Paulo Buosi, vice-presidente do Palmeiras, faz pronunciamento contra arbitragem ao final da partida

Paulo Buosi, vice-presidente do Palmeiras, faz pronunciamento contra arbitragem de Douglas Marques das Flores, no jogo entre Palmeiras e SPFC, durante primeira partida válida pela final do Paulistão 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

Antes da entrevista coletiva de Abel Ferreira, Paulo Buosi foi à sala de imprensa e afirmou que “houve interferência da arbitragem” no clássico

O Palmeiras perdeu para o SPFC no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, por 3 a 1, e agora buscará reverter o placar no próximo domingo, no Allianz Parque. Ao final da partida, o vice-presidente do clube, Paulo Buosi, apareceu na sala de imprensa antes da tradicional coletiva de Abel Ferreira para protestar contra a arbitragem de Douglas Marques das Flores.

O primeiro gol do SPFC veio de um pênalti inexistente no final do primeiro tempo. Além disso, o clube reclama de uma penalidade máxima não assinalada em cima de Gustavo Gómez, na etapa final.

“Jogamos 10 finais nos últimos anos, ganhamos e perdemos, mas nunca aconteceu algo assim. O pênalti marcado foi totalmente fora da regra. Tivemos invasão na cobrança do pênalti que o VAR tem que chamar. Houve um tratamento para o nosso treinador e outro para o técnico deles. Teve ainda um pênalti no Gustavo Gómez”, iniciou Buosi.

“Se faz necessária uma manifestação do Palmeiras. Houve interferência da arbitragem no resultado da partida. O que a gente espera é que, no próximo jogo, não haja interferência da arbitragem. Isso é o que o Palmeiras pede. Infelizmente o que ocorreu hoje precisava de uma manifestação dura do Palmeiras, como ainda não tínhamos feito em nenhuma outra oportunidade”, concluiu.

Além de Paulo Buosi, Gustavo Gómez também criticou a arbitragem

O zagueiro Gustavo Gómez, capitão do Palmeiras, também criticou a arbitragem após a partida. Em entrevista na zona mista do Morumbi, o camisa 15 falou sobre a falta de critério dos juízes.

“Nós temos que melhorar, mas a arbitragem também. Lembro que tivemos uma palestra no início do Paulista, com a presidente da arbitragem, e foi falado dos critérios dos árbitros, mas hoje o critério não foi igual. Conversei com ele [o juiz] ao final do jogo e disse que ele precisa melhorar, assim como nós. Além disso, eu também sofri um pênalti que não foi marcado”, disse Gómez.

A presidente da comissão de arbitragem da Federação Paulista de Futebol em questão é Ana Paula Oliveira, que na madrugada postou uma foto em seu Instagram ao lado da equipe de arbitragem do Choque-Rei, com a legenda “orgulho”.

  • De dar nojo, a avalanche de absurdos cometidos pela arbitragem e sua ‘presidente’. Tenho certeza de que estes episódios darão ainda mais combustível ao Palmeiras para o segundo jogo, e estamos totalmente no páreo.

    VAMOS, PALMEIRAS!!!