Com brilho nos olhos, Lázaro destaca a versatilidade em apresentação

Lázaro é apresentado como mais novo atleta do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Novo camisa 17 do Verdão, Lázaro pode estrear no duelo contra o Santo André, na segunda-feira (12)

Quarto reforço para a temporada, Lázaro vestiu a camisa do Palmeiras e foi apresentado na tarde desta sexta-feira na Academia de Futebol. Novo camisa 17, o meia-atacante não escondeu a felicidade de ter acertado o retorno ao Brasil com o Verdão.

“Conversei com Anderson Barros e ele me passou confiança, apoio antes de tudo ser acertado. Quando fiquei sabendo [do interesse do Palmeiras], foi depois de um jogo [na Espanha], fiquei bastante feliz, tinha até um tempinho que não ficava com brilho nos olhos. Foi um momento de muita felicidade, ainda mais quando vi que estava tudo certo. Estava todo bobo dentro de casa. Passo importante para mim, quero fazer de tudo para ajudar todos”, relatou o jogador.

Criado na base do Flamengo, Lázaro estava no Almería, da Espanha. Ele chega por empréstimo até dezembro de 2024, com o Palmeiras podendo prorrogar o vínculo até julho do ano que vem.

“Realizei o sonho de jogar na Europa e minha trajetória foi boa. Claro que poderia ser melhor em relação a oportunidade, mas não vejo como problema, vejo como amadurecimento. Agradeço o pessoal de lá e quando surgiu a proposta do Palmeiras, quando se trata de um gigante… Campeão da Libertadores, Brasileiro, praticamente quase tudo, foi um momento que falei tipo: não tem como recusar”, disse.

O jogador de 22 anos também falou sobre as características em campo. Ele revelou ter a preferência pela ponta-esquerda, mas também destacou a versatilidade.

“Na ponta esquerda gosto mais, porque corto para o meio e tenho a opção de chutar, tem mais clareza para criar. Mas jogando na esquerda, direita, de meia-atacante ou centroavante, consigo me adaptar muito bem. A qualidade, noção e inteligência eu tenho, agora é entender o que o Abel tem para passar e dentro de campo dar o meu melhor, ajudar naquilo que for preciso”, declarou.

“Aprendi e amadureci bastante na Europa. Sou versátil, se tiver de ponta direita, esquerda ou centroavante, onde já joguei, o mais importante é estar aqui para ajudar a família Palmeiras. Quando o coletivo está junto, o individual aparece”, acrescentou.

Inscrito no BID e na Federação Paulista, Lázaro poderá estrear pelo Palmeiras no duelo contra o Santo André, na segunda-feira. O Verdão está invicto no estadual, com 13 pontos, e lidera o grupo B.

Confira mais trechos da coletiva de apresentação de Lázaro

– Objetivos

“Um dos objetivos meus nessa temporada é de ir para a Seleção, Olímpiada, tenho esse sonho comigo, nada melhor que voltar ao Brasil em um grande clube como o Palmeiras, que dá todo apoio, sempre trata todo mundo igual, foi uma coisa que percebi aqui, todos vão te tratar bem independente de quem seja. Isso gera uma coisa muito boa”.

“Se ficar 10 horas ou 15 horas aqui, você fica feliz, porque tem uma estrutura muito grande. Nada melhor que voltar para o Palmeiras e conquistar muitos objetivos e se Deus quiser ir para a Olimpíada também”.

– Amadurecimento

“Foi uma coisa que aprendi a me controlar bem depois que subi ao profissional. Na base se ficasse dois ou três jogos sem marcar, ficava meio maluco comigo um pouco. Por um lado, é bom, mas tem que ter calma, confiança em si mesmo. Na Espanha não foi uma das melhores, mas independente se tive jogos, eu vou olhar para o trabalho que eu estava fazendo. O dia a dia ninguém vê. Estava fazendo meu trabalho e os gols vão aparecer. Se lá não apareceu, é porque não era para aparecer. Que venham muitos gols aqui e muitas alegrias”.

– Volta ao Brasil

“Tem gente que pode pensar que é um passo para trás, só que para mim não é. É uma oportunidade muito grande. Quero fazer de tudo para que esse ano seja maravilhoso e a gente possa ter muitas alegrias”.

– Reencontro com Richard Ríos

Richard é um grande amigo meu, desde a época do Flamengo, mesmo longe a gente trocava mensagens. Estava conversando com ele sobre a seleção colombiana, é um garoto que merece muito. A gente que veio do pouco, tem que trabalhar muito para conquistar nossas coisas e quando vejo ele conquistando, sei que é um cara que luta bastante. Fico bastante feliz. Aqui a gente cada um tem que lutar pelo seu espaço, agora que estou chegando tem que manter os pés no chão. A qualidade é um dom que tenho, juntando tudo com o trabalho as coisas vão dar tudo certo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *