Aníbal Moreno ou Richard Ríos? Dupla trava briga por titularidade às vésperas da Supercopa

Anibal Moreno em jogo do Palmeiras contra o Santos, durante partida válida pela terceira rodada do Paulistão 2024, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Palmeiras encorpou o meio com a chegada de Aníbal Moreno e competitividade interna aumentou

O Palmeiras iniciou a preparação para a primeira decisão da temporada, contra o SPFC na Supercopa do Brasil, e o técnico Abel Ferreira tem decisões a tomar em relação a escalação inicial do time no clássico, principalmente no meio de campo.

O setor começou a temporada em alta: Zé Rafael manteve o alto nível e é titular absoluto; Aníbal Moreno chegou e Richard Ríos se consolidou. Além disso, Gabriel Menino voltou a jogar depois de três meses, mas ainda busca o melhor ritmo. Os gringos já tiveram grandes desempenhos em 2024 e a vaga para começar o Choque-Rei ao lado de Zé.

Aníbal impressionou contra a Inter de Limeira. Forte fisicamente e bastante combativo nos duelos individuais, o argentino contabilizou, no confronto, oito ações defensivas, venceu sete disputas de bola e apareceu bem na distribuição de jogo com um passe decisivo e 86% de aproveitamento nos passes em geral.

Richard Ríos em jogo do Palmeiras contra o Santos, durante partida válida pela terceira rodada do Paulistão 2024, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Apesar do alto desempenho, Aníbal foi para o banco contra o Santos e viu Ríos se destacar. O colombiano também conseguiu oito ações defensivas certas. Além disso, venceu nove duelos individuais e somou 100% de aproveitamento em lançamentos (2) e dribles (2).

A atuação dos dois neste início de temporada materializa a ideia que Abel sempre destacou em suas coletivas: quando a competitividade interna aumenta, o nível em campo dos atletas eleva e quem ganha com isso é o Palmeiras.

O que pensa Abel sobre a disputa entre Aníbal Moreno e Richard Ríos

Em pergunta realizada pelo Verdazzo, na coletiva de imprensa após a vitória contra o Santos, Abel Ferreira foi questionado sobre a escolha pelos jogadores, afirmou que dará oportunidade para todos e ressaltou as diferentes características dos dois.

“Todos terão oportunidade de jogar. Aqui não existe titular ou reserva, eu conto com todos. O Aníbal foi espetacular contra a Inter de Limeira, mas o treinador tem que pensar em tudo: desgaste, próximos jogos e nos jogadores que estão em melhor forma. Essa é minha função. Temos pessoas capacitadas dentro do clube para poder analisar os jogadores e perceber qual o risco de lesão que tem um jogador que não está habituado à nossa forma de jogar e ao gramado sintético”, disse.

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Santos, durante partida válida pela terceira rodada do Paulistão 2024, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

“Não foi porque atuamos com três zagueiros [de ofício] que o Richard foi titular. Temos que ver as opções que temos no nosso meio-campo. Será um ano duro, longo e teremos jogadores convocados para a seleções. Temos que criar duplas de volantes, relações entre eles. Vou aproveitar essa competição, que queremos muito vencer, e ver as dinâmicas que vamos ter para que a gente fique muito mais preparado. Temos que olhar menos para os sistemas, o futebol não é parado, o que vale são as dinâmicas”, complementou.

Dribla e dribla: Richard Ríos termina Brasileirão com alto aproveitamento no fundamento

Richard Ríos em disputa pelo Palmeiras contra o Cruzeiro, durante partida válida pela trigésima oitava rodada do Brasileirão 2023, no Mineirão.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Richard Ríos ganhou a vaga de titular após lesão de Gabriel Menino e se destacou

Após Gabriel Menino ter fraturado o tornozelo no duelo contra o Atlético-MG, em outubro, Richard Ríos assumiu o posto de titular no meio-campo, ao lado de Zé Rafael, e se destacou. O colombiano jogou bem a reta final da temporada, chegou a ser elogiado por Abel Ferreira e terminou o ano em alta no Palmeiras.

Jogador de boa técnica e habilidade para se desvencilhar dos adversários, Ríos finalizou o Brasileirão como o jogador com a maior porcentagem de dribles certos, com expressivos 81% de aproveitamento nas tentativas de superar os adversários. Confira os números do Sofascore:

Ao todo, foram 57 tentativas e 46 acertos para Ríos, que em número de porcentagem, ficou bem à frente de atacantes como Hulk (55%), John Arias (62%), Júnior Santos (52%) e Keno (60%). Em comparação com os palmeirenses, o camisa 27 foi melhor que Dudu (68%), Artur (60%) e Endrick (49%).

Ríos começou a carreira no futebol de salão e jogou nas quadras da Colômbia até os 18 anos. Após uma excursão ao Rio de Janeiro com a seleção do país, o jogador se transferiu para o Flamengo para atuar no campo. Antes de chegar ao Verdão, ele passou pelo Mazatlán, do México, e pelo Guarani. No final de outubro, o meio-campista chegou a ser bastante elogiado por Abel Ferreira.

“Ele é consistente, está um senhor jogador. É bom para o Palmeiras buscar um jogador deste calibre. É dar parabéns ao Barros. E a estrutura do Palmeiras”, disse o treinador.

Richard Ríos lidera outra estatística

O colombiano também terminou o Campeonato Brasileiro como o palmeirense que mais vezes entrou em campo. Ele foi utilizado em 37 partidas, sendo 20 como titular. Weverton e Mayke vêm logo em seguida, com 35 e 33 jogos, respectivamente.

No Palmeiras, Ríos ganhou suas primeiras oportunidades na Seleção Colombiana e chegou a jogar as Eliminatórias. O jogador de 23 anos tem contrato com o Verdão até dezembro de 2025.

Fogueira, pouca minutagem e titularidade: como foram os palmeirenses na data Fifa

Fogueira, pouca minutagem e titularidade: como foram os palmeirenses na data Fifa.
Reprodução

Endrick e Raphael Veiga entraram na fogueira no Maracanã para tentar salvar o Brasil, enquanto Richard Ríos pouco jogou e Gustavo Gómez manteve a regularidade

A data Fifa virou uma questão para o Palmeiras, comissão técnica e para a torcida em 2023. As convocações para as seleções são inevitáveis, uma vez que o elenco do clube é qualificado.

Entretanto, o fato que mais incomoda é o retorno dos atletas ao clube após as passagens pelas seleções, principalmente os que passam pela Amarelinha – desta vez, foram convocados Endrick e Raphael Veiga (Brasil); Richard Ríos (Colômbia); e Gustavo Gómez (Paraguai), além do baixo desempenho apresentado pelo coletivo na volta das atividades do calendário nacional.

O retrospecto do Verdão no ano logo após as datas Fifa é de uma vitória (diante do Goiás) e três reveses (Água Santa, Bahia e Atlético-MG). Para buscar o bicampeonato Brasileiro seguido e o 12º em sua História, o Palmeiras precisará reverter o histórico ruim.

Mas, como foram os desempenhos dos palmeirenses neste último período com as seleções? Abaixo, o Verdazzo destrincha o desempenho de cada jogador:

Endrick e Raphael Veiga na fogueira

Endrick e Raphael Veiga, como era esperado, pouco atuaram. Destaque do Palmeiras, o atacante de 17 anos acumulou 26 minutos em campo e só foi acionado por Fernando Diniz para tentar evitar as derrotas para Colômbia e Argentina. Fora de posição e em um time desorganizado, o palmeirense pouco pôde fazer e somou apenas oito toques na bola nos dois confrontos.

Veiga, por sua vez, entrou apenas contra a Argentina. Jogando longe de onde rende melhor (atuou aberto pela direita), o meia esteve em campo por 14 minutos e o que lhe restou foi a entrevista pós-jogo para tentar explicar mais uma derrota brasileira. O lado positivo, para os palmeirenses, é os dois voltarem ao clube mais descansados para a reta final do Brasileirão.

Poucos minutos, mas vitórias

Richard Ríos viveu sua segunda experiência na seleção da Colômbia. O meio-campista começou a ser lembrado por Néstor Lorenzo após sua afirmação no Palmeiras. Ríos, no entanto, ainda é apenas uma peça complementar da equipe colombiana.

Nesta janela de duas partidas, Ríos foi a campo uma vez – justamente na vitória sobre o Brasil. Foram 16 minutos jogados e um bom desempenho apresentado: 100% de aproveitamento nos passes e nos duelos vencidos, além da participação do início da jogada do gol da vitória por 2 a 1. Contra o Paraguai, o jogador não saiu do banco de reservas, mas comemorou mais uma vitória, desta vez por 1 a 0.

Capitão e dono da posição – mais desgastado

Gustavo Gómez é um símbolo no Paraguai. Capitão da equipe, o zagueiro manteve a regularidade, foi titular e atuou em todos os minutos na data Fifa. Apesar de não comemorar nenhuma vitória, o defensor palmeirense mostrou mais uma vez porque é um dos principais jogadores da posição na América do Sul, finalizando o período com 10 ações defensivas certas, um drible sofrido apenas e com as melhores notas pelo Sofascore (7.0, contra o Chile, e 7.1 diante da Colômbia). Gómez ainda teve dois passes decisivos e uma grande chance criada, no lado ofensivo.

Dentre todos os atletas do Palmeiras chamados, Gómez é o que voltará mais desgastado. Ele deve voltar ao clube na quinta-feira e treinar com elenco na sexta. Vale lembrar que o camisa 15 será reforço diante do Fortaleza, já que não atuou frente ao Internacional.

Richard Ríos comemora boa fase e evita falar em título Brasileiro

Richard Ríos em jogo do Palmeiras contra o Bahia, durante partida válida pela trigésima rodada do Brasileirão 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Após lesão de Gabriel Menino, Richard Ríos vem sendo o titular no meio-campo

O Palmeiras venceu o Bahia por 1 a 0, no Allianz Parque, e engatou a terceira vitória consecutiva no Brasileirão. O resultado fez o Verdão assumir provisoriamente a segunda colocação, ficando seis pontos atrás do Botafogo, que tem dois jogos a menos.

Um dos destaques do Palmeiras foi Richard Ríos, que vem sendo o titular no meio-campo após a lesão de Gabriel Menino. O camisa 25 não deve mais atuar em 2023.

“Infelizmente o [Gabriel] Menino teve a lesão. Todos trabalham para jogar, felizmente eu estou indo bem, dando conta do recado. Faço o que o Abel pede que é circular a bola e jogar o mais simples possível”, disse o colombiano, em entrevista ainda no gramado do Allianz Parque.

Perguntado sobre a chance de o Palmeiras conquistar o título do Brasileirão, Ríos desconversou. “Agora é comemorar a vitória. Ganhamos o jogo e temos 24 horas para comemorar esse jogo. Não falo de título, vamos comemorar cada vitória”, finalizou.

O próximo jogo do Palmeiras será justamente diante do Botafogo, quarta-feira que vem, às 21h30, no Nilton Santos.

Richard Ríos vs Bahia:

  • 90 minutos jogados;
  • 62 ações com a bola;
  • 10 perdas da posse de bola;
  • 91% dos passes certos;
  • 4 lançamentos certos;
  • 2 finalizações;
  • 100% nos dribles;
  • 4 duelos individuais vencidos;
  • 2 ações defensivas certas.

Richard Ríos treina e Palmeiras inicia preparação para enfrentar o Coritiba; Endrick será desfalque

Alex e Richard Ríos durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Palmeiras tentará afastar a má fase contra a equipe que está na zona de rebaixamento

O Palmeiras se apresentou nesta sexta-feira na Academia de Futebol e iniciou os trabalhos visando o duelo contra o Coritiba, no domingo, às 18h30, no Couto Pereira.

Os jogadores que atuaram por mais de 45 minutos frente ao Atlético-MG não foram a campo e permaneceram na parte interna do Centro de Excelência para trabalhos regenerativos. O restante do elenco disputou um coletivo de dois tempos de 20 minutos, em campo reduzido. Alguns atletas do elenco Sub-20 participaram da atividade.

Richard Ríos, que retornou ao clube na madrugada após defender a Colômbia nas Eliminatórias, treinou ao lado dos companheiros. Ele está à disposição de Abel Ferreira para o próximo jogo. Em processo de transição física, Atuesta participou das movimentações em campo como coringa (função com menor contato físico).

Endrick desfalca o Palmeiras em Curitiba

Titular nos últimos dois jogos, Endrick não enfrentará o Coritiba. O camisa 9 levou o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão automática. Arthur, Luis Guilherme, Breno Lopes e Flaco López são opções para a comissão técnica.

Assim como o atacante, Abel Ferreira também não estará no Couto Pereira. O treinador cumprirá o segundo jogo de suspensão após ser punido pelo STJD.

A equipe volta a treinar na manhã de sábado e, no período da tarde, embarca para a capital paranaense.