Rafael Navarro alcança artilharia na Libertadores e avisa: “Se estão pedindo um 9, eu trabalho”

Rafael Navarro comemora um de seus gols pelo Palmeiras, contra o Independiente Petrolero, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Rafael Navarro foi quatro vezes às redes contra o Independiente Petrolero e chegou a seis gols na Libertadores

A noite do dia 12 de abril de 2022 será lembrada com carinho por Rafael Navarro. O atacante marcou quatro gols, alcançou a artilharia da Libertadores (6 gols) e ajudou o Palmeiras a vencer o Independiente Petrolero por 8 a 1, no Allianz Parque.

“Nunca tinha feito quatro gols em uma única partida. Foi um presente adiantado, já que meu aniversário é nesta quinta-feira”, disse o jogador, que completará 22 anos.

Destaque da Série B do ano passado pelo Botafogo, Navarro chegou como aposta e teve início difícil no Verdão: foram 12 jogos sem marcar.

“Estava um pouco sem confiança, mas tirei o peso depois que fiz aquele primeiro gol [contra o Deportivo Táchira]. Estou muito feliz por ter feito os gols e ter dado assistências. É muito importante estar confiante”, relatou o atacante, que afirmou não se incomodar com os pedidos da torcida por uma contratação de um outro centroavante.

“A pressão por um camisa 9 não me incomoda. Me motiva a trabalhar mais. Se estão pedindo um 9, então eu trabalho e correspondo à altura”, complementou.

Feito de Rafael Navarro não acontecia há 11 anos

Rafael Navarro comemora um de seus gols pelo Palmeiras, contra o Independiente Petrolero, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

A última vez em que um jogador do Palmeiras havia marcado quatro gols em uma partida tinha sido em 2011. O Palmeiras recebeu o Comercial, do Piauí, pela Copa do Brasil, e venceu por 5 a 1, com quatro tentos de Adriano Michael Jackson.

Além disso, todos os gols de Navarro ocorreram em apenas um tempo da partida, algo que não ocorria desde janeiro de 2000, quando Euller fez quatro na goleada do Verdão por 6 a 2 sobre o Fluminense, pelo Torneio Rio-São Paulo.

O camisa 29 também foi o responsável por anotar o gol de número 400 do Palmeiras na Libertadores e, de quebra, foi eleito o melhor jogador da partida.