Atuesta revela que estudou estilo do Palmeiras nas férias e explica suas características em campo

Eduard Atuesta é apresentado como mais novo atleta do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Apresentado oficialmente nesta quinta-feira, Atuesta vestirá a camisa 20 do Verdão

Depois de Marcelo Lomba, foi a vez do meio-campista Eduard Atuesta, na tarde desta quinta-feira, ser apresentado oficialmente como jogador do Palmeiras. Contratado junto ao Los Angeles FC, o colombiano de 24 anos vestirá a camisa 20, que foi utilizada nos últimos anos por Lucas Lima.

“Conheço a História do Palmeiras, os torcedores que sempre apoiam a equipe. Vários jogadores colombianos importantes atuaram aqui e isso era um orgulho para nós. Eles abriram as portas para que mais colombianos jogassem no Maior Campeão do Brasil. Vi a maioria das partidas das últimas duas Libertadores”, disse o jogador na Academia de Futebol.

“Vejo minha vinda para o Palmeiras como uma evolução na minha carreira. Uma oportunidade para fazer história, crescer como jogador e ser bicampeão do Mundo. Espero aproveitar, desfrutar e ajudar toda a instituição. A estrutura do Palmeiras é muito boa. É importante para nós, jogadores, termos tudo o que o Palmeiras oferece para alcançar o 100% do rendimento. É impressionante”, acrescentou.

Questionado sobre os primeiros contatos com Abel Ferreira e seus auxiliares, Atuesta afirmou que as conversas foram no sentido de entendimento de jogo e revelou ainda que pediu à comissão técnica um vídeo dos últimos 10 jogos do Palmeiras na temporada passada.

“A primeira conversa foi para entender como jogavam aqui. Pedi para que enviassem vídeos dos últimos 10 jogos da equipe na temporada passada e eles, além dos vídeos, encaminharam junto uma explicação detalhada da equipe para estudar o estilo do Palmeiras. Fiz isso durante as minhas férias. Isso me ajudou muito a entender os aspectos táticos da equipe e a ideia é continuar aprendendo, absorver conhecimento”, destacou.

Atuesta se define como 8

Atuesta iniciou a carreira no Independiente Medellin, da Colômbia, e passou quatro temporadas no Los Angeles FC. Por jogar em um mercado pouco assistido pelos brasileiros, o camisa 20 aproveitou a coletiva para falar de suas características.

“Eu sou um camisa 8. Um meio-campista que ocupa posição defensiva, mas com características de chegar à frente. Faço as duas funções, sou polivalente nesse sentido e posso entender várias situações de jogo ofensivo e defensivo”, explicou.

“Nos estudos que fiz, vi que o Veiga foi um jogador muito importante e eu, na minha posição que é um pouco mais atrás, vou complementar os jogadores que são diferenciados, como fazia com o Carlos Vela [no Los Angeles FC], que tem características similares ao Veiga. Espero ajudá-lo a fazer mais gols e que seu crescimento cresça cada vez mais”, finalizou.

Para contratar o colombiano, o Palmeiras desembolsou cerca de 3,7 milhões de dólares (aproximadamente R$21 milhões) por 70% dos seus direitos econômicos. Seu contrato com o clube é válido até o final de 2026.

  • Chegou mostrando boas credenciais em sua coletiva de apresentação e a diferente gama de assuntos abordados pelo atleta mostra, também, o perfil de jogadores que aportam aqui, interessados nas conquistas da equipe nos últimos anos e nas ideias de futebol, desenvolvidas pelo Abel e sua comissão técnica.

    Tem bastante potencial para se firmar na equipe titular e manter a qualidade e intensidade do nosso meio de campo. Agora é ver como ele se sai em campo.

    SEJA BEM VINDO, EDUARD ATUESTA!!