Na súmula, Matheus Candançan relata conflito entre equipe de arbitragem e Anderson Barros

Na súmula, Matheus Candançan relata conflito entre equipe de arbitragem e Anderson Barros.
Cesar Greco

O jovem árbitro também explicou na súmula o motivo da expulsão de João Martins, auxiliar técnico do Palmeiras

O Palmeiras enfrentou o SCCP na noite de ontem e venceu o rival por 2 a 1. Apesar do resultado apertado, o Verdão dominou as ações em quase toda a partida e marcou um gol em cada tempo: Raphael Veiga, de pênalti, aos 28’ da primeira etapa; e Danilo, aos 23’ do segundo tempo, aproveitando rebote do goleiro Cássio.

O Derby teve no comando do apito o jovem Matheus Delgado Candançan, que na súmula após a partida, relatou um conflito entre a equipe de arbitragem e dois profissionais do Palmeiras: Carlos Martinho (auxiliar de Abel) e Anderson Barros (diretor de futebol).

De acordo com Candançan, Martinho foi em direção aos juízes no final do jogo, nas escadas que dão acesso aos vestiários, e proferiu as seguintes palavras: “foi falta antes do pênalti, só vocês não viram, ele [Róger Guedes] empurrou”.

O documento aponta ainda que o quarto árbitro, Salim Fende Chavez, colocou-se à frente de Candançan na reclamação de Carlos Martinho e pediu para o assistente se retirar. Em seguida, o árbitro relata que Anderson Barros tomou à dianteira da discussão, “segurou a camisa do quarto árbitro” e disse: “você não pode falar assim, aqui eu que resolvo as coisas”, escreveu.

Seguranças do Palmeiras tiveram um rápido confronto com o policiamento presente no local e a discussão foi encerrada.

Árbitro relata na súmula motivo da expulsão de João Martins

Além de detalhar o conflito nos vestiários do Allianz Parque, Matheus Candançan também explicou na súmula os motivos que o levaram a expulsar João Martins, assistente técnico do Palmeiras, que foi ejetado da partida aos 43 minutos da etapa final.

“Expulso por sair de seu banco de reservas e ir na direção do 4º árbitro, Sr. Salim Fende Chavez, reclamando acintosamente das decisões da arbitragem com gestos e ações, proferindo as seguintes palavras: ‘vocês têm que checar, só checam para os caras’”, relatou.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo para jogar a última rodada da primeira fase do Paulista. Líder do Grupo C e já classificado para as quartas-de-final, o Verdão espera pela definição do seu adversário; Ituano, Botafogo e Mirassol brigam por essa última vaga na chave.

Danilo comanda vitória do Palmeiras no Derby e é escolhido o Craque do Jogo pela FPF

Danilo comemora seu gol pelo Palmeiras contra o SCCP, durante partida válida pela sexta rodada do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Danilo sofreu o pênalti do primeiro gol do Palmeiras e marcou o segundo da vitória palmeirense

O Palmeiras segue invicto no Campeonato Paulista. Na noite desta quinta-feira, a equipe enfrentou o SCCP, no Allianz Parque, e venceu o rival por 2 a 1. O grande nome da partida foi o meio-campista Danilo.

A Cria da Academia participou ativamente nos lances dos dois gols palmeirenses. No primeiro, sofreu o pênalti que foi convertido por Raphael Veiga; no segundo, o próprio camisa 28 foi às redes, aos 23 minutos da etapa final. Ao final do jogo, a Federação Paulista de Futebol o escolheu o melhor do duelo.

“Agradeço a Deus, à equipe fantástica e à torcida por esse troféu. Fico muito feliz em ajudar a equipe. Vencemos na vontade. Como o Abel fala: 30% tática e 70% é o que vem de dentro de nós. Desde o começo do jogo nós impusemos nosso jogo, colocamos o nosso ritmo. Isso foi crucial para sairmos vitoriosos”, contou o jogador em entrevista, ainda no gramado do Allianz Parque.

Cria da Base, Danilo subiu ao time principal do Palmeiras em setembro de 2020. Desde então, o meio-campista vem evoluindo e atualmente é titular absoluto do setor. O tento diante do SCCP foi seu sétimo com a camisa do Verdão, em 94 jogos.

“É fruto do trabalho e da confiança de todos. Evoluí muito nos últimos anos e a tendência é continuar. Agora é seguir focado para fazer grandes partidas”, concluiu.

Veja os números de Danilo no Derby

Matheus Delgado Candançan é o escolhido da FPF para comandar o apito no Derby

Matheus Delgado Candançan é o escolhido da FPF para comandar o apito no Derby.
Reprodução

Matheus Delgado Candançan tem 23 anos e apitará um jogo do Palmeiras pela primeira vez

Classificado antecipadamente para as quartas-de-final do Campeonato Paulista, o Palmeiras entra em campo nesta quinta-feira para enfrentar o SCCP, no Allianz Parque, às 20h30. Para o duelo, a Federação Paulista de Futebol escalou o árbitro Matheus Delgado Candançan, de 23 anos.

Candançan foi o juiz da partida entre Palmeiras e SPFC, na semifinal da Copa São Paulo de Futebol Junior, que, além da vitória do Verdão, foi marcada também por atos de vandalismo protagonizados pela torcida do rival. Nos minutos finais do confronto, torcedores adversários invadiram o gramado da Arena Barueri para agredir os jogadores do Palmeiras; durante a invasão, uma faca foi arremessada para o campo. O árbitro decidiu dar prosseguimento ao jogo ao fim da confusão, mesmo com as precárias condições de segurança.

Para o jogo da próxima quinta, o juiz será auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (assistente 1) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (assistente 2), além do quarto árbitro Salim Fende Chavez. No VAR, o responsável será José Claudio Rocha Filho, de 43 anos, que terá como assistente Fabricio Porfirio de Moura.

Matheus Delgado Candançan apitará seu primeiro jogo do Palmeiras

Será a primeira vez em sua trajetória como árbitro que Candançan comandará o apito em uma partida do Palmeiras. Na atual edição do Campeonato Paulista, ele participou de nove jogos: quatro como juiz principal; três como VAR; e duas vezes como quarto árbitro.

Invicto no Paulista e com 26 pontos ganhos em dez jogos disputados, o Palmeiras é também o líder da tabela geral e precisa de apenas mais um ponto para garantir a primeira colocação, que pode gerar a vantagem de fazer os jogos decisivos no Allianz Parque nas partidas eliminatórias.

Eleito Craque do Jogo, Murilo celebra vitória e agradece ‘ajuda’ dos companheiros

Murilo comemora seu gol pelo Palmeiras contra a Ferroviária, durante partida válida pela sétima rodada do Paulistão, no Estádio Municipal Dr Ademar Pereira de Barros.
Cesar Greco

Murilo fez o primeiro gol da vitória do Palmeiras por 2 a 0 contra a Ferroviária

Atuando com um time alternativo, o Palmeiras visitou a Ferroviária na noite desta quarta-feira e venceu o adversário por 2 a 0. Murilo, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Breno Lopes, aos 17 do segundo, marcaram os gols do triunfo palmeirense.

Titular em três das quatro vezes que foi a campo com a camisa palmeirense, Murilo chegou ao seu segundo gol pelo clube. Ao final da partida, o zagueiro, que foi eleito o melhor jogador da partida pela FPF, concedeu entrevista e celebrou a vitória.

“Muito feliz pelo jogo, pela vitória. Agradeço aos meus companheiros e à comissão técnica por terem me ajudado a ganhar esse troféu. Estamos fazendo um bom trabalho, vamos continuar assim. Quanto ao gol, venho trabalhando para poder aproveitar as oportunidades que aparecem”, disse o camisa 26.

Defensivamente, o defensor contribuiu com um desarme, sete duelos ganhos em 11 disputados e não sofreu nenhum drible. Além disso, mostrou boa performance na fase de construção: foram 39 passes certos em 45 tentados, o que representa um aproveitamento de 87%.

“Nosso foco é terminar como primeiro colocado do grupo. A gente está mantendo a seriedade e o trabalho firme para manter o Palmeiras no alto nível”, finalizou.

Abel fala sobre Murilo

A atuação de Murilo também foi destaque na coletiva pós-jogo do técnico Abel Ferreira, que elogiou o zagueiro e também a direção de futebol do Palmeiras por sua contratação.

Murilo do Palmeiras em disputa contra Marquinhos da Ferroviária, durante partida válida pela sétima rodada do Paulistão, no Estádio Municipal Dr Ademar Pereira de Barros.
Cesar Greco

“Parabéns ao Murilo pelo jogo de hoje. Ele veio acrescentar qualidade e competitividade ao setor. Temos centrais muito bons. É isso que queremos, uma competitividade interna grande para que, quando a equipe precisar, todos darem a resposta. Parabéns também ao nosso departamento de recrutamento e ao Barros, que conseguiram trazer um grande jogador sem fazer grandes investimentos”, disse o treinador.

O Palmeiras volta a campo neste sábado para enfrentar o Santo André, no Allianz Parque, às 16h. Com a vitória sobre a Ferroviária, o Verdão manteve a liderança do Grupo C, com 13 pontos.

Paulo Victor minimiza pressão por título da Copinha e projeta decisão no Allianz Parque

Paulo Victor minimiza pressão por título da Copinha e projeta decisão no Allianz Parque.
Reprodução

Em coletiva de imprensa na sede da FPF, Paulo Victor falou também sobre atacante Endrick

Os times Sub-20 de Palmeiras e Santos decidem amanhã, no Allianz Parque, às 10h, a Copa São Paulo de Futebol Junior. Na manhã desta segunda-feira, o técnico Paulo Victor concedeu entrevista coletiva na sede da Federação Paulista de Futebol e comentou sobre a pressão pelo título do lado do Verdão, já que o clube ainda busca o primeiro troféu da competição.

“A pressão é um privilégio para quem trabalha no alto nível, em grandes equipes. A gente está lidando com muita naturalidade com essa final, focando sempre naquilo que nós controlamos, que é nosso trabalho, o dia a dia, a entrega. Não tenho dúvidas que amanhã teremos um grande jogo e quem tiver um maior merecimento sairá com o título”, declarou.

PV chegou ao Palmeiras para comandar o Sub-20 em outubro do ano passado, para substituir Wesley Carvalho. O treinador segue invicto à frente da equipe, com 16 vitórias e seis empates, e busca seu segundo título pela categoria.

“Jogar ao lado do nosso torcedor, com o estádio cheio, é muito bom e acredito que valida e favorece muito a formação dos atletas, que é o principal objetivo do clube. A gente já pôde ter outras experiências assim nessa competição e na final do Campeonato Paulista [Sub-20]”, comentou o treinador sobre a escolha do Allianz Parque como sede da decisão.

Os ingressos para a final foram esgotados na madrugada desta segunda-feira. Ao todo, foram colocados à venda um pouco mais de 26 mil bilhetes – por conta das restrições pela Covid-19, apenas 50% da capacidade do estádio será utilizada.

Paulo Victor comenta sobre Endrick

Endrick comemora seu primeiro gol na vitória do Palmeiras por 6x1 sobre o ASSU-RN, em partida válida pela primeira rodada da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no estádio Distrital do Inamar, em Diadema-SP.
Fabio Menotti

O garoto Endrick, de 15 anos, também foi assunto da coletiva. Indagado sobre a situação do atacante, que é destaque na imprensa nacional e internacional, PV afirmou que o clube vem trabalhando diariamente com ele e que seu foco está totalmente direcionado para a Copinha.

“O Endrick tem mostrado todo seu potencial dentro da competição junto do trabalho de todo o grupo, as individualidades só aparecem com o grande trabalho coletivo. É assim que a gente pensa. Ele tem uma ótima postura, está com a cabeça boa, tranquila, e estamos instruindo-o para que continue assim, focado nos objetivos coletivos”, pontuou.

Para finalizar, o treinador elogiou a decisão de Abel Ferreira em não inscrever Endrick para o Mundial de Clubes.

“Essa situação dele ir para o Mundial eu atribuo muito mais para o externo. Ele é um menino de 15 anos e que tem muita coisa pela frente ainda. Desde o dia 5 de janeiro ele está focado na Copinha e assim que tratamos essa situação. O Abel foi muito feliz ontem nas palavras e nas considerações”, finalizou.