Abel lamenta mais um revés nos pênaltis: “Não é ponto forte desta equipe”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o SPFC, durante partida válida pela final da Supercopa Rei, no Mineirão.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Após duelo contra SPFC, Abel também lamentou a falta de eficiência do Palmeiras e saiu em defesa de Weverton

O Palmeiras não conseguiu superar o SPFC e ficou com o vice da Supercopa do Brasil. Após empate em 0 x 0, no qual o Verdão teve mais chances que o rival, a equipe de Abel Ferreira falhou outra vez nos pênaltis.

Depois do jogo, em entrevista coletiva, o treinador falou sobre mais um revés do time em disputa de pênaltis – com ele no comando, a equipe perdeu sete de oito.

“Disputa de pênalti é competência. Treinamos a semana toda, todos os dias todos os jogadores treinaram. É entender que não é ponto forte desta equipe. Agora, cada um olha pro lado que quiser. Se fizemos oito disputas de pênaltis, é porque a equipe lá chegou. É isso que eu tenho que valorizar, a quantidade de vezes que chegamos à final. Mas é isso, é competência. Eles foram mais que nós. Ficamos ali no gramado porque os campeões também sabem perder, agora vamos seguir a nossa jornada”, disse.

“Não desvalorizo o nosso trabalho, reconheço nosso esforço. Não vamos ganhar sempre. Vamos continuar competindo, que é a imagem deste time. Sabemos lidar com todos os momentos do jogo, mas também temos que melhorar nos pênaltis porque não somos bons. Não há o que dizer, sete [reveses] em oito disputas, não há nenhuma varinha mágica pra isso”, acrescentou.

O comandante palmeirense também lamentou a falta de eficiência do Palmeiras ao longo dos 90 minutos. “Criamos oportunidades para fazer gols e a única oportunidade que eles tiveram na segunda parte foi por erro nosso. Tivemos uma chance com o López, no pé esquerdo, que no mínimo tem que acertar o gol. Por muito que eu queira justificar as substituições, o futebol tem muito a ver com eficácia, que é o ponto mais determinante do futebol. Temos que melhorar nisso, somos um time que cria muito, mas infelizmente hoje não tivemos a capacidade de forma coletiva de fazer os gols, nem nos pênaltis”, disse.

Abel defende Weverton

Abel também respondeu sobre as críticas recebidas por Weverton, que não conseguiu defender nenhuma cobrança do rival. O treinador fez questão de lembrar o jogo contra o Botafogo, pelo Brasileirão do ano passado.

“Há muitos torcedores que são emocionais e têm memória curta. Não se esqueçam que no ano passado ele defendeu o pênalti do Tiquinho Soares, já naquele final de jogo. Mas, eu prefiro valorizar os torcedores que nos apoiam, não essa minoria. Ele sabe que nós o admiramos, é um líder que é capaz de puxar pelos nossos jogadores”, disse.

“Continuo com o mesmo orgulho desses jogadores porque fizeram o melhor que podiam e sabiam. Mesmo quando falharam, tiveram a intenção de fazer o melhor”, concluiu.

O Palmeiras volta as atenções ao Campeonato Paulista. Na quinta-feira (8), a equipe enfrenta o Ituano, na Arena Barueri.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *