Abel valoriza trabalho do grupo após classificação na Libertadores

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Cerro Porteño, durante segunda partida válida pelas oitavas de final da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Em entrevista depois da goleada por 5 a 0 sobre o Cerro Porteño, Abel evitou também falar do adversário das quartas-de-final

O técnico Abel Ferreira enalteceu a força do grupo do Palmeiras após mais uma goleada da equipe na Libertadores. Em grande noite do atacante Rony, o Verdão venceu o Cerro Porteño por 5 a 0 e classificou-se para as quartas-de-final.

“Parece que nossos adversários são sempre fracos, mas é fruto do nosso trabalho. Aprender com erros, no último jogo baixamos os nossos níveis de intensidade ofensiva e defensiva. Futebol é feito de erros e gosto de quem sabe aprender. É um gosto ser treinador deste elenco”, disse Abel em entrevista coletiva.

“Quando alguém me convencer que é possível ser melhor no que se faz ficando deitado no sol tomando chopp, eu troco. Mas até agora ninguém conseguiu. Sem trabalho duro, disciplina e esforço, nada disso acontece”, acrescentou o treinador, que escalou o Palmeiras com algumas mudanças na equipe titular e que, nos minutos finais, formou o time com três zagueiros de origem.

“Na saída a três há algumas posições que geram mais desgaste energético, por isso o Gómez ou o Luan mudam de lado em alguns jogos. Temos duas maneiras de fazer a saída a três e uma delas é com três zagueiros. Há muitas equipes que utilizam três defensores e são elogiadas. Não sou treinador de sistema, temos muita variabilidade nas nossas características e escolhemos a melhor estratégia e plano a cada jogo. É importante também fazer gestão de energia para jogar na máxima força. Foi assim desde que cheguei”, Foi assim desde que cheguei”, declarou.

“O elenco enxuto aumenta a competição entre os jogadores e facilita o uso da base em alguns momentos. Este é o presente e futuro do clube. Os moleques precisam chegar por méritos e é o que estamos tentando fazer. Os que chegam sabem que quem está já tem lugar, quem chega vem para aumentar a competitividade, ninguém tira lugar de ninguém. Todos têm lugar no meu elenco e no meu coração”, complementou o treinador.

Abel evita falar do Atlético-MG

Na próxima fase da Libertadores, o Palmeiras reencontrará o Atlético-MG, adversário da semifinal do ano passado. A equipe mineira avançou sobre o Emelec após vitória por 1 a 0 no Mineirão.

Abel foi questionado sobre a partida e também das declarações do técnico do Atlético-MG, Antonio Mohamed, que apontou os mineiros como “favoritos”.

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Cerro Porteño, durante segunda partida válida pelas oitavas de final da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

“Eu não costumo comentar, não tenho por hábito comentar declarações de treinadores adversários. Vamos procurar fazer nosso trabalho como sempre fazemos. Amanhã descansar, recuperar, pensar jogo a jogo e focado no nosso caminho. Um grande adversário, um grande treinador, porventura a equipe que mais investe, mais gasta, com grande elenco”, disse.

“Quem vem para esta profissão, e eu digo isto aos meus jogadores, temos de preocupar em sermos apenas nossa melhor versão. Quando damos tudo, aceito o resultado, seja qual for. Não controlamos o que os outros dizem, mas vai ser seguramente uma grande eliminatória. Quando chegar vamos preparar para fazer os gols”, finalizou.

O Palmeiras só voltará a pensar na Libertadores no mês que vem. Até lá, a equipe joga pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil; neste domingo, às 18h, o Verdão enfrenta o Fortaleza, no estádio do Castelão. Já na próxima quarta-feira, o time encara o SPFC no segundo jogo das oitavas-de-final do mata-mata nacional.