
Danilo
Vai pegando mais quilometragem em jogos internacionais, algo muito raro para alguém na sua idade.
6
Bruno Henrique
Ainda teve resquícios dos passes de lado, mas apareceu muito mais na frente, dentro da área e dando passes decisivos. Aí sim!
8
Ramires
Quase não foi visto em campo.
6
Rony
Na direita, fez mais jogadas produtivas e pegou confiança. Finalmente saiu o gol. E agora, engrena?
8
Raphael Veiga
O grande artífice da avalanche de gols, acelerando o jogo com passes efetivos. E ainda guardou o seu.
8.5
Wesley
Teve problemas de execução no primeiro tempo, plenamente recuperados com um segundo tempo perfeito.
9
Willian
Contra uma dupla de zaga fraca, conseguiu se colocar bem dentro da área. Mas segue cometendo erros técnicos incomuns.
7.5
Vanderlei Luxemburgo
Vanderlei Luxemburgo
Opção por dois pontas abertos correta; Rony na direita, corretíssima; e a mudança de atitude após o intervalo foi perfeita. Depois, dosou o esforço do elenco. Muito bom.
8.5





  • Postura do Gabriel Menino ontem me deixou apreensivo… alguns cacoetes que me remeteram a Vera Verão do menguinho, o Bruno
    Henrique. Além do individualismo exarcerbado, alguma falta de respeito com o adversário, olhando de cima para baixo e tals. Admiro a personalidade do garoto, mas seria bom que não se torna-se muito prepotente. O futebol costuma não perdoar esse comportamento.

  • Muito satisfeito com a exibição da equipe, principalmente para elevar o moral de alguns atletas, principalmente Rony, que foi bonificado com o gol por ter demonstrado pelo menos muita coragem e ter dado a cara a tapa durante esta fase dificil de provar a que foi contratado e seu valor. Ja vimos muitos sentirem o peso da camisa e se entregar, vide Lucas Lima….mas creio que o ponteiro não sentiu, demonstra muita coragem em realizar jogadas. Mas a vitoria contra esta equipe do Bolivar não me ilude com relação a alguns defeito do time terem sido sanados. Vai ter que demonstrar isso contra adversários tecnicamente e taticamente superiores. Não é um ceticismo, mas uma realidade. Parabéns ao grupo por ontem.

  • Foi mais um primeiro tempo ruim do Palmeiras e um segundo tempo melhor.

    Que o time consiga evoluir nos próximos jogos e nos dê esperanças de um futebol melhor…

  • Espero que as lições sejam aprendidas! Na minha opinião, o diferencial foi a postura! Com a mesma formação tivemos dois tempos completamente distintos. Então defender esquema A ou B pra mim parece secundário. E ficar botando tudo na conta do Luxa também parece que não é mais o caso. Quando o time se compactou e jogou no campo do adversário, deu jogo. Claro que os espaços contra o Ceará não serão os mesmos e talvez a opção com 2 pontas e o William móvel não seja a melhor. Mas o toque rápido de bola, a movimentação e o drible podem quebrar uma retranca. Enfim, se os jogadores tiverem uma postura ligada e ousada, com a confiança voltando, acredito que o time pode evoluir e praticar um futebol convincente. E quem diria o Rony fez seu gol hein!! Grande resultado ontem!! Avanti Palestra!!!

  • Uma vitória pra dar aquela moral que faltava. Próximo jogo, pelo amor de Deus: repita a escalação, Luxa. O Wesley é um ponteiro nato, dribla fácil e joga muito e não pode sair do time. Manter inclusive o Bigode de titular, pelo menos mais uns dois, três jogos e ele volta a melhor forma. E o Rony se correr e cruzar bem pela direita todo jogo, logo vai se tornar uma peça fundamental. É só ele fazer o simples que a confiança procura quem trabalha por conquistá-la. Esse gol vai tirar um peso imenso de suas costas. E pra essa distribuição toda aparecer, a sequência do Veiga no meio é essencial. Muito mais dinâmico que o Zé Rafael e que o Lucas.

  • Grande jogo, bela vitória.

    Fiquei muito feliz pelo futebol do Wesley. No pré jogo já imaginava que ele iria cavar sua titularidade hoje. Assim o fez. Não tem como tirar do time, pelo menos por enquanto.

    E o Veiga hein? Dominou o meio campo, tem mostrado mais futebol nos últimos jogos. Que continue assim.

    Bela partida também do Viña. Estava sendo um pouco criticado pela irregularidade, mas hoje mostrou que irá render bem mais do que o Diogo Barbosa.

    Já sobre o Rony, fiquei mais feliz pelo gol dele do que eu imaginei que ficaria. O garoto não tem culpa por terem pago o que pagaram nele. Muito por conta disso vem sofrendo uma pressão absurda. Ainda acho tecnicamente fraco, mas não é descartável. Pode nos ajudar muito ainda na temporada.

    Não podemos nos iludir. Já fizemos outros bons jogos antes e voltamos a cair de produção. Mas, desta vez, espero que tenhamos aprendido com os erros.

    Temos cinco jogos do Brasileiro pela frente, vamos buscar o topo!

  • Esse Wesley é bola em, o moleque joga muuuito, Wesley e Veron nas pontas pode nos dar muitas alegrias

  • Rony e Bruno Henrique titular. Profexo tá forçando a barra hein. Impossível Wesley treinar pior que o Rony, impossível!!! Como deve ser frustrante para o Wesley pegar banco para o Rony.

  • Gostaria de ter o seu otimismo Conrado, mas espero um 1 x 0 no máximo um 2 x 0 burocrático. Tomara que o Palmeiras cale a minha boca. Avanti Palestra!

  • O empate nos classifica e nos mantém invictos. Logo o jogo não será menos que um glorioso empate contra o fortíssimo bolivar

  • Vamos nos classificar com tranquilidade. O que me preocupa é justamente o que vem depois.

    Se, ao ganhar hoje, os jogadores e comissão não vierem dar lição de moral à torcida e aos críticos, já é um grande passo. O momento pede seriedade e reconhecimento de que o time não vem jogando bem e precisa melhorar. Absorver as críticas e buscar melhorar é o primeiro passo para que tenhamos dias de paz daqui pra frente.

    Acredito numa vitória tranquila, e que o Wesley irá se firmar no time titular. Depois de 6 meses sem jogar, este será apenas o terceiro jogo do Bolívar. Tem que meter correria pra cima deles.

    Vamos, Palmeiras!

  • Vamos ganhar de 2×0 pq está pressionado. Depois que ganhar já emendamos 2 empates contra Ceará e Botafogo e tá tudo certo. Segue o invicto.

  • Time que eu gostava de ver em campo: Weverton, Gabriel Menino, Gomez, Felipe Melo, Viña, Patrick de Paula, Zé Rafael, Veiga, Scarpa, Wesley e Luiz Adriano.

  • Se o Luxa continuar achando que foi ele que inventou o futebol e que ele é o deus sagrado dos técnicos, estamos ferrados. Se ele calçar as sandálias da humildade e mostrar o que ele sabe (porque ele sabe sim) pode dar coisas muito boas pra nós esse ano. E acima de tudo, deixar o medo de perder de lado para sempre lutar por vitórias. Esse é o DNA do Palmeiras.