Abel volta a falar de problema recorrente do Palmeiras e explica mudanças na escalação

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Santo André, durante partida válida pela quinta rodada do Paulistão 2024, no estádio Bruno José Daniel.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Abel citou as chances desperdiçadas e questionou sequência do Palmeiras com poucos dias para descansar

Assim como na estreia contra o Novorizontino, o Palmeiras cedeu o empate nos minutos finais para o Santo André, na partida desta segunda-feira, no estádio Bruno José Daniel. O Verdão saiu na frente com o Flaco López e sofreu o gol em jogada de escanteio, já nos acréscimos.

Na coletiva após a partida, Abel foi questionado sobre os gols sofridos nos finais e citou a falta de concentração, além de novamente bater na tecla de falta de eficiência.

“Temos que estar mais concentrados nos últimos minutos e sermos eficientes. Se não fizermos os gols, estamos sujeitos a sofrer como sofremos hoje. As coisas são fáceis de resumir, não vou aqui dar voltas”, disse o treinador.

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Santo André, durante partida válida pela quinta rodada do Paulistão 2024, no estádio Bruno José Daniel.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

“Fizemos um bom jogo, tivemos boa dinâmica, criamos excelentes oportunidades. Fomos penalizados e bem penalizados pela nossa falta de eficácia”, acrescentou.

O Palmeiras terminou o duelo com 18 finalizações e três grandes chances desperdiçadas. “O futebol é eficácia e tivemos de tudo para fazer o segundo gol. Sofremos o gol em uma sucessão de erros nossos e futebol em alto nível é assim, tem que estar focado a partida inteira. Todos têm que estar ligados. Empilhamos oportunidades e só fizemos um gol. Uma pena, porque produzimos o suficiente para ganhar, temos que melhorar a eficiência”, disse.

Outro assunto da coletiva de Abel foram as mudanças na equipe titular que o treinador vem fazendo a cada partida. O comandante justificou citando a gestão de energia.

“O mais importante é olhar para o nosso calendário. Vamos jogar cinco partidas com intervalo de dois dias entre os jogos, não sei porque o nosso calendário está assim. Mudo porque acredito nos meus jogadores, hoje jogamos melhor. Também temos que fazer a gestão para não perder os jogadores por lesão”, explicou.

Confira outros trechos da coletiva de Abel

Zé Rafael

“O Zé pode jogar mais adiantado, quanto também pode recuar para ajudar na primeira fase de construção. Não olhamos para a tática, olhamos para a dinâmica. A função do Zé em campo depende de como o adversário está nos marcando”.

– Substituto para Raphael Veiga

“Temos uma forte competição nas posições 5 e 8, e na posição de 10 temos um jogador pronto que é o Veiga. Por mais que eu queira muito colocar o Luís ali, temos que lhe dar tempo, assim como o próprio Jhonatan. Queríamos ter uma outra opção de 10 e se não vier ninguém, são esses dois que vão substituir o Veiga”.

– Endrick

“Falei com ele por telefone, mas desde que começou a temporada ele só esteve na seleção. Vai chegar, fazer as avaliações, assim como todos fizeram e depois vamos traçar todas as estratégias. Não sei como ele vai voltar psicologicamente, vamos conversar com ele. Ele é forte mentalmente. Uma coisa é que se passa na seleção, outra é o que se passa aqui no Palmeiras. Terá concorrentes fortes aqui no clube”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *