A terça do Palmeiras: elenco volta ao trabalho após título e reforço é apresentado

Rômulo é apresentado como o mais novo atleta do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Última contratação realizada pelo Palmeiras na temporada, Rômulo foi apresentado na Academia de Futebol

Tricampeão Paulista no domingo, o Palmeiras se reapresentou na Academia de Futebol na manhã desta terça-feira e iniciou os preparativos para o jogo da Libertadores contra o Liverpool, que acontece nesta quinta, no Allianz Parque.

Os jogadores que atuaram por mais tempo na decisão estadual seguiram o cronograma de atividades regenerativas na parte interna do Centro de Excelência. Os demais disputaram um coletivo com dois tempos de 20 minutos e a participação de Crias da Academia.

Depois da conquista do título Paulista, o Verdão se prepara para semanas de jogos importantes. A equipe busca a primeira vitória na Libertadores e depois estreia no Brasileirão, contra o Vitória, fora de casa, no domingo. A sequência reserva, ainda, partidas a cada três dias, alternando entre a competição continental e a nacional.

Rômulo apresentado no Palmeiras

Ao final do treino, o meio-campista Rômulo foi apresentado. Novo camisa 20 do Verdão, o jogador abordou diversos assuntos. Confira:

– Função em campo

“Venho para o Palmeiras para jogar em diversas funções. Gosto de jogar no meio, mas também atuo de ponta, flutuando por dentro. Posso fazer essas duas situações. Vou me encaixar na posição que o Abel quiser, estou focado para se adaptar ao estilo de jogo, já estou entendendo muito bem, para conseguir já atuar. Estou pronto para a oportunidade e com a expectativa alta para estrear”.

– Parceria com Raphael Veiga

“No primeiro jogo da temporada eu pedi a camisa para ele, também pedi pra gente conversar. Ele me tratou muito bem, me aconselhou. Até então a gente não sabia do futuro. Ele é a minha referência aqui, conversamos muito, temos tudo para dar certo aqui”.

– Chegada ao Palmeiras

“No final do ano passado vieram alguns clubes atrás de mim. Mas eu fiquei tranquilo. Depois veio a proposta do Palmeiras e falei para o meu empresário que não pensaria duas vezes antes de aceitar, e hoje estou aqui. É um clube que está sempre brigando por títulos. Pude sentir o gostinho no domingo, comemorei da maneira certa, respeitando também o Novorizontino. Agora é trabalhar muito aqui para conquistar os títulos”.

“Sei da responsabilidade que é vestir a camisa do Palmeiras. Vim para mostrar que tenho capacidade de jogar, ajudar meus companheiros. Fico feliz com os prêmios, não imaginava que seriam três. Graças a Deus o meu trabalho está sendo bem feito e agora é continuar evoluindo”.

– Enfrentar o Palmeiras na semifinal do Paulistão

“Foi um momento difícil, mas eu estava defendendo o Novorizontino e mantive o meu papel. Fiz o meu melhor naquele jogo e aconteceu o que tinha de acontecer. O importante é que fiz o meu trabalho e fui profissional”.

– Início de carreira

“Levei muitos ‘nãos’ em vários clubes, mais de 30. No começo, pensei em desistir, mas minha família me ajudou bastante. Já fiz até avaliação no Palmeiras, mas não era o momento certo. Depois fui conquistando o meu espaço na carreira, hoje estou no Palmeiras e quero fazer um grande trabalho”.

Rômulo treina ao lado dos companheiros pela 1ª vez; veja como foi

Rômulo durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol, em São Paulo-SP.
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

Reforço do Palmeiras, Rômulo vive a expectativa de estrear na Libertadores

A segunda-feira foi especial para Rômulo. Integrado ao Palmeiras na semana passada, o meia-atacante realizou o primeiro treino com bola ao lado dos novos companheiros.

“Hoje é meu terceiro dia aqui. Quando eu cheguei, todo mundo me recepcionou muito bem, conversando, e me senti muito tranquilo. Fico muito feliz em fazer parte deste grupo, desta família. Ontem fui junto com o elenco ver o jogo da final. Estou começando a acompanhar a equipe e estou muito feliz por começar os treinos e me enturmar”, disse.

“Tudo chama a atenção. Confesso que é muita informação para assimilar. Graças a Deus, estou conseguindo fazer as coisas da maneira certa, cumprir todas as obrigações. Estou alegre com a estrutura. Surpreende bastante, acho que nem conheci tudo ainda. Mas estou feliz em estar aqui, contente para começar a trabalhar e começar a ir para os jogos”, complementou.

O jogador vestirá a camisa 20 no Verdão e foi inscrito na Libertadores. O clube aguarda a confirmação da inclusão do atleta por parte da Conmebol para que ele possa estrear. E Rômulo vive essa expectativa.

“Quero estar junto com o elenco já nesse jogo [contra o San Lorenzo, na quarta-feira]. Estou bem fisicamente, já vinha em uma batida de jogos, então estou muito bem. Se for para acontecer de jogar, me sinto pronto”, concluiu.

Por conta do segundo jogo da final do Paulistão, que acontecerá no domingo, o Palmeiras pode entrar em campo com uma equipe alternativa diante do San Lorenzo.

1º treino com bola de Rômulo:

Endrick treina separado e reforço se apresenta à Academia de Futebol: o sábado do Palmeiras

Com apresentação de reforço, atletas do Palmeiras seguem cronograma durante treinamento na Academia de Futebol, em São Paulo-SP.
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

Último reforço do Palmeiras da temporada, Rômulo realizou o primeiro treino no Palmeiras

O Palmeiras está pronto para enfrentar o Santos, na decisão do Campeonato Paulista. Neste sábado, a equipe realizou o último treinamento antes da partida na Vila Belmiro. O duelo acontece às 18h.

O técnico Abel Ferreira comandou um treino tático e fez os últimos ajustes na equipe para a final. Com um trauma na coxa direita, Endrick realizou atividades no gramado e depois seguiu cronograma individualizado. A presença do camisa 9 ainda é dúvida.

Último reforço contratado pelo Palmeiras, o meia Rômulo se apresentou na Academia de Futebol pela primeira vez. Destaque do Novorizontino no Paulistão, o jogador passou por algumas avaliações com os profissionais do Núcleo de Saúde e Performance.

O Palmeiras chega à final do Paulistão pelo quinto ano consecutivo e busca o tricampeonato seguido pela segunda vez na história – o feito só foi alcançado há 90 anos, nas edições de 1932/33/34.

Veja como foi o primeiro dia do reforço palmeirense:

Endrick, Rômulo e mais: o que disse Abel Ferreira após classificação para final do Paulistão

Abel Ferreira em partida pelo Palmeiras contra o Novorizontino, válida pela semifinal do Paulistão 2024, no Allianz Parque, em São Paulo-SP.
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

Em longa entrevista coletiva, Abel Ferreira explicou movimentação de Endrick no primeiro tempo, analisou o duelo e comentou sobre outros diversos assuntos

Pela quinta temporada consecutiva, o Palmeiras chega às finais do Campeonato Paulista. Diante do Novorizontino, para mais de 40 mil pessoas no Allianz Parque, o Verdão contou com a estrela de Endrick para vencer o adversário por 1 a 0. A equipe enfrentará o Santos na decisão.

Ao final da partida, o técnico Abel Ferreira concedeu longa entrevista coletiva. O treinador palmeirense analisou a partida, falou sobre aspectos táticos e psicológicos de Endrick, pediu paciência para a torcida e também comentou sobre Rômulo, além de outros assuntos.

Com a vitória sobre o Novorizontino, o Palmeiras chegou a 20 jogos de invencibilidade, maior sequência sem derrotas sob o comando de Abel Ferreira. O último revés aconteceu em novembro do ano passado. Em 2024, a equipe segue invicta.

Endrick

Endrick comemora com Abel Ferreira seu gol pelo Palmeiras contra o Novorizontino, em partida válida pela semifinal do Paulistão 2024, no Allianz Parque, em São Paulo-SP.
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

[Incômodo na coxa] “Não tenho nenhuma informação ainda. O Endrick veio com uma pancada da seleção, mas ele de fato é um jogador com estrela, felizmente fez o gol. Temos um dia a menos que o adversário para recuperar, mas vamos usar todos os recursos que temos para recuperá-lo”.

[Momento] “Ele é um moleque com a cabeça no lugar. Gosto muito de lembrar as duas faces da moeda. Hoje, está tudo bem, gols, seleção, Real Madrid, mas é preciso tomar cuidado com os elogios, inflamam o ego. Também não deixo esquecer do ano passado, quando passou por oscilação. Conversei com ele, pedi para manter o equilíbrio e ajudamos ele a voltar a ter confiança”.

“Ele é moleque que estuda, algo que fará ele ainda um melhor homem e jogador. É só ter cuidado com os elogios que podem ser impostores. É um jogador completo. Temos sorte por poder desfrutar dele por agora, depois quem vai ter é o Real Madrid”.

[Posicionamento no primeiro tempo] “O adversário nos pressionou muito bem na primeira fase de construção. Para chegar ao gol, temos que levar a bola ao último terço. Se a bola andar com a nossa linha defensiva, vai estar sempre longe da baliza adversária. No primeiro tempo tivemos dificuldades de construir até o último terço para colocar quatro ou cinco jogadores dentro da área. Eles estavam pressionando com três jogadores, e não conseguimos colocar mais um jogador na linha para criar superioridade”.

“A bola não chegava limpa na frente. Não conseguimos corrigir a tempo no primeiro tempo, mas conversamos no intervalo. No segundo tempo, o Aníbal e o tiveram uma missão bem diferente. O Endrick não esteve nem mais, nem menos longe do gol, jogou na mesma posição do último jogo [contra a Ponte Preta], fez os mesmos movimentos. Mas, quando não conseguimos levar a bola ao último terço, vai andar todo mundo longe da área”.

Análise da partida

“Jogo difícil. Estas pausas por causa dos jogos de seleções têm coisas boas e outras que coisas que não são tão boas. Por exemplo, quebra o ritmo que vínhamos tendo, foram quase 15 dias de pausa. Acredito que isso beneficiou mais o Novorizontino do que nós, eles são um time muito organizado e intenso, além de jogarem sem responsabilidade nenhuma. Foi um jogo bastante físico, mas fomos capazes de superar as vontades do nosso adversário. Parabéns a eles pelo que fizeram no campeonato. O Palmeiras acabou por ser mais forte que eles no jogo. Tínhamos tudo a perder, eles tudo a ganhar, mas fomos capazes de nos adaptar rapidamente ao jogo. Sentimos um pouco de nervosismo vindo de fora, mas puxamos pelos torcedores depois do gol”.

Mais uma final

“Parece fácil chegar em mais uma final. Mas se vocês olharem pros últimos quatro campeonatos, o denominador comum é o Palmeiras, que chega e disputa. Só tenho que parabenizar os jogadores por mais uma vez chegarem à final”.

“Importante mais uma vez jogar uma decisão. Para ganhar e para perder, é preciso chegar lá, e é isso que o Palmeiras tem feito. Se vamos ser campeões? Não sei, mas queremos ganhar, logicamente. Vamos enfrentar um adversário bem organizado”.

Rômulo

“Ele estava numa situação muito difícil. Se ele fizesse dois gols, ia ser difícil chegar aqui; se jogasse mal, também seria difícil. Ele mostrou caráter, profissionalismo e fez um bom jogo. A camisa do Novorizontino não tem o mesmo peso que a do Palmeiras. Vamos esperar por ele agora. Vai chegar em uma equipe competitiva e terá que trabalhar muito, primeiro para entrar, e depois para ser um titular. Demos a oportunidade de ele se juntar a nós, agora vai depender dele. Sem grandes expectativas neste início, vamos ajudá-lo na adaptação”.

Allianz Parque e torcida

Torcida do Palmeiras na partida contra o Novorizontino, válida pela semifinal do Paulistão 2024, no Allianz Parque, em São Paulo-SP.
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

“Não treinamos no sintético do CT, então foi a nossa primeira vez nesse gramado depois de muito tempo. Também foi a primeira vez depois de um tempo com 40 mil torcedores, todos estávamos nervosos, os jogadores, o treinador e a torcida. É normal, porque queríamos um grande desempenho perante ao nosso público. Senti também um pouco desse nervosismo vindo de fora. Peço paciência aos torcedores. Por isso que no intervalo eu pedi calma aos jogadores. Depois que fizemos o gol, aí voltamos a sentir os nossos torcedores. Agradeço o apoio deles, é ótimo jogar aqui e aos pouquinhos vamos nos adaptando a velocidade [do gramado após a reforma]. É o que eu sempre digo, entre jogar em um gramado ruim, eu prefiro um sintético top. Eu gostei, os jogadores gostaram”.

Palmeiras x Santos

“O Santos tem a ambição de ganhar o título. Eles terão um ano longo pela frente e terão que assumir a responsabilidade na segunda divisão. É um time bem montado, tem jogadores experientes. É uma final de dois jogos, vamos para a casa deles ver o que vai acontecer. Não tem mistério, é disputar, nós contra eles. Vamos procurar fazer um bom jogo lá [na Vila Belmiro] para depois fechar em nossa casa”.

Campanha

“Isto vai além do futebol. O Palmeiras é um clube que se solidariza com estas causas, fico contente por isso. Estes tênis que estão assinados por todos os jogadores do Palmeiras e pela comissão técnica, vão ser leiloados no site do Palmeiras. Fiz questão de trazer aqui para promover a campanha, e depois a receita vamos doar para alguma entidade. O que está em causa vai muito além do futebol, que é que todos somos diferentes, todos somos iguais. Todos somos sociedades, todos somos um”.

Raphael Veiga reage a elogios de Rômulo: “Motivo de alegria”; veja o vídeo

Raphael Veiga comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Santos, durante partida válida pela terceira rodada do Paulistão 2024, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Reforço do Palmeiras, Rômulo falou sobre Raphael Veiga ser uma referência no futebol

Atualmente um dos principais jogadores do Palmeiras e multicampeão pelo clube, Raphael Veiga é uma das referências para Rômulo, reforço do clube anunciado na última terça-feira.

“Fico feliz (por ser referência). Há seis, sete anos, quando cheguei no Palmeiras, também tinha referências e eu era um dos mais novos do elenco. Hoje sou um dos mais experientes. Ver meninos mais novos falando isso é motivo de alegria porque significa que construí algo grande no futebol. É bem legal isso”, disse o camisa 23, que reagiu ao vídeo de apresentação de Rômulo.

“Durante o jogo ele falou comigo e depois da partida também conversamos. Ele é novo e é um moleque bom. Ele comentou sobre o objetivo de chegar num clube como o Palmeiras e me disse que jogar aqui seria um sonho. Falei para ele manter o ritmo, só não sabia que isso aconteceria tão rápido (risos). Agora vamos jogar juntos”, complementou Veiga.

Veiga foi contratado pelo Verdão em 2017, após se destacar no Coritiba. Após um ano de adaptação ao clube, o meia foi emprestado ao Athletico-PR e retornou em 2019. Com a chegada de Abel Ferreira, tornou-se peça fundamental da equipe, marcando gols em jogos decisivos e conquistando títulos. Ao todo, soma 275 partidas, 86 bolas na rede e 10 títulos.

Assista ao vídeo de Raphael Veiga na TV Palmeiras/FAM: