Paulo Victor e Lucas Freitas enaltecem 1º tempo do Palmeiras contra o Internacional

Paulo Victor orienta Lucas Freitas durante partida entre Palmeiras e Internacional, válida pelas oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no estádio Distrital do Inamar, em Diadema-SP.
Fabio Menotti

Paulo Victor Gomes ainda acredita que Palmeiras pode evoluir, a dois jogos de alcançar a grande final.

Na manhã de segunda-feira, o Palmeiras venceu o Internacional por 2 a 1 e se classificou para as quartas-de-final da Copinha. Após o duelo, o técnico Paulo Victor Gomes e o zagueiro Lucas Freitas enalteceram a postura da equipe no primeiro tempo.

Os dois gols palmeirenses aconteceram na primeira etapa, marcados por Jhonatan, aos 6 minutos, e Lucas Flores (contra), aos 43 minutos.

“Entramos em campo no primeiro tempo com o pensamento de ‘apertar’ os caras e a gente conseguiu cumprir essa proposta. Fizemos os dois gols e ainda tivemos um pênalti a nosso favor”, comentou Lucas.

“Fizemos uma grande partida diante de um ótimo adversário. Na primeira etapa, tivemos um domínio absoluto”, relatou PV.

A vantagem do Verdão só não foi maior porque Pedro Bicalho desperdiçou uma penalidade máxima. No segundo tempo, o Internacional conseguiu diminuir o placar e terminou o jogo pressionando o Palmeiras.

“No segundo tempo, é normal mudar a proposta. O Inter veio pro jogo e a gente precisou se defender. O gol deles não mexeu com a gente, sabíamos da nossa força e lutamos até o final”, acrescentou o defensor.

“Eles conseguiram criar algumas situações na etapa final, até porque eles têm qualidades. Mas nós conseguimos suportar bem, atuamos em um bloco mais baixo e soubemos sofrer”, completou o comandante.

Paulo Victor afirma que Palmeiras precisa continuar evoluindo

Nas quartas-de-final, o adversário do Verdão será o Oeste, que venceu o Canaã por 3 a 2 na noite de ontem. O duelo contra a equipe paulista acontecerá nesta quarta-feira, na Arena Barueri, às 19h.

“Não me preocupo com o peso do jogo. Encaro todos da mesma forma, qualquer adversário. A Copa São Paulo é um tiro curto, para quem quer ser campeão são apenas 9 jogos. Assim que encaramos. Agora é preciso que a gente continue crescendo individual e coletivamente para que a gente conquiste nosso objetivo”, finalizou.