Títulos, vitórias e mudança de posição: Luan e Gómez completam 100 jogos atuando juntos

Luan e Gómez em comemoração juntos ao elenco, em jogo do Palmeiras contra o Athletico-PR durante partida válida pela décima oitava rodada, do Brasileirão 2021, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Com Luan e Gómez em campo, Palmeiras venceu 59 vezes contra 16 derrotas e obteve 25 empates

Em 12 de agosto de 2018, num duelo frente ao Vasco da Gama, Gustavo Gómez e Luan atuaram juntos pela primeira vez no Palmeiras. O duelo, vencido pelo Verdão por 1 a 0 (gol de Deyverson), além de ter sido o primeiro da dupla lado a lado, também foi a estreia do paraguaio no clube.

Desde então, os dois se consolidaram na zaga palmeirense e, diante do Sport na última segunda-feira, completaram 100 jogos atuando juntos. Com eles em campo, são 59 vitórias, 25 empates, 16 derrotas (67,3% de aproveitamento dos pontos) e 63 gols sofridos.

“É uma satisfação jogar ao lado dele, e ele sabe disso. Desde o início, a gente se entendeu muito bem e culminou do começo da nossa caminhada ser com o título brasileiro. Depois veio o entrosamento maior, mais vitórias e mais conquistas e pretendemos ganhar mais. Ele é um cara exemplar, um bom pai e marido, nossas famílias se dão bem também e espero que esta relação dentro e fora de campo dure por um bom tempo”, disse Luan ao site oficial.

Como titulares (em uma formação com três ou dois zagueiros), a dupla soma 89 duelos, com 52 triunfos, 23 empates e 14 reveses.

“Ele foi uma das primeiras pessoas que me recepcionaram aqui no Palmeiras. Ele é muito profissional, trabalhamos bem juntos e a ideia é seguir fazendo história. Ele é um zagueiro completo, tem marcação forte e boa saída de bola. Para mim, é o mais completo do Brasil. É uma honra jogar ao lado dele”, declarou Gustavo Gómez.

Com quatro títulos para cada, os dois formaram a dupla titular nas conquistas do Brasileirão (2018) e da Copa Libertadores (2020). Nos troféus do Campeonato Paulista (2020) e Copa do Brasil (2020), atuaram juntos em uma das duas partidas finais.

Luan e Gómez inverteram de posição com Abel

Desde quando eram comandados por Luiz Felipe Scolari, passando por Mano Menezes e Vanderlei Luxemburgo, a disposição da dupla em campo tinha Luan pela direita e Gómez pela esquerda.

A estrutura se manteve até a partida contra a Chapecoense, no mês passado, quando Abel Ferreira inverteu os dois pela primeira vez. Passados alguns jogos, o comandante voltou a repetir essa formação diante do Internacional e, desde então, não alterou mais.

Luan e Gustavo Gómez durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

“Os jogos foram trazendo o entrosamento, como a maneira que ele se posiciona, os momentos que ele gosta de sair para caçar, quando tenho de ficar para fazer a cobertura dele, quando eu saio eu tenho a confiança que ele está me cobrindo… Enfim, para mim, o grande destaque dele é a gana de vencer sempre e nunca desistir do jogo em nenhum momento. Ele é um exemplo de profissional”, concluiu Luan.

Há mais tempo no clube, Luan soma 172 partidas e seis gols marcados; Gómez acumula 153 jogos e 17 tentos (número que o faz ser o sétimo maior zagueiro-artilheiro da História do Palmeiras).