Quem vai marcar o gol 12.000 da História do Palmeiras?

Por Gabriel Yokota e Conrado Cacace

Bianco Gambini
Bianco

Spartaco Bianco Gambini foi um zagueiro que jogou no Palestra Italia entre os anos de 1915 a 1929 e conquistou quatro títulos paulistas, entre tantos outros feitos com a camisa verde. Além dos trofeús e da longevidade, Bianco também foi o responsável por marcar o primeiro gol da História do clube, em 24 de janeiro de 1915 – vitória do Palestra por 2 a 0 sobre o Savóia.

Do gol de Bianco até o presente momento, o Palmeiras balançou as redes adversárias por 11.997 vezes, fazendo assim com que a marca dos 12 mil gols esteja próxima. O feito pode até ser conquistado na noite desta terça-feira, quando o Palmeiras encara o Independiente Del Valle, do Equador, às 21h30, pela segunda rodada da Libertadores, no Allianz Parque.

Em uma História de 6.208 partidas (entre campeonatos, torneios e amistosos), o Verdão tem em Heitor o seu maior goleador, com 315 tentos em 356 jogos. Completam o top 5: César (182), Ademir da Guia (155), Lima (152) e Servílio (138). No atual elenco, o atleta que mais contribuiu para esta marca é Willian, com 57 tentos.

Um gol de Matteo Forte marcou a conquista do primeiro título, em 1920, contra o Paulistano. Imparato III e Romeu Pellicciari despejaram um caminhão e o Palestra fez 8 a 0 no SCCP em 1933. Liminha marcou sobre a Juventus e garantiu o título da Copa Rio, o Campeonato Mundial disputado em 1951. Romeiro disparou um torpedo em janeiro de 1960 e o Palmeiras ganhou o Supercampeonato de 59 sobre o Santos.

Gol de Ronaldo

Ronaldo (foto) marcou sobre o SCCP e os deixou mais um ano na fila, em 1974. Zinho fez o primeiro gol em 12 de junho de 1993 e abriu o caminho para uma conquista inesquecível. Oséas fez um gol espírita em 1998 e o Palmeiras venceu sua primeira Copa do Brasil. Betinho entrou para a História no Couto Pereira, em 2012. Breno Lopes, aos 98 minutos, fez de cabeça o gol do bicampeonato da Libertadores.

Gols inesquecíveis, que tornaram esta trajetória mais incrível ainda.

  • Clique aqui e veja em nosso Almanaque quantos gols o Palmeiras fez em cada competição que disputou.
  • Clique aqui para ver a lista completa de artilheiros desde 1915.

Gol a gol, os tentos notáveis

Se Bianco foi o autor do primeiro gol palmeirense, Miguelzinho, quase 13 anos depois, tornou-se o responsável de fazer o tento de número 1000 da História do clube, Em 15 de janeiro de 1928, o Palestra bateu o Sílex por 5 a 1 e a marca foi alcançada na marcação do segundo gol.

Os outros gols notáveis foram marcados por:

Djalminha

Quem será o autor do gol 12.000 que entrará para esta seleta lista?


Nota: pesquisas históricas, vez ou outra, acham jogos “perdidos”. Novas descobertas, podem, portanto, alterar toda a lista.

  • Perceberam que os marcos foram sempre em vitórias ou empates, nunca em uma derrota?! E a história continua, dessa vez foi numa goleada!