Abel reclama do antijogo do Goiás e dispara contra arbitragem: “Começam a ser situações a mais contra o Palmeiras”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Goiás, durante partida válida pela segunda rodada do Brasileirão 2022, no Estádio Hailé Pinheiro.
Cesar Greco

Sobre o desempenho do time, Abel não gostou da falta de efetividade do Palmeiras

O técnico Abel Ferreira concedeu entrevista coletiva após o empate do Palmeiras em 1 a 1 com o Goiás, em Goiânia, e, num primeiro momento, não quis comentar sobre o antijogo feito pela equipe adversária.

“A questão do antijogo é o árbitro que controla. Gostaria de saber apenas o tempo útil do jogo hoje aqui e mais nada. Eu não controlo”, iniciou o treinador. Entretanto, ao longo da coletiva, Abel começou a reclamar, principalmente, do goleiro Tadeu, que por muitas vezes caiu no chão sem estar lesionado.

“Ele caiu umas 34 vezes no chão e ainda é o capitão da equipe deles. Ele tem que ser exemplo ao mais novos. Mesmo depois do nosso gol ele ficou no chão para ver se o VAR invalidava o lance. Fico triste porque ele é o capitão da equipe. Parabéns para ele na parte desportiva, mas faltou ser exemplo”, reclamou.

O treinador ficou na bronca também com a arbitragem por conta do gol do Goiás. No lance, após chute de Pedro Raul, Caio Vinicius deu um carrinho e, ao invés de tocar na bola, acertou Weverton. A jogada foi validada pelo VAR.

“Tanto no primeiro quanto no segundo tempo, toda vez que entrávamos em um bom ritmo de jogo, o adversário caía no chão e quebrava o ritmo. Não controlamos isso, mas o árbitro foi conivente. Das três equipes de hoje: nós, o adversário e os árbitros, uma [os árbitros] não foi bem. Começam a ser situações a mais contra o Palmeiras. De forma regular, fizemos um gol. E de forma irregular, o Goiás fez um e isso nos custou dois pontos”, disparou.

“Há um VAR e as imagens são claras. O jogador não toca na bola e ela entra. Infelizmente isso nos tira pontos. Isso é muito sério. Falamos de dinheiro, profissionalismo. Trabalhamos diariamente e queremos a verdade esportiva. O que eu quero é que apenas não nos prejudique”, completou.

Abel lamenta falta de efetividade do Palmeiras

Rony e Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Goiás, durante partida válida pela segunda rodada do Brasileirão 2022, no Estádio Hailé Pinheiro.
Cesar Greco

Sobre o desempenho do Palmeiras na partida, Abel lamentou as chances desperdiçadas. De acordo com o treinador, a equipe criou oito grandes oportunidades e deveria ter tido uma efetividade de 50%.

“Nós estamos tristes pelo resultado. Mas a equipe produziu o normal. Entramos muito fortes no jogo, tivemos uma ótima oportunidade com o Veiga que o goleiro fez uma ótima defesa e depois caiu no chão, não sei o porquê. Na sequência criamos outras quatro boas chances. No segundo tempo tivemos mais dificuldades, eles se fecharam muito bem, com oito jogadores à frente da área. Mesmo assim, saímos na cara do gol com o Wesley e com o Rony, e depois, aí sim, fizemos o gol com o próprio Rony”, analisou.

“Nestes jogos é ganhar ou ganhar. Temos que ser efetivos. Das oito chances que criamos, temos que fazer quatro. Tem que ter 50% de aproveitamento. Agora, eles tentaram, foram bravos até o último segundo. Produzimos bem, foram 22 finalizações, nossa média é por aí. Agora é jogo a jogo. Manter o equilíbrio, a calma e ser efetivos”, finalizou.

O Palmeiras volta a campo pelo Brasileirão na próxima quarta-feira para enfrentar o Flamengo. O duelo acontecerá às 19h, no Maracanã.

Rony enaltece força do Palmeiras em “acreditar até o fim” contra o Goiás

Rony comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Goiás, durante partida válida pela segunda rodada, do Brasileirão 2022, no Estádio Hailé Pinheiro.
Cesar Greco

Rony entrou no segundo tempo e fez o gol do Palmeiras aos 51 minutos da etapa final

O Palmeiras visitou o Goiás na tarde deste sábado, em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, e empatou o duelo em 1 a 1, graças ao gol de Rony no último lance da partida. O camisa 10 começou a partida no banco de reservas, entrou na metade da etapa final e fez o gol em um lindo voleio.

Ao final do confronto, Rony concedeu entrevista e enalteceu a persistência do Palmeiras em buscar o empate até o último minuto.

“Foi o gol da nossa insistência, persistência. Infelizmente sofremos um gol que para mim foi falta no Weverton, o atacante só o acerta, mas sabemos que é o juiz que decide na hora. De qualquer forma, a equipe está de parabéns por acreditar até o fim, sabemos que jogar aqui é difícil, até pelo fato do clima”, disse o atacante.

“Somos uma equipe muito qualificada e a gente sabia que poderíamos ter saído com a vitória. Mas quando eles saem na frente, eles se fecham e fica difícil reverter”, complementou Rony.

O atacante marcou o seu sexto gol na temporada e empatou com Rafael Navarro como vice-artilheiro do time, atrás apenas de Raphael Veiga (11).

Rony diz que Palmeiras não pode “baixar a cabeça”

Ainda sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras terá pela frente uma sequência complicada na competição. Os próximos dois jogos do time serão contra Flamengo (fora de casa) e SCCP (em Barueri).

Rony comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Goiás, durante partida válida pela segunda rodada, do Brasileirão 2022, no Estádio Hailé Pinheiro.
Cesar Greco

Rony admitiu que o Verdão enfrentará equipes difíceis na próxima semana, mas garantiu muito trabalho para que a vitória aconteça.

“Agora é trabalhar. Muitas vezes as coisas que queremos não acontecem e é só com trabalho que vamos brigar até o fim por esse Brasileiro. Temos jogos difíceis pela frente. Não podemos baixar a cabeça, somamos um ponto que pode ser que faça a diferença lá na frente, mas queremos a vitória já no próximo jogo”, concluiu.

O duelo diante do Flamengo acontecerá na próxima quarta-feira, às 19h, no Maracanã.

Sexta-feira do Palmeiras é marcada por treino tático e conversa com Rony após atividade

Elenco do Palmeiras durante treinamento na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Após revés na estreia, Palmeiras enfrentará o Goiás na tarde deste sábado, em Goiânia

O Palmeiras está pronto para enfrentar o Goiás. Na manhã desta sexta-feira, na Academia de Futebol, a comissão técnica comandou o último treinamento antes da partida deste sábado, que acontecerá no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia, válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

No gramado, Abel Ferreira e seus auxiliares comandaram um treino tático, com as dimensões do campo reduzidas. O grupo foi dividido em dois times e o treinador fez algumas correções no posicionamento e exigiu intensidade dos jogadores.

Recuperado de um problema na coxa esquerda, Gustavo Scarpa trabalhou sem restrições e está à disposição da comissão técnica para a partida. Já o zagueiro Luan, único desfalque da equipe, realizou exercícios na parte interna do Centro de Excelência e também em campo, com bola.

Rony projeta um duelo difícil do Palmeiras contra o Goiás

O atacante Rony, que na última terça-feira se tornou o maior artilheiro do clube em Libertadores (ao lado de Alex), concedeu entrevista após o treino desta sexta e projetou um duelo difícil diante do Goiás.

Gustavo Gómez e Rony durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

“O primeiro jogo do Brasileiro não foi como esperávamos e agora, contra o Goiás, será mais uma partida difícil. Nosso único objetivo lá é a vitória. É só impormos nosso ritmo de jogo”, disse o camisa 10.

“Estamos tendo uma sequência pesada de jogos. O descanso é fundamental. Sofremos contra o Ceará por conta do cansaço também, tivemos uma longa viagem naquela semana do jogo. Para amanhã estamos todos focados, fizemos um grande jogo na terça-feira e com certeza estamos confiantes em sair com um bom resultado de Goiânia”, concluiu.

A delegação palmeirense embarcou na tarde de hoje para Goiânia. O duelo diante do Goiás acontecerá às 16h30.

Surto de Covid-19 e desfalques: Abel reencontra adversário que foi seu primeiro grande desafio no Palmeiras

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Goiás, durante partida válida pela vigésima segunda rodada do Brasileirão 2022, no estádio Hailé Pinheiro.
Cesar Greco

Último confronto entre Palmeiras e Goiás registrou primeira derrota de Abel à frente do Verdão

Após o revés para o Ceará na estreia, no Allianz Parque, o Palmeiras volta a campo pelo Campeonato Brasileiro na tarde deste sábado para enfrentar o Goiás, fora de casa.

Os times voltam a se enfrentar depois de uma temporada, já que o Goiás jogou a Série B no ano passado. O último confronto entre as duas equipes, em novembro de 2020, registrou a primeira derrota de Abel Ferreira no comando do Verdão – à época, a equipe vinha de nove jogos invictos.

Entretanto, além da equipe goiana, o Verdão precisou enfrentar outro adversário naquela partida: os desfalques. Nada menos do que 20 jogadores não estavam aptos para entrar em campo. Zé Rafael estava suspenso; Felipe Melo e Wesley machucados; enquanto outros 17 atletas haviam sido infectados pela Covid-19 – o Palmeiras era o time do Brasil que vivia o maior surto de coronavírus no período.

Se já não bastasse todas as ausências, a comissão técnica teve que lidar com outros dois problemas durante o jogo: Luiz Adriano, artilheiro do time à época, lesionou-se com 25 minutos de jogo; e Mayke, aos 39’ do primeiro tempo, foi expulso.

Sem seu principal atacante, com atletas improvisados e com um jogador a menos por 60 minutos, o Verdão foi valente, chegou a ter uma ótima oportunidade no final do jogo, mas acabou derrotado com um gol sofrido nos minutos finais. O duelo foi considerado o primeiro grande desafio de Abel no comando Palmeiras, conforme escrito por ele e sua comissão técnica no livro “Cabeça Fria Coração Quente”.

Historicamente, o Palmeiras enfrenta dificuldades para enfrentar o Goiás jogando como visitante. Em 27 jogos, são dez vitórias para o Verdão, 11 derrotas e seis empates, o que representa um aproveitamento de 44,4% dos pontos.

Priorizando o Brasileiro, Abel deve colocar força máxima em campo

Campeão da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Paulista no início de 2022, o Palmeiras de Abel Ferreira vem priorizando o Brasileirão no momento. Na Libertadores, a comissão técnica mandou a campo equipes alternativas nos dois jogos em que a equipe fez, e a gestão de energia funcionou: foram duas goleadas (4 a 0 no Deportivo Táchira; 8 a 1 no Independiente Petrolero) e liderança isolada do Grupo A.

Para o duelo deste sábado, jogadores importantes como Raphael Veiga, Dudu e Danilo devem retornar à equipe titular. Outro atleta que volta a ficar à disposição da comissão técnica é Gustavo Scarpa, que se recuperou de um trauma na coxa esquerda.

O Palmeiras realiza o último treino antes do jogo na manhã desta sexta-feira e logo em seguida embarca para Goiânia. O duelo acontece às 16h30 deste sábado, no estádio Hailé Pinheiro.

Com novidade, Palmeiras se reapresenta e inicia preparação para enfrentar o Goiás

Jailson e Vanderlan durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Palmeiras busca a primeira vitória no Campeonato Brasileiro 2022

Após ganharem folga na quarta-feira, os jogadores do Palmeiras se reapresentaram na manhã de hoje na Academia de Futebol e deram início à preparação para o confronto diante do Goiás, pelo Campeonato Brasileiro.

Em campo reduzido e sem a participação dos goleiros, a comissão técnica comandou inicialmente um trabalho técnico com ênfase na posse de bola e nas inversões, além de planejar exercícios nos quais os atletas tinham que atingir objetivos específicos.

Em seguida, sem a presença dos titulares do último jogo que foram liberados para fazer um complemento físico, mas com os arqueiros no gramado, Abel Ferreira e seus auxiliares comandaram outra movimentação técnica. Os garotos do Sub-20 que foram relacionados para a partida na última quarta-feira também participaram do treinamento.

Gustavo Scarpa treina e pode reforçar o Palmeiras

Gustavo Scarpa treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Ausência contra o Independiente Petrolero (BOL) por conta de um trauma na coxa esquerda sofrido no jogo contra o Ceará, o meio-campista Gustavo Scarpa se recuperou e trabalhou normalmente ao lado dos companheiros. O camisa 14 estará à disposição da comissão técnica para o duelo diante o Goiás, mas sua presença em campo ainda é incerta.

O zagueiro Luan, por sua vez, cumpriu cronograma de tratamento na parte interna do Centro de Excelência junto aos profissionais do Núcleo de Saúde e Performance. O camisa 13 se recupera de uma lesão na coxa esquerda e não entra em campo há dois meses.

O Palmeiras treina na manhã desta sexta-feira e, em seguida, embarca para Goiânia. O duelo contra a equipe da casa acontecerá no sábado, às 16h30, no estádio Hailé Pinheiro.